20 de Outubro de 2017
19º
max. 22º
min. 18º
notícias
iniciativas em destaque
gala 28 de Novembro de 2016
Cidade Europeia distingue no desporto

Uma gala atribuiu o prémio de melhor evento de Setúbal Cidade Europeia do Desporto 2016 à Volta a Portugal, prova que, após 42 anos de interregno, regressou à cidade, a qual, como foi anunciado, recebe nova etapa em 2017.

O diretor da Volta a Portugal, Joaquim Gomes, revelou no dia 26 à noite, no Fórum Municipal Luísa Todi, que a principal competição do ciclismo nacional tem passagem garantida por Setúbal e logo na primeira etapa, a 5 de agosto, um sábado, que se inicia em Vila Franca de Xira, após um prólogo em Lisboa.

A 78.ª Volta a Portugal em Bicicleta – Santander Totta, em 2016, que ligou Alcácer do Sal a Setúbal, na penúltima etapa, a que registou maior share televisivo da RTP, com 27,5 por cento, correspondente a 652 mil e 400 espetadores, foi eleita o “Melhor Evento Desportivo” da Cidade Europeia do Desporto.

A prova foi uma das três nomeadas para este prémio da primeira Gala do Desporto de Setúbal, juntamente com outros dois eventos de relevo do calendário deste intenso ano desportivo, a FINA Marathon Swimming Olympic Games Qualification Tournament – Setúbal 2016, prova internacional de natação em águas abertas, realizada no Sado, e a Final da Taça de Portugal de Rugby 2016, a segunda competição nacional mais importante da modalidade, que decorreu no Complexo Municipal de Atletismo.

A cerimónia, organizada pela primeira vez pela Câmara Municipal de Setúbal, atribuiu 14 prémios a atletas, dirigentes, clubes e outras individualidades em destaque no panorama desportivo do concelho, num total de 36 nomeados, avaliados por uma comissão criada para o efeito.

A presidente da autarquia, Maria das Dores Meira, destacou, na abertura da cerimónia, que a Gala do Desporto de Setúbal, de entrada gratuita, pretende exaltar a excelência. “Celebramos, acima de tudo, os desportistas setubalenses, aqueles que, nos campos, nas pistas, nos pavilhões, nas ruas e também no estuário do Sado e na nossa terra dão o seu melhor, dão tudo por tudo para chegar mais longe, mais depressa, com mais força.”

A atleta de triplo salto Susana Costa, distinguida com o prémio “Melhor Atleta Feminina”, agradeceu “a várias entidades, como é o caso da Câmara Municipal de Setúbal e da Federação Portuguesa de Atletismo”, pelas condições que lhe proporcionaram êxito desportivo, de que se destaca o nono lugar no triplo salto nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro 2016.

“Mas o meu agradecimento especial esta noite, além da minha família, vai para Vítor Duarte”, acentuou, numa referência ao treinador durante cinco anos no Grupo Desportivo Independente. “Foi a partir deste homem que reconheci o que era o atletismo. Se não fosse ele, eu não estaria aqui.”

Susana Costa, natural de Setúbal, nos quadros do Sport Lisboa e Benfica desde 2013, estava nomeada com as atletas do Vitória FC Patrícia Matias, judoca, prata na Taça da Europa de Juniores, na categoria -48 quilos, e Rita Ribeiro, que, entre outros prémios, obteve o 3.º lugar na prova de 800 metros dos Campeonatos Mundiais Escolares, na China.

No setor masculino, o prémio de melhor atleta na Gala do Desporto de Setúbal foi para o judoca João Martinho, do Sport Lisboa e Benfica, bronze na Taça de Europa de juniores, na categoria de -81 quilos, aumentando para quatro o número de medalhas portuguesas na competição.

“Obrigado ao Vitória pela obtenção dos resultados. Obrigado, Setúbal”, agradeceu o antigo atleta do clube sadino, nomeado com Afonso Costa, do Clube Naval Setubalense, campeão nacional de remo em iniciados e juvenis, e Bruno Cabrita, que representou Portugal no Campeonato do Mundo de Pesca em Barco Fundeado 2016, em Montenegro.

Além de Susana Costa e João Martinho, outro dos vencedores da noite foi a atleta de natação adaptada Simone Fragoso, participante e medalhada em diversas competições internacionais, distinguida como “Melhor Atleta Feminina” em desporto adaptado.

“Este reconhecimento é gratificante. Sou de Palmela, mas já me sinto setubalense a 100 por cento”, transmitiu Simone Fragoso na cerimónia realizada no Fórum Luísa Todi, que reuniu representantes de várias associações desportivas e alguns dos 24 embaixadores de Setúbal Cidade Europeia do Desporto 2016.

O prémio de masculinos de desporto adaptado foi para Ângelo Pais, do atletismo, que venceu João Colaço, do ténis de mesa e futsal, e João Sanona, do ténis.

O vencedor, ouro nos Jogos Mundiais Especiais de 2015, em Los Angeles, Estados Unidos, na modalidade de pentatlo, avançou que os “os Jogos Olímpicos são a próxima paragem”.

A ginasta de tumbling do Vitória Futebol Clube Inês Moreira, com apenas 15 anos, superou Letícia Magalhães, biatle/triatlo, e Margarida Cardoso, pentatlo moderno, em “Melhor Aleta Feminina” na categoria esperança, para atletas menores de 18 anos.

João Valido, 16 anos, atleta do pentatlo e do futebol, que bateu Dinis Costa, remo, e Jorge Pestana, damas, recebeu o prémio de “Melhor Atleta Masculino” na mesma categoria.

“Vou continuar a trabalhar”, afirmou Inês Moreira, vencedora da Taça de Portugal, em 2015, enquanto João Valido declarou o “orgulho” em receber o prémio, avançando que o trabalho que desenvolve todos os dias “requer muito esforço e muita dedicação”.

Destaque ainda para o selecionador de futebol da equipa portuguesa de sub-19, Hélio Sousa, que superou Danilo Ferreira, instrutor nacional de andebol em cadeira de rodas, e Mário Narciso, treinador nacional de futebol de praia. “Não há nada como voltar à melhor cidade do mundo”, afirmou, num discurso emocionado, o vencedor do prémio “Melhor Treinador”.

Os trampolins de ginástica do Vitória saltaram para a “Melhor Equipa”, nomeados com as equipas de show e precisão do Clube de Patinagem do Sado e a formação de futebol júnior do clube sadino.

Já a União Desportiva para a Inclusão da APPACDM de Setúbal, com equipas formadas nas áreas do andebol, futsal, futebol 7, equitação, atletismo, pesca desportiva, boccia, ténis de mesa e natação, superou o Clube de Rugby de Setúbal, nomeado com o Clube de Ténis de Setúbal para “Melhor Clube Desportivo”.

João Botelho, do Clube de Canoagem de Setúbal, foi o preferido do júri na categoria “Melhor Dirigente Desportivo”, superando Eduardo Guilherme, da Associação de Ciclismo do Distrito de Setúbal, e Marco Silva, do Clube Patinagem do Sado.

“Setúbal Cidade Europeia do Desporto é uma experiência adquirida. O que interessa é haver estrada para andar, como diz a música do Jorge Palma”, afirmou o dirigente de canoagem, destacando ainda o papel dos voluntários na dinamização das atividades do programa desportivo.

A importância do estatuto que Setúbal ostenta este ano no panorama desportivo europeu foi exaltada igualmente pela presidente da Câmara Municipal de Setúbal, Maria das Dores Meira, durante a cerimónia pública que pretende reconhecer e distinguir personalidades e clubes que, ao longo da época desportiva 2015-2016 ou das respetivas carreiras, obtiveram resultados de mérito.

“A Cidade Europeia do Desporto é uma sementeira que dará nos próximos anos muitos frutos”, quer “na atividade promovida pela autarquia”, quer “nas raízes e capacidades organizativas que se criaram no movimento associativo do concelho”, que permitem “esperar novos” e “melhores eventos desportivos e condições para a prática desportiva e a sua diversificação”.

Na Gala do Desporto de Setúbal, iniciativa que tem como objetivo divulgar e incentivar, anualmente, o desporto no concelho, foi igualmente entregue o “Prémio Carreira” a Manuel Manita, considerado um dos maiores nomes do andebol do VFC, pelo contributo para o desenvolvimento e visibilidade do desporto no concelho.

O vereador com o pelouro do Desporto, Pedro Pina, um dos entrevistados para uma peça de vídeo transmitida na gala, produzida numa homenagem da Câmara Municipal de Setúbal e da Federação Portuguesa de Andebol, com a participação de atletas, dirigentes e familiares, assinala que “falar de Manuel Manita é falar de alguém que dedicou toda a vida ao andebol”.

Vítor Manita, filho do antigo treinador de andebol do Vitória, caracterizou o homenageado como “um grande pai, um grande amigo e um grande treinador”.

Na cerimónia, o galardão de “Melhor Artigo Desportivo” foi entregue a “Entrevistas aos Embaixadores da CED 2016”, de David Pereira, para o jornal “O Setubalense”, enquanto Nuno Santos, aluno que obteve, em 2015-2016, a melhor nota na licenciatura em Desporto da Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Setúbal, recebeu o prémio de “Mérito Académico”

“O jornalismo é um desporto coletivo. Foi muito importante o tempo disponibilizado pelo jornal e pelos entrevistados”, referiu, em jeito de agradecimento, David Pereira, que concorria com Joana Beleza e Pedro Candeias, autores de “O Maior – A História de Vítor Batista”, artigo publicado no “Expresso”, e com Tiago Palma, do “Observador”, com o artigo sobre João Valido “Corre, nada, dispara, esgrime, monta. E defende. João tem 16 anos e é um superatleta”.

Já o aluno do IPS, de 23 anos, não contava com a entrega com o prémio de “Mérito Académico”. “Quando me ligaram a dizer que tinha recebido um prémio fui apanhado desprevenido, porque não fiz mais do que a minha obrigação. Mas é bom sermos reconhecidos.”

Além da entrega de prémios, a Gala do Desporto de Setúbal contou ainda com performances musicais, a primeira a cargo de Gerson Santos, as restantes da Academia de Dança Contemporânea de Setúbal, com a apresentação de “Transparências”, e da Classe de Dança Jazz do Vitória, orientada pela professora Patrícia Rodrigues.

ferramentas
notícias relacionadas
mais recentes
+ lidas
APOIOS

AMRS
Setúbal é um Mundo
Câmara Municipal de Setúbal. ©
Todos os direitos reservados

website concebido por dodesign