19 de Outubro de 2017
15º
max. 21º
min. 14º
notícias
iniciativas em destaque
inauguração 25 de Julho de 2016
Bocage avança no centro histórico

Uma nova série de quatro estruturas artísticas, com intervenções plásticas e poemas inscritos, foram inauguradas no dia 23, no centro histórico de Setúbal, dando continuidade ao projeto “Bocage na Rua – 30 Poemas”.

A iniciativa, promovida pelo Teatro Estúdio Fontenova e a Câmara Municipal de Setúbal, no âmbito das Comemorações dos 250 Anos do Nascimento de Bocage, está a definir, faseadamente e por diferentes ruas da Baixa da cidade, um itinerário para passeio pedestre em que o público pode admirar intervenções de artistas plásticos em estruturas que remetem para curiosidades literárias ou biográficas de Bocage no período em que o poeta viveu em Setúbal, onde nasceu em 1765.

A originalidade do projeto, que pretende devolver às ruas da cidade memórias de Bocage, inclui, ainda, a apresentação em vídeo da interpretação dos poemas divulgados em cada estrutura instalada na via pública, com o público a poder aceder aos conteúdos no YouTube e através de códigos QR, legíveis através de smartphones ou outros aparelhos eletrónicos com acesso à Internet e câmara de vídeo.

As inaugurações deste sábado, que voltaram a contar com as participações do vereador com o pelouro da Cultura, Pedro Pina, e do diretor do Teatro Estúdio Fontenova, José Maria Dias, começaram com a estrutura número cinco, localizada na Avenida Luísa Todi, defronte à Galeria Municipal do Banco de Portugal, e onde, na época bocagiana, era ocupada pelo rio Sado, fonte de inspiração do poeta.

A intervenção plástica é da autoria de Wagner Borges e os poemas, sempre dois em cada estrutura, são interpretados por Rafaela Bidarra e Matilde Javier Ciria e Tânia Cardoso e Rodrigo Crespo (Canto Ondo).

A estrutura número seis, concebida por André Mares, encontra-se também na Avenida Luísa Todi, mas em frente à Escola de Hotelaria e Turismo de Setúbal, antigo Quartel do Regimento de Infantaria 11, onde Bocage assentou praça voluntariamente em 1781.

Os sonetos são interpretados por José Lobo e Odete Santos.

Ainda na mesma avenida, junto de uma outra fachada do antigo quartel, onde se localizava o Postigo do Cais, ponto de referência na Setúbal de antiga, está a sétima estrutura, intervencionada igualmente por André Mares.

Um Corpo Estranho e José Nobre são os artistas que protagonizam a interpretação dos poemas divulgados neste local.

A terminar esta série de inaugurações, a oitava estrutura foi apresentada ao público no Largo Defensores da República, ao lado do Museu do Trabalho Michel Giacometti, junto da Porta de São Sebastião, também importante via de acesso e saída de Setúbal durante vários séculos.

Prahlad Fernando Aranda é o autor da estrutura, que divulga poemas de Bocage através das interpretações de Moniztico e de Maria Clementina.

Todas as inaugurações foram pontuadas com performances artísticas de Eduardo Dias e Bruno Moraes.

Quando estiver concluído, o projeto “Bocage na Rua – 30 Poemas” vai ser constituído por um itinerário de 15 estruturas dispersas pelo centro histórico de Setúbal.

As restantes inaugurações estão agendadas para 21 de agosto e 14 de setembro, esta última data véspera de mais um aniversário do nascimento de Bocage e feriado municipal no concelho de Setúbal.

As primeiras quatro estruturas foram inauguradas a 25 de junho e, desde então, o conjunto de vídeos com interpretações dos sonetos bocagianos disponibilizados no YouTube totaliza mais de 1300 visualizações.

ferramentas
notícias relacionadas
mais recentes
+ lidas
APOIOS

AMRS
Setúbal é um Mundo
Câmara Municipal de Setúbal. ©
Todos os direitos reservados

website concebido por dodesign