21 de Outubro de 2017
17º
max. 21º
min. 13º
notícias
iniciativas em destaque
comemorações 15 de Setembro de 2017
Cidade moderna vive feriado municipal

As transformações ocorridas em Setúbal nos últimos anos, com benefícios para os cidadãos e para a imagem externa do concelho, foram destacadas nas comemorações do Dia de Bocage e da Cidade.

“Setúbal é hoje uma terra melhor, mais moderna, mais acolhedora e capaz de dar melhor qualidade de vida a todos os que aqui nasceram ou escolheram viver”, sublinhou a presidente da Câmara Municipal de Setúbal, Maria das Dores Meira, na sessão solene do feriado municipal, 15 de Setembro, realizada nos Paços do Concelho.

A autarca assinalou que a “transformação positiva da cidade” e do concelho é notória e “consensualmente reconhecida por todos os protagonistas da sociedade sadina”, pois mesmo aqueles que não se reconhecem no atual poder autárquico “afirmam, sem qualquer hesitação, que Setúbal é hoje um concelho em que se vive melhor, mais qualificado, mais atrativo”.

Têm sido introduzidas no concelho “acentuadas mudanças” que permitiram, por exemplo, melhorias na rede viária e nos espaços urbanos e a criação de uma rede qualificada de equipamentos culturais que posicionaram o concelho sadino como um dos que têm “maior capacidade de criação e oferta cultural na Área Metropolitana de Lisboa”.

A criação de condições para atrair mais turistas e mais investimento de qualidade neste setor e as “profundas intervenções realizadas por todo o concelho”, ao nível do saneamento e da melhoria da rede viária e da higiene urbana, nomeadamente “através de forte componente de descentralização de competências e meios financeiros para as freguesias”, foram outros exemplos apresentados pela autarca.

Setúbal é, também, hoje “uma cidade mais inclusiva, mais preocupada com os que mais necessitam”, pois, após “décadas de abandono propositado”, está em marcha “um processo de renascimento” nos bairros públicos de iniciativa municipal, “promovido pelos próprios moradores com o apoio da autarquia, no que é o resultado de um trabalho de participação ímpar”, com ganhos para a “coesão social de todo o concelho”.

A Câmara Municipal está já a preparar novos projetos de transformação do concelho, dispondo de financiamentos garantidos para o Parque Urbano da Várzea, que criará uma “nova centralidade de lazer numa área densamente habitada”, e para uma nova estação intermodal de transportes na Praça do Brasil, que “contribuirá, decisivamente, para uma melhor mobilidade”.

A nova Fábrica das Artes, junto da zona ribeirinha, enquadrada na política municipal de devolver a cidade ao rio, é outro projeto que se encontra a avançar, referiu Maria das Dores Meira nas comemorações do Dia de Bocage.

“Este é o caminho que, no presente, já estamos a aprofundar para construirmos, com todos, um melhor futuro para Setúbal, este ‘pátrio Sado’ que o nosso poeta maior tão bem celebrou.”

No discurso da sessão solene do feriado municipal, a presidente da autarquia afirmou que os últimos tempos “têm sido férteis em declarações de intenções, em acusações, em ideias irrealistas e em distorções da verdade, muitas delas propositadas”, relativamente à gestão municipal. “Recusamos a desonestidade política, a manipulação, a demagogia.”

A autarca apontou como exemplo as declarações do ex-primeiro-ministro Pedro Passos Coelho, que, numa visita recente a Setúbal, afirmou que é necessário um melhor aproveitamento da zona ribeirinha de Setúbal.

Maria das Dores Meira recordou que “foi esse mesmo responsável político que, na chefia do Governo, nada quis fazer” para debater o pedido de transferência, feito pela autarquia, para a gestão municipal dos terrenos da zona ribeirinha sem utilização portuária.

A edil refuta ainda a “falsidade” sobre a adesão de Setúbal ao Clube das Mais Belas Baías do Mundo, um processo desenvolvido entre 2001 e 2003, para lamentar que se queria retirar o valor a quem conseguiu, “por mérito próprio”, alcançar a presidência desse organismo.

“Será possível que ainda haja quem acredite que o atual sucesso turístico de Setúbal esteja única e exclusivamente assente nesta decisão de aderir ao Clube das Mais Belas Baías do Mundo?”, questionou, por outro lado.

A autarca lamenta todo o desenvolvimento ocorrido nos últimos anos, “assente em muito boa parte em investimento público qualificador das zonas urbanas, da rede viária e dos equipamentos culturais e na criação de uma nova escola de hotelaria”, esteja a passar ao lado de “quem pensa que o concelho se constrói apenas com promessas fáceis e demagógicas”.

Maria das Dores Meira recusa “ficções construídas com base em pseudopetições com nomes de subscritores repetidos e outros obscenamente falsos”, bem como “propostas referendatárias de quem não quis, no tempo em que teve responsabilidades municipais, fazer qualquer referendo”.

Defendeu, por outro lado, ser “impossível aceitar as posições de todos” os que hoje são contra a localização da Feira de Sant’Iago, mas que, “em 2001, aceitaram a nova localização” inscrita no Plano Estratégico do Polis, aprovado por unanimidade na Câmara Municipal de Setúbal, ou seja, PS, PSD e CDU.

“Fazer política autárquica não pode nem deve ser utilizar a falsidade sistematicamente. É necessário ter memória, ser coerente com o nosso próprio passado. O que temos visto tem sido o contrário disso.”

Por isso, reafirmou a “firme vontade” de, no presente, “continuar a construir o futuro com todos os sadinos empenhados na valorização e projeção do nome do concelho”.

A sessão solene do Dia de Bocage e da Cidade incluiu, igualmente, uma homenagem a trabalhadores aposentados da Câmara Municipal de Setúbal, a oferta de uma bandeira do município coberta a papel crepe feita por crianças do 3.º ano do Colégio de São Filipe e dois apontamentos musicais com Mafalda Louro e o Externato Rumo ao Sucesso.

As cerimónias protocolares de comemoração do 15 de Setembro iniciaram-se com o hastear da bandeira, nos Paços do Concelho, e uma homenagem a Bocage com deposição de flores na estátua do poeta, na Praça de Bocage, a declamação de poesia por atores do Teatro Animação de Setúbal e uma atuação do coro da Associação de Socorros Mútuos Setubalense.

O programa prossegue à tarde, às 14h30, com a inauguração da primeira e da segunda fases da obra de construção do passeio pedonal “O Despertar”, no Forte da Bela Vista.

A intervenção resulta de uma proposta de beneficiação para aquele espaço feita pelos moradores, no âmbito do Nosso Bairro, Nossa Cidade, programa municipal em curso desde 2012 com ações desenvolvidas na zona da Bela Vista com o envolvimento da população local.

Às 15h00, tem início a iniciativa Paços do Concelho de Portas Abertas, em que a população é convidada a fazer uma visita guiada pelo coordenador do Serviço Municipal de Bibliotecas e Museus da autarquia, José Luís Catalão.

Também para as 15h00 está marcada a sessão de abertura da 9.ª edição da Feira Observanatura, que decorre até dia 17, na Herdade da Mourisca, Faralhão, com a realização de atividades de observação de aves e de educação ambiental, palestras, workshops, fotografia e passeios de barco.

Meia hora depois, às 15h30, é inaugurado o novo parque lúdico do Casal das Figueiras e, às 16h30, é inaugurado o parque infantil da Praceta Virgílio Ferreira. Ambas as iniciativas são organizadas pela União das Freguesias de Setúbal com o apoio da Câmara Municipal.

O Salão Nobre dos Paços do Concelho recebe, a partir das 17h30, a apresentação do III Volume das Obras Completas de Bocage, conduzida por Daniel Pires e Miguel Real, evento coorganizado com a Imprensa Nacional – Casa da Moeda.

Às 21h00, as artes cénicas estão em destaque na Casa Bocage, com o Teatro Animação de Setúbal a estrear a peça “A Noite dos Poetas”, uma história fantasiosa de um encontro virtual entre Olavo Bilac e Bocage, da autoria de João Natale Netto.

A partir das 22h00, há animação musical nas arcadas dos Paços do Concelho com uma atuação do Coral Luísa Todi e o concerto “Cantar Setúbal em Fado”, com Carla Lança, Joana Lança, Sara Margarida e Susana Martins.

O dia é também marcado pela passagem por Setúbal da digressão que assinala os 25 anos da SIC, com emissões em direto e atividades na Praça de Bocage e um espetáculo multimédia com projeção no Convento de Jesus.

A emissão em direto do “Primeiro Jornal”, com início às 13h00, a partir da principal praça de Setúbal, é um dos destaques da iniciativa “SIC de Todos Nós”, que a estação televisiva está a levar às 18 capitais de distrito de Portugal continental para assinalar um quarto de século de vida do canal, que inclui emissões especiais, igualmente em direto, em programas como o “Queridas Manhãs” e o “Juntos à Tarde”.

Noutra atividade em destaque são partilhados com Setúbal momentos da história da SIC num espetáculo multimédia pelo atelier OCUBO, em formato de videomapping, projetado na fachada do monumento nacional Convento de Jesus em três sessões, dias 15 e 16, com início às 21h30, 22h30 e 23h30.

O espetáculo multimédia, com a duração de 18 minutos, leva o público numa viagem por programas de entretenimento, informação e ficção do canal de Carnaxide e relembra muitos dos rostos que, desde 1992, fizeram e continuam a fazer a história da primeira televisão privada em Portugal.

APOIOS

AMRS
Setúbal é um Mundo
Câmara Municipal de Setúbal. ©
Todos os direitos reservados

website concebido por dodesign