18 de Dezembro de 2017
13º
max. 13º
min. 2º
notícias
iniciativas em destaque
arte 17 de Setembro de 2013
Exposição retrata fé cristã

Peças de arte sacra provenientes de várias paróquias da Diocese de Setúbal revelam o percurso da fé cristã ao longo dos séculos, numa exposição visitável na Capela de Santo António e na Casa do Corpo Santo/Museu do Barroco.

“Visão do Infinito – Testemunhos de Fé na Arte Sacra da Diocese de Setúbal”, organizada pela Comissão Diocesana de Arte Sacra e pela Câmara Municipal, está distribuída por oito núcleos, correspondentes às temáticas retiradas da Carta Apostólica do Papa Bento XVI, que evocam episódios desde o percurso terreno de Jesus até à devoção dos fiéis.

Os seis primeiros núcleos estão patentes na Capela de Santo António, sendo o de abertura, intitulado “Jesus Cristo”, dedicado ao trajeto terreno do messias, como a anunciação, a encarnação, a paixão, a morte e a ressurreição, momentos representados em pinturas e esculturas.

“Maria”, como mãe de Deus e acompanhando Cristo na vida terrena, está representada no segundo núcleo em pinturas e imagens, provenientes de várias capelas e igrejas da Diocese de Setúbal, em especial dos santuários de peregrinação da Atalaia e do Cabo Espichel.

Cálices e crucifixos que podem ser apreciados no núcleo seguinte, “Apóstolos”, revelam o quanto foi rica a missão apostólica no mundo, traduzida em trocas culturais e artísticas entre povos tão diferentes.

Testemunhos disponíveis no território diocesano, dos séculos XV ao XVIII, como imagens em madeira estufada e policromada, expõem os “Discípulos”, seguindo-se peças dos “Mártires”, como São João Baptista, São Lourenço e Santa Luzia.

O último núcleo patente na Capela de Santo António retrata a “Vida Consagrada” de Cristo ao longo dos dois mil anos de história, representada pelas ordens religiosas implantadas, como franciscanos, dominicanos, jesuítas, agostinhos e carmelitas.

Depois da visita a esta primeira fase da “Visão do Infinito – Testemunhos de Fé na Arte Sacra da Diocese de Setúbal”, patente até 24 de novembro, o caminho faz-se até à Casa do Corpo Santo/Museu do Barroco, onde estão expostos os dois últimos dos oito núcleos desta mostra.

A devoção e a fé que acompanham homens e mulheres trazem a este espaço oferendas ligadas à família e ao trabalho, mas também representações das festividades populares do calendário litúrgico.

Da réplica, em miniatura, de um barco em madeira, do século XX, à simplicidade da caixa de esmolas “para a cera do senhor Jesus dos esquecidos”, do século XVIII, as peças das temáticas “Os Leigos” e “Todos Nós na Vivência da Fé” incluem adornos litúrgicos de seda vermelha bordados a ouro e prata, um epistolário do século XVIII e outros documentos como o livro de foros de censos da irmandade dos clérigos pobres da vila de Setúbal, de 1835.

As mais de meia centena de peças de arte sacra podem ser vistas até 24 de novembro nesta exposição, inaugurada a 15 de setembro, Dia de Bocage e da Cidade, pela presidente da Câmara Municipal, Maria das Dores Meira, e pelo bispo de Setúbal, D. Gilberto Canavarro dos Reis.

A mostra “Visão do Infinito – Testemunhos de Fé na Arte Sacra da Diocese de Setúbal” está patente na Capela de Santo António, com entrada gratuita, e na Casa do Corpo Santo/Museu do Barroco, por 1,15 euros, de terça a sexta-feira das 09h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30 e aos sábados das 14h00 às 18h00.

APOIOS

AMRS
Setúbal é um Mundo
Câmara Municipal de Setúbal. ©
Todos os direitos reservados

website concebido por dodesign