15 de Dezembro de 2017
max. 16º
min. 8º
notícias
iniciativas em destaque
exposição 12 de Maio de 2016
Bocage adiado na Avenida Luísa Todi

A reposição da exposição “Bocage 250 | 1765/2015”, sobre aspetos da vida, personalidade e obra do poeta setubalense, agendada para o dia 14, na placa central da Avenida Luísa Todi, foi adiada para o dia 21, sábado.

A mostra, patente na última edição da Feira de Sant’Iago, é reposta no espaço público no dia 21, quando está prevista a existência de condições meteorológicas propícias à sua instalação, na zona da Avenida Luísa Todi defronte da esquadra da PSP. A inauguração, às 21h00, conta com um apontamento cénico pelo ator José Nobre.  

“Bocage 250 | 1765/2015” define um trajeto para os visitantes, que têm a oportunidade de conhecer o percurso do poeta setubalense, desde a infância à morte, em 1805, com recurso a versos e dados biográficos, organizados de forma cronológica.

Oito painéis informativos sobre a construção social da memória bocagiana, a Casa Bocage, equipamento cultural instalado no edifício onde o homenageado terá nascido, o primeiro e segundo centenários, a praça e a estátua que lhe são dedicadas e o feriado municipal, que coincide com a data de nascimento do poeta, e respetivas festas constam da exposição.

Uma secção denominada “Bocage, o Inspirado, inspirador” revela conteúdos com curiosidades sobre a presença do poeta como fator de inspiração na criação de marcas e outros produtos, caso, por exemplo, do café Nicola, de selos e marcas postais e de notas antigas de cem escudos.

A exposição, integrada nas Comemorações dos 250 Anos do Nascimento de Bocage, é complementada com postais, fotografias, folhas de rosto de algumas obras do poeta, uma aguarela de Alberto Souza e homenagens escritas por Ana de Castro Osório, Paulino de Oliveira e Almeida Carvalho.

“Capa do programa das Grandes Festas da Cidade, em 1913”, “Chegada de Américo Tomás aos Paços do Concelho, na Praça de Bocage, em 1965”, “Reprodução de páginas de O Setubalense, reportando a visita do então chefe do Estado a Setúbal, em 1965”, “Apontamento da cerimónia de inauguração do monumento ao escritor brasileiro Olavo Bilac, 1965” e um “Cartaz da edição de 1965 da Feira de Sant’Iago, da autoria do pintor setubalense Rogério Chora” são outros elementos da mostra.

A exposição, que deve ficar patente até 15 de setembro, data de encerramento das comemorações, a decorrer ao longo de um ano, apresenta também alguns versos do poeta e sete estrofes que evocam as facetas da sua vida e obra, “Inspiração”, “Dor”, “Ironia”, “Boémia”, “Lirismo”, “Revolta” e “Erotismo”, enquadradas com cada uma das musas que o pintor Fernando Santos representou num quadro que dedicou, em 1929, a Bocage.
 

ferramentas
notícias relacionadas
mais recentes
+ lidas
APOIOS

AMRS
Setúbal é um Mundo
Câmara Municipal de Setúbal. ©
Todos os direitos reservados

website concebido por dodesign