19 de Outubro de 2017
15º
max. 21º
min. 14º
notícias
iniciativas em destaque
apresentação 09 de Outubro de 2014
Arte navega no mercado

Um bote, revestido com vinte mil pioneses e o interior decorado com material reciclado e trabalhado por utentes de instituições para seniores, é a mais recente peça apresentada em Setúbal no âmbito do projeto “Arte em Toda a Parte”.

“Ouro sobre Azul” é o título da obra que a artista plástica Teresa Melo apresentou no dia 9 de manhã no Mercado do Livramento, através de uma ação integrada naquele projeto, denominada “Art Boat”.

O bote, uma homenagem aos marítimos da cidade sadina, fica patente naquela praça setubalense até à inauguração do Centro Comercial Alegro, espaço com abertura ao público prevista para 12 de novembro e que receberá esta e outras obras de artes criadas no âmbito do projeto “Arte em Toda a Parte”, desenvolvido pela Immochan, em parceria com a Câmara Municipal.

“A organização ofereceu-me o barco e trabalhei a partir daí. Os pioneses dourados remetem para os perigos que os pescadores enfrentam para conseguir subsistir do ‘ouro’ que nele existe”, explicou a artista natural do Porto e a viver em Setúbal desde janeiro.

A elaboração do interior da embarcação contou com o contributo de utentes de seis instituições seniores de Setúbal, que trabalharam materiais reciclados, alguns deles relacionados com as profissões que desempenharam ao longo da vida.

Maria Ana Condensa, 76 anos, um dos oito utentes do Centro Comunitário de Santa Maria da Graça envolvidos na criação de “Ouro sobre Azul”, fez um golfinho em tecido e o respetivo enchimento.

“Mas outras amigas fizeram outras coisas, como as estrelas-do-mar e as redes de pesca. Estou muito contente e orgulhosa. O meu trabalho está ali e toda a gente pode ver. E o barco ficou tão bonito”, sublinhou, com as mãos a segurar o peito.

A presidente da Câmara Municipal de Setúbal salientou na inauguração que, tanto os utentes das instituições envolvidas na obra, como a artista plástica e, em particular, o concelho, “estão de parabéns pelo envolvimento em iniciativas desta natureza que dinamizam Setúbal”.

Maria das Dores Meira frisou ser “anormal que um investimento desta natureza [construção do Centro Comercial Alegro], de mais de 100 milhões de euros, responsável pela ligação, a vários níveis, de tantos pontos da cidade, se dedique a este tipo de manifestação artística”.

A edil referia-se ao projeto “Arte em Toda a Parte”, através do qual, com o pretexto da construção daquele espaço comercial, está a ser desenvolvida mais de uma dezena de ações culturais no concelho, a maioria implicando a instalação de obras escultóricas, como a que foi inaugurada hoje, e a pintura de murais em graffiti.

Com a abertura ao público do Alegro de Setúbal a maioria das obras de arte, atualmente dispersas em vários locais públicos da cidade, passam a estar expostas num museu criado para o efeito nas instalações do estabelecimento comercial.

“Temos de agradecer à Immochan por esta postura inovadora e pelo investimento que vai criar centenas de postos de trabalho”, reforçou a autarca.

O diretor-geral da empresa, Mário Costa, depois de apresentar ao público a obra “Ouro sobre Azul”, frisou que também não é comum encontrar municípios como o de Setúbal “com tanta abertura para este género de iniciativas”, realçando a “intensidade e disponibilidade revelada deste a primeira hora” pela Autarquia em colaborar com a Immochan no desenvolvimento do “Arte em Toda a Parte”.

Maria das Dores Meira sublinhou que a ação da empresa “é o que se chama de responsabilidade social, em que o desejo de criar riqueza está associado a uma forte consciência social”, enquanto Mário Costa reforçou esta noção adiantando que, para um projeto da magnitude do Centro Comercial Alegro “ter sucesso, tem que se envolver com a comunidade local”.

O “Arte em Toda a Parte” representa igualmente uma oportunidade para que artistas fiquem mais visíveis junto do público.

Teresa Melo, que concebeu o projeto “Ouro sobre Azul” ao longo de pouco mais de um mês, salientou que, além de a “ideia extremamente inovadora e original de aproveitar um espaço comercial para promover arte junto de um público alargado”, é também “excelente para mostrar trabalho e dar a conhecer o nome”.

A artista plástica, além de “repetir 20 mil vezes o gesto de colar pioneses no casco do barco”, reuniu os trabalhos dos utentes das instituições de seniores e ordenou-os, numa linguagem artística, no interior do barco.

Os utentes envolvidos foram do Centro Comunitário de Santa Maria da Graça, da Santa Casa da Misericórdia de Setúbal, da Associação de Socorros Mútuos Setubalense, da Venerável Ordem Terceira da Nossa Senhora do Carmo e da Associação Unitária de Reformados, Pensionistas e Idosos de Azeitão.

Um sistema especial de transporte teve de ser desenvolvido especificamente para deslocar a obra “Ouro sobre Azul”, uma vez que os cerca de 20 mil pioneses foram colados no casco pelas cabeças, com as pontas apontadas para fora.

APOIOS

AMRS
Setúbal é um Mundo
Câmara Municipal de Setúbal. ©
Todos os direitos reservados

website concebido por dodesign