23 de Outubro de 2017
20º
max. 26º
min. 10º
notícias
iniciativas em destaque
feriado 15 de Setembro de 2016
Cidade atrativa entrega medalhas

Rosa Mota recebeu, no dia 15, a Medalha de Prata da Cidade de Setúbal, nas comemorações do feriado municipal, em sessão solene na qual a presidente da autarquia destacou que o concelho desejado é cada vez menos um sonho e mais uma realidade.

A antiga atleta foi agraciada com a Medalha de Prata, assim como o Comité Olímpico de Portugal, na sessão solene das comemorações do Dia de Bocage e da Cidade, realizadas no Salão Nobre dos Paços do Concelho, na qual foram ainda distinguidas com a Medalha de Honra da Cidade 28 individualidades e entidades, dos mais diferentes quadrantes sociais e culturais.

A presidente da Câmara Municipal, Maria das Dores Meira, endereçou, na intervenção que marcou o início da sessão solene, um “profundo agradecimento de Setúbal pelo trabalho que desenvolveram pela cidade”, contextualizando com o período atual, em que o município sadino revela evidentes sinais de desenvolvimento e progresso nos mais diversos setores económicos, sociais e culturais.

Numa retrospetiva da evolução geral que Setúbal tem vivido nos últimos anos, a autarca afirmou que “a cidade desejada já não é um sonho”.

Do sonho, destacou que é uma realidade a “zona ribeirinha devolvida a todos, a vivência urbana mais qualificada por variados investimentos na requalificação de ruas e avenidas, a melhoria de sistemas de saneamento básico ou mesmo a enorme e ímpar ampliação da oferta cultural da cidade”.

No plano cultural, Maria das Dores Meira usou a Festa da Ilustração de Setúbal, o Festival de Música de Setúbal e as Comemorações dos 250 Anos do Nascimento de Bocage, agora a terminar, para exemplificar a dimensão do salto qualitativo e quantitativo do desenvolvimento e carinho que o mundo das artes tem recebido em Setúbal nos mandatos mais recentes da Câmara Municipal.

Convicta de que Setúbal “é hoje uma cidade orgulhosa de si própria, do seu passado e do seu futuro”, assegurou que o concelho constitui “um polo urbano de enorme importância que não poderá nunca ser confundido com qualquer outra realidade ou diluído em qualquer realidade político-administrativa efémera”.

Maria das Dores destacou a reformulação da rede viária, com o mérito de criar “condições mais eficazes de circulação automóvel e devolvendo o espaço público às pessoas”.

Transformações que se podem observar na Avenida Luísa Todi, a principal via da cidade e que “hoje palpita de vida em resultado de estímulos que foram dados à restauração, que a qualificaram e atraíram novos negócios, criaram novos empresários e mais postos de trabalho”.

A Setúbal moderna, acrescentou a autarca, é também visível em programas como a Cidade Europeia do Desporto 2016, “estatuto europeu com centenas de eventos desportivos”, sendo que, quando uma cidade é sonhada assim, Maria das Dores Meira não tem dúvidas de que é “capaz de atrair, cada vez mais, o turismo nacional e estrangeiro”.

A edil recordou dados divulgados recentemente de que o turismo em Setúbal voltou a crescer no primeiro semestre de 2016, com um aumento de 8 por cento nas dormidas na hotelaria face ao período homólogo de 2015 e as dormidas a crescerem “praticamente todos os meses de 2016, entre janeiro e junho”.

A promoção internacional do concelho, a presença no Clube das Mais Belas Baías do Mundo, o rejuvenescimento da Baixa comercial, juntamente com inovação e empreendedorismo do tecido empresarial local são mais-valias que, garantiu Maria das Dores Meira, têm ajudado na projeção de Setúbal nos diferentes continentes do planeta.

Projeção essa que está a colher a atenção de grandes investidores estrangeiros, caso da Macau Legends, com que a Câmara Municipal tem firmado um memorando de entendimento para a execução de um avultado investimento na zona ribeirinha da cidade, que incluirá “a sonhada marina”.

O grande objetivo da Câmara Municipal de Setúbal é cumprir o “compromisso de ajudar a criar na cidade um novo polo de atração turística de grande qualidade, que tenha em consideração todas as condicionantes urbanas e ambientais relevantes e aberto a todos os setubalenses”.

Maria das Dores Meira enumerou outros projetos futuros com impacte significativo no desenvolvimento e qualidade de vida na cidade, nomeadamente o Parque Urbano da Várzea, “de suprema importância para a população do concelho e a menorização do problema das cheias, devido às bacias de retenção que vai acolher”.

No plano social, salientou que “há apenas uma cidade, um concelho”, saudando todos os presidentes de juntas de freguesia presentes na sessão solene e destacando, ainda, que “nos bairros municipais a cidade tem sido construída pelas mãos dos próprios moradores, no âmbito de programas como o Nosso Bairro, Nossa Cidade”.

A sessão solene do feriado municipal de 15 de setembro, em que marcaram presença inúmeras individualidades, como o presidente do Conselho Municipal de Quelimane, Manuel Araújo, constitui um dos pontos altos das comemorações do Dia de Bocage e da Cidade.

Rosa Mota, no momento em que foi agraciada com a Medalha de Prata da Cidade, após uma prolongada ovação de pé do público presente no Salão Nobre dos Paços do Concelho, agradeceu todo o carinho com que foi recebida em Setúbal.

“A primeira vez que cá vim foi em 1982, quando corri a convite da Junta de Freguesia de S. Sebastião. Desde então não parei de visitar Setúbal com regularidade, uma cidade que já a sinto como minha”, frisou a famosa maratonista, vice-presidente do Comité Olímpico de Portugal e que, há já vários anos, colabora com Setúbal nos mais variados projetos, desde apadrinhar estabelecimentos de ensino até ao patrocínio de projetos e candidaturas relevantes, caso da Cidade Europeia do Desporto.

Coube ao presidente José Manuel Constantino receber a Medalha de Prata da Cidade atribuída ao Comité Olímpico de Portugal, “distinção que serve principalmente aos homens e mulheres que em mais de cem anos dedicaram as suas vidas ao Comité”.

Seguiu-se a atribuição das Medalhas de Honra da Cidade, estas divididas por categorias.

Na classe Cultura, foram distinguidas Fernanda Silva, diretora do Festroia, a título póstumo, a atriz Manuela Couto, os músicos José Eduardo da Encarnação Ferreira e Luís Manuel Carvalho Vaz, e Ian Ritchie, diretor artístico do Festival de Música de Setúbal.

Na classe Desporto foram agraciados Henrique Jones, médico, Luís Ramos, árbitro, Afonso Costa, remo, Ângelo Pais, atletismo adaptado, António Morais, andebol, Bruno Cabrita, pesca desportiva, Domingos Diniz, ténis de mesa, Cândido do Rosário, ciclismo BMX, Edi Maia e Susana Costa, atletismo, e Inês Moreira, ginástica.

João Martinho, judo, João Sanona, ténis em cadeira de rodas, João Terlim, râguebi, João Valido, pentatlo moderno, Júlio Silva, basquetebol, Luís Dias, voleibol, Luís Ventura, canoagem, Luciano Neto, taekwondo, e Simone Fragoso, natação adaptada, foram os restantes homenageados nesta classe.

Na classe Ciência e Tecnologia, a Medalha de Honra da Cidade foi entregue a Jacques Resina, a título póstumo, antigo diretor do Sanatório do Outão, hoje Hospital Ortopédico, e a Ricardo Seabra Gomes, cardiologista.

Na classe Associativismo e Sindicalismo, Setúbal distinguiu a associação O Alcache, representativa dos oficiais, sargentos e praças em situação de reserva na reforma ou disponibilidade da Armada, com sede em Setúbal.

Na sessão solene realizada no Salão Nobre dos Paços do Concelho foram ainda entregues lembranças aos funcionários da Câmara Municipal de Setúbal que se aposentaram entre setembro de 2015 e setembro de 2016.

Ainda no período da manhã, a Câmara Municipal, a Casa da Poesia, o Lions Clube de Setúbal e o Centro de Estudos Bocageanos depositaram coroas de flores na estátua de Bocage, na praça dedicada ao poeta setubalense, após cerimónia do hastear de bandeira.

O programa comemorativo do Dia de Bocage e da Cidade inclui, à tarde, a reabertura ao público da Casa Bocage, alvo de trabalhos de requalificação e com um novo projeto museológico, dedicado à vida e obra do poeta.

A reabertura da Casa de Bocage, às 15h00, é complementada com a oferta à autarquia do painel de azulejos “Bocage”, da autoria de Andreas Stöcklein/Galeria Ratton, e de uma apresentação de peças daquele artista plástico, por José Meco, o maior especialista em azulejaria portuguesa.

Outra inauguração está marcada para as 19h00, no Espaço das Artes da Casa da Cultura. Trata-se da exposição coletiva de pintura intitulada “Bocage e o Desporto”, organizada pela Artiset.

A mostra, de entrada gratuita, pode ser visitada até dia 22, de terça-feira a sábado das 16h00 às 19h30 e das 20h30 às 23h00 e ao domingo das 14h30 às 20h00.

As atividades do 15 de Setembro terminam às 21h30, com o Fórum Municipal Luísa Todi a receber o encerramento oficial das Comemorações dos 250 Anos do Nascimento de Bocage, a que se segue o primeiro dos concertos Integral Sinfonias de Beethoven, pela Orquestra Metropolitana de Lisboa, ciclo que prossegue nos dias 16 e 17, à mesma hora, e no dia 18, às 16h00.

ferramentas
notícias relacionadas
mais recentes
+ lidas
APOIOS

AMRS
Setúbal é um Mundo
Câmara Municipal de Setúbal. ©
Todos os direitos reservados

website concebido por dodesign