18 de Outubro de 2017
16º
max. 18º
min. 15º
notícias
iniciativas em destaque
música 02 de Junho de 2014
Festival inunda cidade com música

Doze espetáculos musicais inspirados no mar, com concertos ao ar livre e em espaços culturais, realizaram-se, durante quatro dias, na quarta edição do Festival de Música de Setúbal.

Entre os dias 29 de maio e 1 de junho, o certame promoveu a cultura e o património musical do concelho, conjugando artistas consagrados com grupos da comunidade local, numa organização da A7M – Associação Festival de Música de Setúbal, resultante de uma parceria da Câmara Municipal e da The Helen Hamyn Trust, com apoio da Fundação Calouste Gulbenkian.

O festival chegou ao fim na noite de dia 1 com “Mar de Emoções”, no Fórum Municipal Luísa Todi, num espetáculo da Orquestra de Câmara Portuguesa com a participação da soprano Susana Gaspar. No concerto, dirigido pelo maestro Pedro Carneiro, foram interpretadas obras de Mendelssohn, Mozart, Beethoven, Berlioz e Haydn

O certame abriu com “Trova de Três Oceanos”, no dia 29, num concerto dirigido por Tony Haynes, que apresentou composições originais deste compositor e arranjos de músicas das mais distintas proveniências.

Ao palco do Fórum subiu meia centena de crianças e jovens da Academia de Música e Belas-Artes Luísa Todi, do Conservatório Regional de Setúbal e do grupo de percussão BelaBatuke, a que se juntaram dez músicos de todo o mundo da Grand Union Orchestra.

No dia 30, o habitual desfile de percussão desceu a Avenida Luísa Todi até ao Largo José Afonso, com a participação de várias turmas das escolas EB Brejoeira, EB de Azeitão, EB Babosa du Bocage, EB Luísa Todi, EB e Secundária Lima de Freitas, EB do Viso, EB de Aranguez e EB e Secundária Ordem de Sant’Iago, além da Edinstvo – Associação dos Imigrantes dos Países do Leste, do Projeto “Agora Sim E5G” e da APPACDM de Setúbal.

Depois de percorrem a avenida, onde há vários anos o Sado ali chegava, as centenas de crianças e jovens atuaram em conjunto no Auditório José Afonso no apontamento musical “A Foz dos Ritmos”, com direção de Fernando Molina.

À noite, a Igreja de Santa Maria acolheu o “Encanto Marítimo – Requiem pelos Navegadores Portugueses”, dirigido por Armando Possante, em que atuaram o Grupo Vocal Olisipo, o Coro do Conservatório Regional de Setúbal e o ator Luís Madureira. Através da música, foi evocada a perda de vidas nos mares dos Descobrimentos.

A travessia do rio Sado, por ferry, nos dois sentidos, surpreendeu passageiros no dia 31 de manhã com a atuação de diversos grupos do Conservatório Regional de Setúbal. Em terra, a iniciativa, intitulada “Música nas Ruas e no Rio”, esteve no centro da cidade com diversos apontamentos artísticos.

Com coordenação de Carlos Barreto Xavier e direção de Nuno Batalha, ouviram-se “Canções do Mar”, no dia 31 à tarde, no Fórum Municipal Luísa Todi, com os coros de várias escolas do 1.º ciclo, da APPACDM de Setúbal e Luís Barrigas Quarteto.

O evento mostrou canções criadas no âmbito de projeto de integração dos alunos numa metodologia de ensino em torno da composição musical em sala de aula.

Meia hora depois de terminar o concerto, às 17h00, começou “Música no Coreto”, com a Banda de Música da Capricho Setubalense e o BelaBatuke, numa confluência de duas distintas tradições musicais da cidade.

O mar e o trabalho uniram-se num concerto-instalação de homenagem aos pescadores portugueses, intitulado “Quando o Homem Lavrava o Mar”, à noite, no Museu do Trabalho Michel Giacometti.

Com conceção e interpretação de Fernando Mota, o vídeo e as imagens pertenciam a Tiago Pereira, José Madeira, Michel Giacometti e James Knight-Smith. O espetáculo contou com o Conservatório Regional de Setúbal, nos violinos, e o Coral Infantil de Setúbal, no canto e objetos sonoros.

O último dia do Festival de Música de Setúbal, 1 de junho, começou com “Olhares sobre o Mar e Reflexos”, no Convento da Arrábida. O evento, uma visita guiada ao local histórico acompanhado de música com vista para o mar, contou com um quinteto de sopros da Orquestra de Câmara Portuguesa e alunos de canto e instrumento do Instituto Gregoriano de Lisboa.

Antes do concerto de encerramento “Mar de Emoções”, a tarde foi dedicada à “Diversidade e Inclusão”, com conversas com especialistas e responsáveis de projetos de inclusão pela música desenvolvidos no âmbito do festival e uma atuação da Academia de Música e Belas-Artes Luísa Todi e de alunos da EB 2,3 Cruz de Pau com deficiências auditivas, no Fórum Municipal.

Seguiu-se a “Viagem”, no Cais 3 do Porto de Setúbal, espetáculo-performance com vista para o Sado que juntou alunos do Externato Rumo ao Sucesso e do Grupo de Música Contemporânea do Conservatório Regional de Setúbal, com direção e composição de Pedro Condinho e António Laertes.

APOIOS

AMRS
Setúbal é um Mundo
Câmara Municipal de Setúbal. ©
Todos os direitos reservados

website concebido por dodesign