18 de Dezembro de 2017
max. 12º
min. 2º
notícias
iniciativas em destaque
empossamento 11 de Março de 2016
ENA com novos corpos sociais

Os novos órgãos sociais da ENA – Agência de Energia e Ambiente da Arrábida tomaram posse no dia 11, para um novo mandato no qual se pretende dar continuidade às apostas ao nível da sustentabilidade ambiental e eficiência energética.

O Conselho de Administração da ENA é agora conduzido, durante o mandato 2016-2019, pela Câmara Municipal de Palmela, que integra a agência ambiental juntamente com as autarquias de Setúbal e Sesimbra, municípios que partilham o território da Arrábida.

O vereador do Ambiente da Câmara Municipal de Setúbal, Manuel Pisco, anterior presidente do Conselho de Administração da agência e que assume agora o cargo de vice-presidente, sublinhou que “a ENA está a cumprir os objetivos para que foi criada”.

Manuel Pisco salientou que tanto as autarquias como as grandes empresas com presença nos três concelhos que integram a agência estão conscientes da importância da eficiência energética. “A razão de fundo é que a energia está cara e estão a ser implementadas várias medidas para contornar esse problema, que não é apenas uma preocupação financeira, mas também de sustentabilidade ambiental.”

Sobre a relevância de organismos como a ENA, o autarca é perentório na defesa de que “estas agências estão a ser muito importantes nas várias mudanças de proteção ambiental a que se tem assistido nos últimos anos, sendo ainda agentes determinantes na aplicação, ao nível local, de medidas que, frequentemente, têm dimensão europeia”.

Os principais objetivos da ENA relacionam-se com a criação e implementação de ações e projetos nas áreas do ambiente, energia e informação, através da introdução de tecnologias eficientes.

A agência, que, além de Setúbal, Sesimbra e Palmela, tem como associados entidades públicas e privadas ativamente envolvidas no desenvolvimento destes concelhos, foi criada com o objetivo de disseminar boas práticas ambientais e desenvolver projetos, estudos e ações de aconselhamento.

A ENA promove também ações de formação e de informação e presta serviços de consultoria.

A vereadora do Ambiente da Câmara Municipal de Palmela, Fernanda Pésinho, que assume o cargo de presidente do Conselho de Administração da agência até 2019, destacou que “a ENA tem assumido um papel fundamental na proteção ambiental e eficiência energética”.

Na cerimónia de tomada de posse, realizada no Espaço Fortuna, na Quinta do Anjo, Palmela, a autarca sublinhou que o atual mandato passa por “fazer bem e cada vez melhor, mantendo a tangibilidade dos objetivos”, além de aumentar o número de associados.

Fernanda Pésinho pretende “consolidar o que foi feito, sempre com a perspetiva de melhorar a qualidade de vida dos cidadãos”, adiantando que vai “primeiro tomar o pulso à agência para definir estratégias”, com a certeza de que conta com o capital humano da ENA, detentor de “um ‘know-how’ muito rico”.

O Conselho de Administração da Agência de Energia e Ambiente da Arrábida é, além de Fernanda Pésinho e Manuel Pisco, constituído pelos vogais João Vinagre, do Instituto Politécnico de Setúbal, Luís Ratinho, do Fórum da Indústria Automóvel de Palmela, Silvino Rodrigues, da AICEP – Global Parques e Sérgio Marcelino e Maria Daniel, ambos sócios a título individual.

A Mesa da Assembleia-Geral é liderada pelo presidente da Câmara Municipal de Sesimbra, Augusto Pólvora, acompanhado na vice-presidência por António Sanches, da EDP Distribuição, e, no secretariado, por Nuno Lopes, da Fertagus.

A presidente do Conselho Fiscal é Ana Bela Teixeira, sócia individual da ENA, é coadjuvada pelos vogais Luís Machado, da TST, e José Polido, sócio individual.

APOIOS

AMRS
Setúbal é um Mundo
Câmara Municipal de Setúbal. ©
Todos os direitos reservados

website concebido por dodesign