12 de Dezembro de 2017
12º
max. 13º
min. 4º
notícias
iniciativas em destaque
ciclismo 27 de Fevereiro de 2017
Ciclismo internacional une castelos

As grandes provas de ciclismo regressam no primeiro fim de semana de março a Setúbal com a realização, no dia 5, da primeira edição da Clássica da Arrábida, evento que integra o calendário da União Ciclista Internacional.

A competição, com partida às 11h30, no Largo José Afonso, em Setúbal, e chegada no Castelo de Palmela, prevista para as 15h40, resulta de uma parceria entre a Federação Portuguesa de Ciclismo, a Lima & Limão Cycling Services e as câmaras municipais de Setúbal, Palmela e Sesimbra.

Segundo o diretor da prova, Sérgio Sousa, este é um projeto a três anos em que, até 2019, cada um dos três concelhos recebe uma partida e uma chegada, sendo que a meta está instalada “sempre em locais míticos como os castelos de Palmela e Sesimbra e o Forte de S. Filipe, em Setúbal, após se percorrer a Serra da Arrábida”.

A Clássica da Arrábida insere-se no programa Cyclin'Portugal, dinamizado pela Federação Portuguesa de Ciclismo, com o objetivo de “promover o ciclismo na época baixa do turismo em Portugal para divulgar os recursos turísticos do país”.

Tem ainda como objetivo a “sensibilização dos municípios envolvidos para o desenvolvimento de estruturas para a prática do ciclismo, como ciclovias, entre outras”

A competição, que integra igualmente o Troféu Liberty Seguros, que teve uma prova de abertura na região de Aveiro, a 5 de fevereiro, e termina a 12 de março com a Clássica Aldeias do Xisto, tem uma partida simbólica às 11h30, no Largo José Afonso, em Setúbal.

Esta primeira parte da corrida, com cerca de 5,8 quilómetros, é feita a uma velocidade controlada, em “ritmo de passeio”, percorrendo os dois lados da Avenida Luísa Todi, seguindo depois em direção às rotundas do Centro Comercial Alegro e do Monte Belo.

O percurso oficial da competição, com um total de 186,6 quilómetros, tem início depois da rotunda do Monte Belo, entrando na EN 10 em direção a Pegões, onde se realiza a primeira meta-volante.

A Clássica da Arrábida, com outra meta-volante na Quinta do Conde, inclui três prémios de montanha.

O primeiro realiza-se na conhecida subida dos hotéis, em Sesimbra, com chegada prevista às 14h02, a que se segue um segundo prémio na subida de Casais da Serra, o ponto mais elevado da prova, cerca das 14h25.

Após uma passagem por um dos pontos mais belos do percurso, a estrada das praias da Arrábida, Figueirinha, Galapos e Galapinhos, há um terceiro prémio de montanha no Alto das Necessidades, por volta das 15h03.

Os ciclistas seguem depois para a Estrada de Palmela, sendo esta a última oportunidade para o concelho de Setúbal ver passar a prova, estando o fim previsto para as 15h39, no Castelo de Palmela.

A Clássica da Arrábida conta com a participação de duas dezenas de equipas, entre as quais 13 portuguesas e sete estrangeiras, provenientes dos Estados Unidos da América, Rússia, Noruega, Espanha e Bolívia.

No dia anterior, a 4, a Arrábida é palco de outra prova, direcionada ao ciclismo amador.

O 3.º Granfondo da Arrábida é um evento de ciclismo para todos, também com objetivos de promoção turística e cultural.

A prova, com início às 10h00, no Castelo de Palmela, onde também termina, tem um prémio de montanha no alto da subida do Convento da Arrábida e uma subida dura ao Alto dos Necessidades.

APOIOS

AMRS
Setúbal é um Mundo
Câmara Municipal de Setúbal. ©
Todos os direitos reservados

website concebido por dodesign