17 de Dezembro de 2017
12º
max. 13º
min. 2º
notícias
iniciativas em destaque
eventos 28 de Dezembro de 2012
Casa com cultura para todos

A Casa da Cultura tem portas abertas a uma programação eclética para todos os públicos e idades, dinamizada durante janeiro, com cinema, música, artes plásticas, literatura e encontros temáticos.

O programa cultural, organizado pela Autarquia em parceria com várias entidades e associações, inclui, todas as quintas-feiras, às 21h30 na Sala José Afonso, encontros do Clube de Cinema, o primeiro logo no dia 3, com a exibição do filme “A Vida é Um Sopro”, uma sessão especial de homenagem a Oscar Niemeyer apresentada pelo arquiteto José Vale.

O Clube de Cinema, dinamizado em colaboração com a Experimentáculo, com bilhetes a 1 euro, conta ainda com a exibição dos filmes “O Charme Discreto da Burguesia”, no dia 10, “El Topo”, a 17, “O Último Capítulo”, a 24, e “O Meu Vizinho Totoro”, a 31, do ciclo “Cinema Surrealista”.

A sétima arte está ainda em destaque na Casa da Cultura com um encontro do ciclo “Curtas Sadinas 2012 – Conversas com Realizadores”, dia 4, às 21h30, na Sala José Afonso, que inclui a exibição do filme “Cama de Gato”, realizado na Bela Vista, e um debate informal com os realizadores, Filipa Reis e João Miller Guerra.

O cinema e as artes plásticas cruzam-se no ciclo “Um Pintor… um Filme”, organizado pela Artiset – Associação de Artistas Plásticos de Setúbal, sempre aos domingos, às 15h00, na Sala José Afonso.

A iniciativa, com um custo de 2 euros, inclui a exibição de filmes e debate sobre os artistas retratados, com “A rapariga com brinco de pérola”, no dia 6, “A Vida apaixonada de Van Gogh”, a 13, “Klimt”, a 20, e “Pollock”, a 27.

A programação cinematográfica inclui também uma sessão para o público mais jovem, no dia 6, às 10h00, na Sala José Afonso, com a exibição do clássico de animação “O Meu Vizinho Totoro”, de Hayao Miyazaki. Os bilhetes para esta sessão, dinamizada em parceria com Fábio Machuqueiro, custam 1,5 euros.

Também para os mais novos, desta feita nas artes cénicas, o Teatro do Elefante encena no dia 27, às 10h30, na Sala José Afonso, a peça de teatro “Auto da Índia”. Os bilhetes para o espetáculo custam 5 euros, para uma pessoa, e 8, para dois espetadores.

A música também marca presença na programação de janeiro da Casa da Cultura, com um concerto dos The Logadogue Swing Project, no dia 6, às 22h00, na Sala José Afonso, integrado no “Ciclo de Jazz”, organizado pela Câmara Municipal.

As entradas para o espetáculo do dueto acústico formado por Nuno Castelo e Luís Cansadinho, criado em 2008, custam 3 euros. O projeto musical é inspirado em referências da guitarra como Django Reinhardt, Al Di Meola, Stochelo Rosenberg e Joscho Stephan.

A música continua no dia 12, às 21h30, na Sala José Afonso, com um concerto com Gerson Santos, finalista do programa de televisão Ídolos e do Festival RTP da canção em 2011. As entradas custam 3 euros.

Segue-se um concerto com Francisco Fanhais, dia 18, às 22h00, na Sala José Afonso. O evento, com um custo de 3 euros, é organizado pela Associação José Afonso e a Câmara Municpal, e integra o ciclo “Música Popular Portuguesa”.

No dia seguinte, a 19, às 21h30, há “Lugar ao Fado”. O espetáculo organizado pela Autarquia, com bilhetes a 5 euros, conta com a participação de Maria Caetano, António Almeida, Maria do Céu Freitas, Freud Mamede e Joana Lança, acompanhados por Manuel Zorro, na guitarra, e Carlos Pinto, na Viola.

Para o final do mês, no dia 26, está reservado mais um concerto, este com as atuações de Diogo Marrafa e da banda The Fishtails. O evento, com início às 22h00, na Sala José Afonso, realizado no âmbito do ciclo “Emergências”, é organizado pela Experimentáculo, com bilhetes a 3 euros.

A programação dedicada à literatura começa no dia 5, às 16h00, na Sala José Afonso, com a apresentação do livro “Guia de Remédios Naturais para Crianças”, de Sofia Loureiro, iniciativa da Câmara Municipal, de entrada livre.

No dia 18, às 18h00, na Sala José Afonso, a obra de Adriano Correia de Oliveira, estudada e apresentada por Mário Correia, fundador dos Sons da Terra, é debatida no âmbito do ciclo “O Livro – Corrente de Saber”. A iniciativa, de participação livre, é organizada pela Associação José Afonso.

“Para que serve a crítica?” é o tema um debate com Pedro Mexia e Sara Costa, da Orgia Literária, entidade que dinamiza este evento, a realizar dia 19, às 17h00, na Sala José Afonso. O mesmo local acolhe no dia 25, pelas 21h30, um debate no âmbito do ciclo “Aqui para nós”, organizado pela DDLX em parceria com a Autarquia.

Um encontro subordinado ao tema “Subsídio-dependência/anestesia da criação”, dia 6, às 18h00, na Sala José Afonso, dá o mote à primeira sessão do ciclo “Tertúlia Cultura e Política”, de entrada livre, organizada pela Associação José Afonso.

Uma palestra por António Galrinho, dia 23, às 21h30, no Café das Artes, aborda “O mar na pintura de João Vaz e na poesia de Sebastião da Gama”, iniciática de participação livre organizada pelo orador e pelo Café das Artes.

Em janeiro realizam-se ainda duas conferências pelo Centro de Estudos Bocageanos, a primeira, no dia 12, com o tema “Agostinho da Silva: vida, obra e atualidade do seu pensamento”, por Rui Lopo, da Associação Agostinho da Silva, a outra, a 26, sobre “Liderança e gestão de equipas – o caso de estudo José Mourinho”, por Luís Lourenço, da Universidade Católica Portuguesa, ambas com entrada livre, às 16h00, na Sala José Afonso.

Na Casa da Cultura, ao longo de janeiro, estão também patentes várias exposições, como “Uma Vida a Sós – Convento da Arrábida”, com fotografias de Paulo Simões, entre os dias 3 e 31, no Café das Artes, que organiza a mostra juntamente com o autor. Esta exposição pode ser vista no horário de funcionamento geral do equipamento municipal, de terça a quinta-feira das 10h00 às 24h00, às sextas e sábados das 10h00 à 01h00 e aos domingos das 10h00 às 20h00

“Fé nos Burros”, de João Pedro Marmoto, está patente entre os dias 4 e 14, no espaço fronteiro à Casa da Cultura, numa iniciativa da Câmara Municipal de Setúbal e do Café das Artes, com apoio da Associação para o Estudo e Proteção do Gado Asinino.

“Caras Feias”, exposição coletiva de pintura organizada pela Artiset – Associação de Artistas Plásticos de Setúbal, está patente de 4 a 17, no Espaço das Artes, local que acolhe, entre os dias 18 e 31, “Presenças”, de António Correia, igualmente concebida pela Artiset. Aqui, o horário é de terça-feira a domingo das 16h00 às 19h00 e das 20h30 às 23h00.

“Em Nome da Terra”, mostra de Ricardo Campos, com pinturas, fotografias e instalação, dinamizada pela Autarquia, pode ser observada na Galeria de Exposições da Casa da Cultura, entre 11 de janeiro e 6 de fevereiro.

Já o serviço educativo da Casa da Cultura conta com várias atividades regulares, para vários públicos e idades, com iniciativas de formação e aprendizagem em teatro, música, artes plásticas e fotografia.

A Escola de Artes Performativas, iniciativa do Teatro do Elefante de formação artística e de participação em projetos ligados às artes performativas e do espetáculo, funciona na Sala José Afonso, às terças-feiras, às 17h30, para bebés e crianças até aos 3 anos, e terças e quintas, às 18h45, para jovens dos 12 aos 15 anos, e às 19h30, para adultos.

Na Casa da Cultura há também aulas de expressão musical, na Sala José Afonso, aos sábados, às 10h00, dinamizadas pela Sociedade Musical Capricho Setubalense, e um encontro de fotografia, no dia 3, às 21h30, no Espaço das Artes, com entrada gratuita, dinamizado pela Artiset e pela Fotogenias.

Workshops temáticos de pintura para crianças, aos sábados, às 14h00, com o custo de 10 euros por sessão, incluindo material, com inscrições pelo correio eletrónico atelier2pontos.setubal@gmail.com, são dinamizados mensalmente pela Artiset e pelo Atelier :2Pontos, no Espaço das Artes.

No mesmo local, são ainda dinamizados workshops de desenho a carvão, às terças-feiras, às 18h00, promovidos pela Artiset, com o custo mensal de 60 euros por participante, com materiais incluídos.

Mais informações sobre as atividades da Casa da Cultura, localizada na Rua Detrás da Guarda, junto da Praça de Bocage, podem ser obtidas através do telefone 265 236 168 ou pelo correio eletrónico casacultura@mun-setubal.pt.

APOIOS

AMRS
Setúbal é um Mundo
Câmara Municipal de Setúbal. ©
Todos os direitos reservados

website concebido por dodesign