24 de Outubro de 2017
15º
max. 27º
min. 11º
notícias
iniciativas em destaque
Desporto 14 de Outubro de 2011
Estratégias desportivas em debate

A importância do desporto como “elemento agregador e decisivo do desenvolvimento social” foi destacada pela presidente da Câmara Municipal, Maria das Dores Meira, na sessão de abertura do “2.º Seminário de Gestão do Desporto de Setúbal”, realizado dia 14 no Auditório Municipal Charlot.

“Continuamos a investir no apoio e organização de diversos projetos e eventos desportivos e também na constante melhoria e modernização de equipamentos e infraestruturas desportivas”, frisou a autarca no inicio do encontro, organizado pela Autarquia e pelo Instituto Politécnico de Setúbal.

Maria das Dores Meira vincou ainda que “o presente e o futuro passam, sobretudo, pelo desenvolvimento da qualidade das condições de vida das populações, tendo o desporto, neste aspeto, uma importância decisiva e vital”.

A edil assegurou que, “pela variada prática desportiva que anima constantemente os dias da cidade, Setúbal está em forma e recomenda-se”.

Na sessão de abertura do seminário, subordinado ao tema “A Importância do Desporto no Desenvolvimento Local”, participaram também o adjunto do secretário de Estado do Desporto e Juventude, Paulo Marcolino, e o vice-presidente do Instituto Politécnico de Setúbal, Pedro Dominguinhos.

Paulo Marcolino, destacando a importância desta iniciativa na “partilha e troca de experiências, que podem dar algumas pistas para uma melhor gestão no futuro”, afirmou, contudo, que “os tempos que correm implicam um maior sentido de inovação em todas as áreas desportivas”.

Já o vice-presidente do Instituto Politécnico de Setúbal destacou o papel do desporto no “processo de desenvolvimento do território” em áreas como a educação e a formação, a coesão social e a economia.

Pedro Dominguinhos alertou para a necessidade da realização de “parcerias que aumentem as capacidades de gestão dos agentes de desenvolvimento desportivo locais”.

O encontro, que constituiu um momento de reflexão e debate sobre temáticas relativas à gestão e organização desportiva, continuou com a realização de seis painéis temáticos, com temas relacionados com Economia do Desporto e Desenvolvimento Regional, Planeamento e Desenvolvimento Desportivo, Investimento e Espaços Desportivos, Voluntariado e Serviços Públicos Desportivos e Autarquias e Quadro Normativo.

O primeiro painel, iniciado pelas 10h00, com o tema “Os Instrumentos de Planeamento e o Desenvolvimento Desportivo”, foi dinamizado pelo diretor do Departamento de Desporto da Câmara Municipal de Lisboa, Mário Guimarães, que identificou alguns dos principais desequilíbrios do desenvolvimento desportivo local e apresentou indicadores oficiais que sustentam o diagnóstico.

Mário Guimarães sugeriu estratégias e instrumentos de gestão que permitam reorientar os diversos planos de ação e de intervenção desportiva no sentido do desenvolvimento rentável e sustentável, como a introdução da Carta Desportiva ou de um Programa de Apoio ao Movimento Associativo.

O segundo painel, iniciado pouco depois das 11h00, dedicado à discussão sobre “O Investimento em Novas Infraestruturas Desportivas – Fatores Determinantes no Planeamento”, foi conduzido pelo diretor do Departamento Desportivo e Cultural da Universidade do Minho, Fernando Parente.

O dirigente é da opinião que para um melhor planeamento e uso das instalações desportivas em Portugal, nomeadamente no âmbito municipal, é fundamental adquirir conhecimento sobre a realidade desportiva existente. Defendeu que o planeamento de espaços desportivos deve ser estruturado a partir de uma análise e contraposição entre a procura e a oferta, com o objetivo de se obter mais praticantes e, com isso, mais qualidade de vida para as populações.

O último tema da manhã foi “Os Espaços Desportivos Face ao Novo Contexto e Realidades”, pelo gestor nacional do Quadro Comunitário de Apoio ao Desporto, João Paulo Bessa.

Na parte da tarde, o encontro foi retomado com o painel “Políticas Públicas – O Papel do Voluntariado nos Serviços Públicos Desportivos”, dinamizado pelo presidente da Associação de Gestores do Desporto da Extremadura Espanhola, Benito Ramos Granado.

Na intervenção, Benito Ramos Granado explana sobre a história e a legislação vigente no âmbito do voluntariado desportivo, salientando algumas das possíveis áreas de intervenção, em que se inclui o desporto.

“Economia do Desporto e Desenvolvimento Regional” foi o tema seguinte, apresentado por José Pinto Correia, professor da Universidade Técnica de Lisboa, que abordou a importância económica do desporto.

O último painel deste encontro, organizado com o apoio da Cedis, empresa de soluções informáticas para gestão de equipamentos desportivos e de lazer, e da Apogesd – Associação Portuguesa de Gestão de Desporto, foi dedicado ao tema “Autarquias e Desporto – Quadro Normativo de Responsabilidades”.

A intervenção, conduzida por Miguel Furtado, da direção da pós-graduação em Direito do Desporto e Gestão Desportiva da Universidade Lusófona, sugeriu o estabelecimento de protocolos de formação com os principais clubes da área de jurisdição das autarquias.

APOIOS

AMRS
Setúbal é um Mundo
Câmara Municipal de Setúbal. ©
Todos os direitos reservados

website concebido por dodesign