17 de Outubro de 2017
17º
max. 21º
min. 14º
notícias
iniciativas em destaque
reunião 07 de Março de 2013
Apoios financeiros dinamizam teatro

A atribuição de apoios financeiros a quatro companhias de teatro de Setúbal para o desenvolvimento de atividades cénicas no concelho, no total de perto de 200 mil euros, foi aprovada no dia 6, em reunião pública, pela Câmara Municipal.

Ao TAS – Teatro Animação de Setúbal, “uma das mais prestigiadas e importantes instituições culturais do concelho e da região a trabalhar no domínio das artes cénicas”, sublinha uma das deliberações, a Autarquia decidiu atribuir um total de 140 mil euros para o desenvolvimento de variadas iniciativas de índole cultural com benefícios para a população.

Já o Teatro Estúdio Fontenova, que “tem desempenhado um papel importante na dinamização e fomento da atividade teatral”, reforça outra deliberação, é apoiado financeiramente com 34 mil e 300 euros, dos quais 15 mil e 300 euros são destinados à Festa do Teatro, evento promovido por esta companhia “de caráter internacional que constitui uma oferta relevante no contexto do turismo cultural”.

A Câmara Municipal concedeu ainda um apoio de 11 mil e 500 euros ao Teatro do Elefante, cuja atividade está vocacionada para “uma prática de itinerância e de montagem de espetáculos de rua” em “espaços não convencionais” e para “comunidades e lugares com menor acesso” a eventos teatrais, com destaque para a dinamização do Festival de Artes de Rua.

O Grupo de Animação e Teatro Espelho Mágico, associação sem fins lucrativos que realiza “peças de teatrais direcionadas para a infância e a juventude”, incluindo os programas radiofónicos infantil “Espelho Mágico” e de artes e ideias “Arestas ao Vento”, e também iniciativas que visam a formação de públicos, é beneficiado com um apoio municipal de três mil e 875 euros.

No âmbito destes apoios anuais, as companhias de teatro comprometem-se a dinamizar e apoiar uma série de iniciativas em programas municipais. Incluem-se nestas ações espetáculos e animações teatrais, workshops, formações para grupos de teatro amador e a participação em atividades de enriquecimento curricular.

O TAS e o Teatro Estúdio Fontenova devem ainda colaborar com a Autarquia no projeto anual “Comemorações do Dia Mundial do Teatro”, evento destinado à população do concelho e visitantes.

Todas as companhias de teatro comprometem-se ainda a apresentar, no início de cada ano, o Plano de Atividades e o Orçamento Anual, e, até 31 de março, os relatórios de Atividades e Contas referentes ao ano anterior.

Moção defende igualdade de género

Na mesma reunião pública, a Câmara Municipal de Setúbal aprovou uma moção a propósito do Dia Internacional da Mulher, assinalado a 8 de março, na qual enaltece a luta feminina setubalense pela igualdade de direitos na sociedade.

A Autarquia saúda “todas as mulheres do mundo, em particular as portuguesas e entre elas as setubalenses e azeitonenses que sempre estiveram e foram pioneiras na luta pelo reconhecimento e prática da igualdade de direitos entre todos os cidadãos, sem diferenças de sexo”.

A moção, aprovada por unanimidade, adianta que em pleno século XXI as “mulheres continuam a sofrer uma discriminação inaceitável, mesmo nos países onde a conquista da igualdade de direitos mais avançou”, direitos subvertidos pelo “preconceito moral, social e mesmo económico e político”

A estatística, apesar da parcialidade e do modo redutor como analisa a realidade concreta, demonstra que “continua a não haver correspondência entre o grau de escolaridade e a qualificação técnico-científica das mulheres e a ocupação de cargos dirigentes”, refere o documento, vincando a “existência de uma surda discriminação” das mulheres.

A moção frisa que “nem mesmo o recurso a artifícios que deveriam ser desnecessários como o da paridade, estabelecendo quotas para ultrapassar essa discriminação efetiva, continuam a ser insuficientes”, vincando, igualmente, a “realidade devastadora” no quadro da violência doméstica. 

“Por tudo isto continua a justificar-se comemorar o Dia Internacional da Mulher, para assinalar que mesmo onde os progressos no caminho da igualdade são visíveis, a mulher continua discriminada e tem de se continuar a lutar para exigir que a igualdade seja de facto efetiva”, reforça a deliberação camarária.

A moção destaca ainda o papel da mulher na 1.ª República e, de entre as personalidades que contribuíram com políticas de relevo, realça “Ana de Castro Osório, residente em Setúbal, que, com Afonso Costa, elaborou a Lei dos Divórcios”.

Lembra ainda Adelaide Cabett, Carolina Ângelo, Catarina Eufémia e as conserveiras de Setúbal, “que tanto lutaram e que foram silenciadas pelo Estado Novo”, assinalando que “só com a Revolução dos Cravos, a mulher conseguiu ter maior protagonismo na vida nacional”.

APOIOS

AMRS
Setúbal é um Mundo
Câmara Municipal de Setúbal. ©
Todos os direitos reservados

website concebido por dodesign