24 de Outubro de 2017
15º
max. 26º
min. 11º
notícias
iniciativas em destaque
flor 26 de Maio de 2017
Festa floral perfuma cidade

A 2.ª Festa da Flor anima Setúbal, nos dias 26 e 27, com um conjunto de iniciativas que têm como objetivo sensibilizar os munícipes para os valores ambientais, estéticos e culturais associados aos espaços verdes.

A Festa da Flor 2017, organizada pela Câmara Municipal de Setúbal no âmbito do movimento Eva Dream – Florir Portugal, impulsionado por Tó Romano, inclui, na Praça de Bocage, a feira “O Mundo da Flor”, com cerca de três dezenas de expositores, numa mostra e venda de flores e outros bens e serviços associados, como mel, ferramentas e artesanato produzido com cortiça.

A construção do “Tapete em Arte Efémera”, para dar mais cor ao brasão de Setúbal, em frente do edifício dos Paços do Concelho, é outro dos pontos altos do evento.

Às primeiras horas da manhã, o estilista Filipe Blanquet e a designer Isabel Curto Castan, da Associação Art FMR, artistas setubalenses, captam as atenções dos transeuntes. Todos ficam surpreendidos com o início da tarefa minuciosa de “preencher o brasão com vários quilos de serradura e sal pintado”, explica Isabel Castan.

O tapete vai ganhando forma e o brasão, que tantas vezes passa desapercebido, enche-se de cor. Como o nome indica, “é uma obra efémera, não é para ficar, é para desmanchar rapidamente”, explica a presidente da Câmara Municipal de Setúbal, Maria das Dores Meira, que não quis deixar de ajudar na montagem da obra.

O trabalho estará concluído até ao final do dia 26, mas o projeto de arte efémera tem continuidade a 27, com a criação de novos tapetes preenchidos com flores, para os quais a população é convidada a participar.

“Motivos não faltam para visitar a Festa da Flor”, garante Maria das Dores Meira, pois, até dia 27, há ainda workhops de arte floral, música e dança, ateliers para o público infantil e a exposição de uma rua móvel, na placa central da Avenida Luísa Todi, que recria uma projeção real do evento dedicado à flor que tem lugar no Redondo.

“Há muitos pontos de interesse. Vai ser o máximo! Este ano apostámos em dois dias, depois de no ano passado a festa se ter realizado apenas num dia, e a aposta foi conseguida.”

Além da criação do “Tapete em Arte Efémera”, noutros dois pontos da Praça de Bocage crescem mandalas e um quadro, preenchidos com flores e outros materiais reutilizados, a cargo da Associação de Artistas Plásticos de Setúbal e da Mandal’arte.

A população é convidada a participar e a preencher, quer as mandalas, quer o quadro da associação Artiset, com os materiais que desejar. “O objetivo é fazer um efeito cromático e são aproveitados todos os elementos que constituem a flor”, explica a presidente da associação, Margarida Rodrigues.

Inês e José Maria, da Mandal’arte, que preparam a estrutura de outra mandala com canas, pinhas, espigas, bolotas e folhas de eucalipto, esperam que os visitantes da Festa da Flor, ao longo dos dois dias do certame, tragam mais cor e “coloquem as flores que desejarem para a mandala crescer”.

Olinda e Manuel Piedade, que passeiam na Praça de Bocage com o neto, gostam do que estão a ver. “É uma iniciativa bonita e até já fizemos algumas compras”, refere Manuel, mostrando o saco que contém uma peça de artesanato produzida com cortiça e cascas de amêndoa e pistácios, a qual representa um grupo de cante alentejano.

No stand da empresa Arbovitas, Olinda escolhe um manjerico, pois “todos os anos, por esta altura, a família compra um”, e o passeio continua.

Também Linda Rosa já leva uma planta no saco, mas espera ainda comprar mais alguma “para enfeitar a varanda de casa”. Esta setubalense considera que a Festa da Flor é uma iniciativa “muito interessante” para sensibilizar as pessoas para colocarem flores nas janelas e varandas dos prédios para “dar mais alegria e cor às ruas”.

O pograma da segunda edição da Festa da Flor inclui, logo à noite, na Praça de Bocage, às 21h00, um baile de danças do mundo com “A Batalha do Modesto Camelo Amarelo”.

A Associação de Acordeonistas de Setúbal dá música às ruas da Baixa, dia 27, em animações às 10h00 e às 15h00. Já a “Flower Trupe” anima o espaço público setubalense das 15h00 às 19h00, com particular ênfase nos locais onde decorrem as atividades da Festa da Flor.

Dia 27, realiza-se ainda um conjunto de aulas abertas. No Pátio do Dimas da Casa da Cultura há “A Vida das Abelhas”, às 11h30, por Carlos Matos, “Propagação de Aromáticas”, às 15h00, por elementos dos Viveiros Aliança, e “Hortas de Varanda”, às 16h00, dinamizado pela empresa Chão Bom.

As aulas abertas são também dinamizadas no pátio interior dos Paços do Concelho, com “Como Construir um Território”, às 10h00, por Jonas Banaparte, da Airplant, “Arranjos Florais em Cestaria”, por Ana Silva, da Flor Formosa, e “Arranjo Floral para um Jantar”, por Paulo Nunes, da U Shabby Chic.

O público mais jovem não foi esquecido e pode usufruir de um conjunto de atividades diversas, como o atelier infantil “Arquivista por um Dia”, com a construção de flores em papel, das 10h00 às 13h00 e as 14h00 às 19h00, nas arcadas dos Paços do Concelho.

Igualmente para o público mais jovem, a Praça de Bocage recebe, em ambos os dias, atividades de pinturas faciais, modelagem de balões e jogos didáticos, enquanto na Casa da Cultura realiza-se um atelier infantil sobre flores, pela Associação de Artistas Plásticos de Setúbal, amanhã, às 10h00.

APOIOS

AMRS
Setúbal é um Mundo
Câmara Municipal de Setúbal. ©
Todos os direitos reservados

website concebido por dodesign