20 de Outubro de 2017
18º
max. 23º
min. 18º
notícias
iniciativas em destaque
ambiente 27 de Abril de 2015
Concelho com estratégia ambiental

O Plano Estratégico de Comunicação Ambiental do Município de Setúbal, com um conjunto de ferramentas informativas que visa incutir novos hábitos e comportamentos cívicos na população, foi apresentado no dia 27 no Café Concerto do Fórum Municipal Luísa Todi.

O plano estratégico impulsionado pela Câmara Municipal é um dos componentes da campanha em curso “Setúbal em Bom Ambiente” e incluiu o lançamento de novas ferramentas comunicacionais, em concreto uma página de internet, um guia de práticas ambientais e folhetos informativos.

“Setúbal é uma cidade ambiental e exige uma ação correspondente a esta valorização”, pelo que os novos instrumentos apresentados constituem “uma importância extrema para o município e a população”, salientou o vereador do Ambiente da Autarquia, Manuel Pisco.

Para o autarca, “a comunicação com os munícipes é fundamental”, desde logo para “incutir renovados hábitos comportamentais”, e porque as pessoas são “os principais agentes para a persecução dos objetivos definidos na estratégia ambiental da Câmara Municipal de Setúbal”.

Do Plano Estratégico de Comunicação Ambiental do Município de Setúbal faz parte uma nova página de internet, disponível a partir de hoje no endereço www.ambiente-setubal.pt, que compila informações legais, normas, campanhas de sensibilização e artigos de fundo.

Dos serviços às políticas ambientais, da caracterização da cidade e do património natural, passando pela educação ambiental e pelos compromissos assumidos pelo Município nesta esfera da sociedade, a página concentra um conjunto de informação da campanha “Setúbal em Bom Ambiente”.

Destaque, igualmente, para o lançamento da publicação da Autarquia “Setúbal em Bom Ambiente – Guia de Boas Práticas Ambientais”, disponível, para já, apenas em formato digital, que destaca um conjunto de ideias para poupar e ajudar a natureza nas mais variadas áreas de intervenção.

A eficiência energética e a qualidade do ar, a recolha de entulhos, monos e óleos alimentares usados, as praias e os dejetos caninos são alguns dos conteúdos explorados na publicação, bem como as hortas e a compostagem doméstica e a utilização dos espaços verdes do concelho.

Para cada uma das cinco freguesias do território setubalense, a Câmara Municipal preparou uma brochura, com conteúdos informativos elaborados de acordo com as especificidades de cada área, a colocar nas caixas de correio dos munícipes e a disponibilizar em equipamentos públicos.  

“Estas ferramentas, assim como outras ações segmentadas a dinamizar e que tratam de assuntos como os lixos verdes, os dejetos caninos, os entulhos de obras e ainda os resíduos de estabelecimentos comerciais e de restauração integram a campanha Setúbal em Bom Ambiente”, explicou o coordenador do Serviço Municipal de Comunicação e Imagem da Autarquia, Sérgio Mateus.

O vereador Manuel Pisco reforçou que as “ações ambientais são uma questão de cultura das sociedades e que devem começar nas escolas e com os mais novos”. Para isso, é lançado em breve o sítio “Ambiente Júnior”, com jogos didáticos e vídeos educativos. “Tudo isto é um contributo local para a salvação do planeta”, frisou.

Para a presidente da Câmara Municipal de Setúbal, Maria das Dores Meira, “o ambiente está na ordem do dia e continuará enquanto as sociedades não forem capazes de mudar hábitos”, nomeadamente no que respeita aos consumos de água e de energia elétrica e à salubridade urbana.

“O Plano de Comunicação Ambiental é uma das iniciativas com que contamos contribuir para a imprescindível mudança de hábitos. Com estas ferramentas procuramos informar e sensibilizar os munícipes sobre o que passa em matéria de questões ambientais em cada freguesia e no concelho”, salientou a autarca.

Um dos aspetos vincados pela edil setubalense foi a campanha para a recolha dos dejetos caninos. “Nasceu de uma necessidade da primeira edição do Ouvir a População, Construir o Futuro [programa que aproxima os munícipes da gestão camarária] e, desde então, as coisas estão muito melhores”, anunciou a autarca, ao avançar que “50 por cento dos comportamentos até então verificados já não se observam”.

Maria das Dores Meira afirmou, convicta, que, “com educação e mais comunicação, é possível introduzir a mudança de atitudes e de comportamentos” e assim melhorar a “qualidade ambiental do concelho”, naquele que é mais um contributo para “a salvaguarda do futuro do planeta”.

No final do encontro, a autarca lançou o repto à população. “Agora, queremos que todos colaborem e façam também a sua parte, respeitando e preservando o ambiente, ajudando a preservar esta nossa casa comum.”

APOIOS

AMRS
Setúbal é um Mundo
Câmara Municipal de Setúbal. ©
Todos os direitos reservados

website concebido por dodesign