17 de Dezembro de 2017
max. 12º
min. 2º
notícias
iniciativas em destaque
teatro 19 de Agosto de 2016
Festa leva teatro à cidade

A estreia das peças “Bichos” e “Leões”, da Companhia João Garcia Miguel, no dia 18 à noite, no Fórum Municipal Luísa Todi, foi um dos destaques da abertura do Festival Internacional de Teatro de Setúbal – XVIII Festa do Teatro, que decorre até dia 28.

As peças do Ciclo Nova Bancantes, da Companhia João Garcia Miguel, integram a Secção Oficial da Festa do Teatro, organizada pelo Teatro Estúdio Fontenova (TEF) e pela Câmara Municipal de Setúbal, cuja sessão de abertura, com os habituais discursos e um apontamento musical, com Canto Ondo, realizou-se nos Claustros do Convento de Jesus.

Presente na cerimónia, o vereador da Cultura da autarquia, Pedro Pina, enalteceu a organização do evento e destacou o contributo da atividade desenvolvida pelo Teatro Estúdio Fonenova, da qual faz parte a Festa do Teatro, para uma maior e melhor oferta cultural na cidade.

“O TEF dá um contributo decisivo para a construção de públicos da nossa cidade, por isso merece todo o nosso carinho e empenho”, salientou o autarca, para quem o evento é “um dos mais importantes momentos culturais da cidade”.

Pedro Pina garantiu que “é sempre um prazer redobrado estar na abertura da Festa do Teatro”, evento que transmite, ano após ano, a noção de que “o teatro tem capacidade de se reinspirar e de encontrar os caminhos para que a arte e para que as tábuas que pisa, em qualquer palco, tenham sempre a capacidade de se renovar”.

Por isso, acrescentou, “a festa atinge uma maioridade com muito substrato” e com a certeza de que “todos dão o melhor que conseguem para que Setúbal esteja preenchida deste sentimento onde se reencontram amigos, onde vêm pessoas de fora e onde há grupos de teatro que se disponibilizam para vir. Esta é a marca do Teatro Estúdio Fontenova”.

Pedro Pina considera que a décima oitava edição da Festa do Teatro é também uma “edição da luta, da persistência, da paixão e do amor pelo teatro”.

Por isso, a Câmara Municipal de Setúbal “não poderia, mais uma vez, de uma forma empenhada e persistente, deixar de apoiar com tudo aquilo que teve ao seu alcance”.

Além do apoio que já estava “naturalmente definido”, a autarquia “sentiu a necessidade de dar mais um sinal e reforçar esse apoio” com uma verba extra, porque, sublinhou Pedro Pina, “esse é um dever para a criação artística e para esta grande festa”.

O diretor do Teatro Estúdio Fontenova, José Maria Dias, admite que sem a parceria da Câmara Municipal de Setúbal não seria possível a realização do evento.

“A Câmara Municipal de Setúbal tem sido inexcedível e sem o seu apoio logístico e financeiro não seria possível. Este apoio financeiro é mesmo a única base que torna possível a realização desta iniciativa”, acentuou.

José Maria Dias recordou que a primeira edição da Festa do Teatro aconteceu há 21 anos, como forma de celebrar os dez anos de atividade regular do TEF.

São, assim, 31 anos que a companhia de teatro setubalense celebra “com amor e dedicação à arte”, bem como “dedicação a Setúbal e ao seu enriquecimento cultural. Tudo isto nos orgulha e esperamos que orgulhe também a cidade”.

A XVIII Festa do Teatro mantém a aposta numa programação eclética, com primazia para a excelência artística, constituindo-se como “um veículo de criação, experimentação e transdisciplinaridade”.

A organização seguiu as “experiências positivas de anos anteriores” e manteve a Secção Mais Festa, que abre a possibilidade a jovens e estruturas emergentes de mostrarem as suas criações, usufruindo da lógica, da logística e da promoção do festival.

José Maria Dias indicou que o festival “tem crescido com enorme êxito e reconhecimento”, quer por parte de outras companhias de teatro, que por parte do público e da comunicação social, o que faz, atualmente, deste evento “um dos festivais do género de maior prestígio a nível nacional, começando também a ser reconhecido internacionalmente”.

O Festival Internacional de Teatro de Setúbal – XVIII Festa do Teatro conta com três dezenas de espetáculos, uma mostra de curtas-metragens e oficinas de teatro.

No certame, que se realiza em vários equipamentos e espaços públicos da cidade, apresentam-se companhias nacionais e duas estrangeiras, provenientes de Espanha, com algumas estreias previstas.

Fórum Municipal Luísa Todi, Casa da Cultura, Convento de Jesus, Escola Secundária Sebastião da Gama, Praça de Bocage, Parque do Bonfim e largos da Ribeira Velha e do Sapalinho são os locais onde se realizam as mais de duas dezenas de eventos da XVIII Festa do Teatro.

Teatro Corsario e Mundanal Ruido Teatro, ambas de Espanha, Cão à Chuva/Rui Paixão, Peripécia Teatro, Teatro dos Aloés, Passos e Compassos, Colectivo Sophiemarie e Companhia João Garcia Miguel são alguns dos grupos de teatro que se apresentam este ano na Secção Oficial, com espetáculos às 22h00.

Já os eventos da Secção Off “Mais Festa” têm sempre início às 19h00 e às 23h30.

No dia 18, além da sessão de abertura e da estreia das peças “Bichos” e “Leões”, da Companhia João Garcia Miguel, que fazem parte dos quatro olhares da companhia sobre a obra de Eurípides, realizou-se ainda, às 23h30, no Pátio do Dimas, na Casa da Cultura, a iniciativa (Re)Cantos,  um encontro do público com artistas sobre o Ciclo Novas Bacantes.

No dia 19 a festa prosseguiu com Karingana Blues, espetáculo infantil produzido pela Associação Cultural Bica Teatro, apresentado de manhã no Parque do Bonfim, enquanto Direito ao Esquecimento, produção cénica de Alexandra Natura e Ana de Jesus Oliveira, tem lugar no Auditório da Escola Secundária Sebastião da Gama, às 19h00.

À noite, às 22h00, Lullaby, projeto de clown e teatro físico de Cão à Chuva/d’Orfeu AC, integrado na Secção Oficial, anima o Largo do Sapalinho, e, a partir das 23h30, Bruno Moraes e Tiago Moraes atuam no Pátio do Dimas, na Casa da Cultura.

O programa completo da XVII Festa do Teatro pode ser consultado aqui.

APOIOS

AMRS
Setúbal é um Mundo
Câmara Municipal de Setúbal. ©
Todos os direitos reservados

website concebido por dodesign