17 de Dezembro de 2017
max. 12º
min. 2º
notícias
iniciativas em destaque
estudo 28 de Junho de 2012
Câmara contesta resultados de estudo

A divulgação da metodologia aplicada no estudo sobre qualidade de vida em cidades realizado pela DECO é uma das exigências feitas pela Câmara Municipal de Setúbal numa carta que a Autarquia remeteu àquela associação de defesa do consumidor.

Os resultados do estudo da DECO – Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor, divulgados recentemente na comunicação social, colocam Setúbal em último lugar numa lista de 21 cidades portuguesas, incluindo as capitais de distrito.

Na carta, a presidente da Câmara Municipal de Setúbal, Maria das Dores Meira, considera legítimo “duvidar da credibilidade e seriedade” dos resultados, uma vez que na página de internet da DECO, sublinha, é impossível avaliar a qualidade e as metodologias utilizadas no estudo.

O Município coloca especialmente em causa a omissão da quantidade de inquéritos respondidos por munícipes setubalenses no âmbito do estudo, de forma a apurar se esse total, como assegura a DECO, é “representativo”.

Maria das Dores Meira sublinha que “é impossível aceitar os resultados deste inquérito sem que seja feita uma clarificação dos métodos utilizados para o elaborar”, salientando que o estudo coloca em causa a qualidade da cidade e representa um “sério prejuízo à sua imagem e desenvolvimento”.

A autarca sublinha ainda na carta dirigida ao presidente da DECO, Vasco Colaço, que a Câmara Municipal de Setúbal assume a responsabilidade do trabalho desenvolvido no Concelho, aceitando, “sempre que há justificações plausíveis, as críticas”, mas recusa admitir “passivamente” a divulgação de conclusões sobre Setúbal que considera lesivas e infundadas.

APOIOS

AMRS
Setúbal é um Mundo
Câmara Municipal de Setúbal. ©
Todos os direitos reservados

website concebido por dodesign