29 de Abril de 2017
18º
max. 19º
min. 8º
notícias
iniciativas em destaque
requalificação 18 de Abril de 2017
Forte unido apresenta 'O Despertar'

Um miradouro, zonas de estadia e de recreio, espaços desportivos e um parque infantil integram o futuro “Passeio Pedonal O Despertar”, projeto de requalificação da barreira do bairro do Forte da Bela Vista, em Setúbal, apresentado na tarde de dia 17.

A intervenção resulta de uma proposta de beneficiação para aquele espaço feita pela comunidade local no âmbito do Nosso Bairro, Nossa Cidade, programa municipal em curso desde 2012 com ações desenvolvidas na zona da Bela Vista com o envolvimento dos moradores.

A importância da iniciativa dinamizada pela Comissão Instaladora do Forte da Bela Vista foi exaltada pela presidente da Câmara Municipal de Setúbal, Maria das Dores Meira, na apresentação do projeto, realizada junto escultura “Despertar” de O Museu está na Rua – Núcleo Museológico Urbano da Bela Vista, instalada naquele bairro.

“Com esta obra será reabilitada a zona da barreira do Forte da Bela Vista, o que permitirá oferecer a todos melhores e mais qualificados acessos a uma das mais belas vistas sobre o Sado, a Arrábida e Troia. É um projeto estruturante que resulta, essencialmente, da ação desenvolvida pelos moradores.”

A obra de criação do “Passeio Pedonal O Despertar”, a iniciar em breve, envolve a autarquia e a Junta de Freguesia de São Sebastião e conta com o apoio mecenático de várias entidades, designadamente Secil, Fundação Vodafone, JMS, Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra e Delta Cafés.

A intervenção na barreira do Forte da Bela Vista é realizada em cinco fases, no sentido ponte/nascente, e abrange toda aquela zona pública de lazer, com os trabalhos de criação do amplo passeio pedonal a serem concretizados numa extensão aproximada de trezentos metros lineares.

Maria das Dores Meira explicou que a requalificação é feita faseadamente “dada a necessidade de materiais e equipamentos” cedidos por vários mecenas contactados pelos moradores. “Um esforço partilhado entre autarquias, moradores e mecenas de que, certamente, resultará uma obra notável.”

Além do passeio pedonal, o projeto de reabilitação prevê a criação de uma zona de miradouro, com mobiliário urbano que fomenta o convívio e o usufruto do espaço público, um parque infantil e uma área de ginásio ao ar livre, com máquinas geriátricas.

A arquiteta municipal Lúcia Arquinha, responsável pela execução do projeto paisagista, adiantou que se trata da “requalificação de um espaço que vai permitir a ligação de todo o bairro”, para “a comunidade local e para toda a cidade utilizar, até porque esta é uma zona espetacular de contemplação”.

A intervenção, adiantou a presidente da Câmara Municipal de Setúbal, que “enquadrará a peça de arte pública ‘O Despertar’, do escultor João Limpinho”, uma das 16 obras de O Museu está na Rua – Núcleo Museológico Urbano da Bela Vista, “visa também contribuir para a anulação de estigmas associados a estes bairros municipais”.

Maria das Dores Meira reforçou que o projeto do “Passeio Pedonal O Despertar”, associado à reabilitação física, ambiental, social e cultural em curso no Forte da Bela Vista, mostra que, quando “há união em torno de um desígnio, é possível fazer mais e melhor pela vida”.

A autarca acrescentou que “Setúbal é a cidade onde todos têm o seu lugar” e, por isso, a transformação encetada no concelho vai das “zonas mais centrais às periféricas”, incluindo os bairros do território da Bela Vista, “entregues à autarquia pelo Governo na década de 90, já degradados, e esquecidos por demasiado tempo”.

O presidente da Junta de Freguesia de São Sebastião, Nuno Costa, salientou que o projeto paisagista para a barreira do Forte da Bela Vista não é obra do acaso. “É uma expressão material do Nosso Bairro, Nossa Cidade, um programa que fomenta a participação e organização popular.”

O autarca destacou a importância da execução deste projeto de requalificação. “É um dia feliz porque estamos a ver os objetivos do Nosso Bairro, Nossa Cidade a serem concretizados, mas também porque esta é uma intervenção que permite elevar a qualidade de vida das pessoas.”

Já Francisco Sousa, da Comissão Instaladora do Forte da Bela Vista, frisou que, para tornar o sonho realidade, foi preciso muito trabalho e sinergias. “Sem união, sem apoios e sem parcerias íamos estar mais trinta anos sem fazer nada pelo nosso bairro e pelas nossas vidas.”

O responsável deixou um repto a todos, moradores do Forte da Bela Vista e visitantes, sobre aquele que vai ser mais um local de lazer e de contemplação da cidade. “Tudo o que for feito aqui é de todos e para todos. Por isso, é para cuidar. E se for preciso ralhar, ralha-se.”

Rosa Borges, igualmente da Comissão Instaladora do Forte da Bela Vista, destacou que a intervenção na barreira é mais um passo “na construção da história do bairro”, que conta já com várias iniciativas abertas a todos. “Somos mudança e queremos mudar o olhar do nosso bairro.”

A apresentação do projeto “Passeio Pedonal O Despertar”, que incluiu apontamentos de dança por crianças do Forte da Bela Vista e a declamação de poesia por João Faleiro Paixão, culminou com um momento de convívio gastronómico entre moradores e Executivo municipal.

ferramentas
notícias relacionadas
mais recentes
+ lidas
APOIOS

AMRS
Setúbal é um Mundo
Câmara Municipal de Setúbal. ©
Todos os direitos reservados

website concebido por dodesign