19 de Outubro de 2017
15º
max. 22º
min. 15º
notícias
iniciativas em destaque
requalificação 29 de Maio de 2013
Bela Vista inaugura pátios

A obra de recuperação de todos os pátios do Bairro da Bela Vista, que permitiu criar novas condições de usufruto e atratividade para os moradores daquela zona de Setúbal, é inaugurada numa cerimónia a realizar no dia 1, à tarde.

A conclusão das obras lideradas pela Câmara Municipal de Setúbal, realizadas no âmbito do programa RUBE – Regeneração da Bela Vista e Zona Envolvente, é assinalada num momento festivo, com início às 16h00, no qual marca presença a presidente da Autarquia, Maria das Dores Meira.

A cerimónia inclui uma visita às zonas requalificadas do projeto “Reconversão dos Espaços Comuns da Bela Vista” e a inauguração a escultura “Metamorfose”, do Núcleo Museológico Urbano, com início no pátio E2B, junto da EB 2,3 + S da Bela Vista.

A intervenção, com trabalhos desenvolvidos numa área com cerca de 32 mil metros quadrados, englobando um total de 19 pátios, passeios e iluminação pública do Bairro da Bela Vista, permitiram dotar aqueles espaços de novas zonas de estadia e equipamentos, proporcionando uma ocupação coletiva e multifuncional.

A substituição integral dos pavimentos de acessível manutenção, com a introdução de materiais maioritariamente de betão poroso de várias cores, calçadas de vidraço e cubos de granito, é uma das operações mais percetíveis nestes renovados espaços, aptos para acolher várias atividades e diversos comportamentos sociais.

O aumento da eficiência da drenagem de águas pluviais nos espaços comuns foi assegurado com a instalação de sumidouros, coletores e órgãos de recolha e a opção por pavimentos maioritariamente permeáveis, ações que permitiram solucionar o problema de concentração de águas.

A remodelação da rede de iluminação pública, com a colocação de novos focos de luminosidade nos pátios e passeios, foi outras das ações executadas no âmbito desta empreitada, operação concretizada com o objetivo de reforçar as condições de segurança do bairro, construído em 1974.

A vertente ecológica está também presente nesta ação de reabilitação, materializada com a plantação de mais de duas centenas de novas árvores de folha caduca, que permitem o ensombramento durante os períodos de maior radiação solar e o aproveitamento de calor nas épocas frias.

Além da colocação de mobiliário urbano, como bancos e papeleiras, e da instalação de sumidouros para aumentar a eficiência da drenagem das águas pluviais, foram também criadas zonas de estacionamento organizado e definidas condições para a entrada e circulação de viaturas de emergência e para cargas e descargas.

As operações deste projeto incluíram, igualmente, a recuperação de um anfiteatro existente num dos pátios e a criação de outras duas zonas, noutros locais, com funções idênticas, que permitem a prática de desportos e a dinamização de diversas iniciativas culturais.

Com a recuperação dos espaços comuns do Bairro da Bela Vista foi dada prioridade à acessibilidade pedonal, garantindo, desta forma, um usufruto pleno do espaço exterior, com conforto e segurança, com novas rampas e escadas que asseguram, sem barreiras urbanísticas, a continuidade dos percursos entre os vários pátios.

O projeto “Reconversão dos Espaços Comuns da Bela Vista”, um investimento global de 1 milhão, 285 mil e 931,28 euros, foi comparticipado por fundos comunitários com uma taxa de 65 por cento, canalizados através do PORLisboa – Programa Operacional Regional de Lisboa, ao abrigo do QREN – Quadro de Referência Estratégico Nacional.

Paralelamente, no âmbito da ação “O Museu está na Rua”, é instalada num dos pátios a primeira obra de um conjunto de 16 peças escultóricas que integram o Núcleo Museológico Urbano da Bela Vista, criadas a partir de equipamentos industriais desativados, recuperados e transformados.

Esta iniciativa de valorização do Bairro da Bela Vista e a cidade e que perpetua as memórias da vivência industrial da região, é dinamizada em colaboração com os moradores daquele território e visa criar uma nova harmonia com os elementos paisagísticos, sociológicos, temáticos e simbólicos existentes.

A peça “Metamorfose” é constituída por um conjunto de esculturas com a forma de borboletas, executadas a partir de peças de automóveis para abate e pintadas pelas crianças das escolas do Agrupamento Vertical Ordem de Sant’Iago.

APOIOS

AMRS
Setúbal é um Mundo
Câmara Municipal de Setúbal. ©
Todos os direitos reservados

website concebido por dodesign