23 de Outubro de 2017
17º
max. 26º
min. 10º
notícias
iniciativas em destaque
festas 04 de Julho de 2014
Idosos marcham no Bonfim

Flores, pescadores e marinheiros foram alguns dos temas das marchas que os utentes de várias instituições apresentaram no dia 4, no Parque do Bonfim, em Setúbal, durante a cerimónia de entrega dos diplomas de participação nos Santos Populares.

Perto de 400 utentes, maioritariamente idosos, de dez instituições estiveram presentes numa tarde de convívio em que lhes foi reconhecido o trabalho na confeção dos enfeites dos Santos Populares.

O vereador cm o pelouro da Inclusão Social da Câmara Municipal de Setúbal, Pedro Pina, atribuiu ao representante de cada instituição presente os diplomas de participação na festa dos Santos Populares, cujos enfeites adornaram as respetivas instituições e o recinto da 11.ª edição do Piquenicão Concelhio, realizado no dia 22 de junho, no Parque Sant’Iago.

O Centro Comunitário de Santa Maria, a Cáritas Diocesana, o Centro Comunitário de S. Sebastião, a APPACDM – CAO1, a LATI, o Centro Comunitário de Vanicelos, Venerável Ordem Terceira, a Santa Casa da Misericórdia de Azeitão, a Santa Casa da Misericórdia de Setúbal e a AURPIA – Associação Unitária de Reformados, Pensionistas e Idosos de Azeitão foram as instituições que apresentaram as respetivas marchas.

Antes dos desfiles das marchas, uma utente da Santa Casa da Misericórdia de Azeitão, que “veio de muito longe”, natural de Freixo de Espada à Cinta, leu, ao lado do vereador Pedro Pina, uma quadra especialmente escrita para a ocasião.

A AURPIA, que levou flores como temática da marcha. foi a primeira a apresentar-se. A animadora sociocultural Cristina Borges explicou que foram os utentes que confecionaram os vários elementos dos trajes, como flores nas saias, nos chapéus, nos cestos e nas faixas.

Do Centro Comunitário de S. Sebastião, perto de 50 idosos exibiram um figurino dedicado ao pescador, numa marcha com poema de Alexandrina Pereira e música de Nuno Emanuel.

Rafael Guedes, animador do “Tesouros da Vida” – “um grupo muito autónomo” –, contou que muitos dos utentes do centro esteve ligado sobretudo à indústria conserveira.

Embora tivessem participado na confeção dos enfeites dos Santos Populares, a Associação de Socorros Mútuos Setubalenses, o Conforto dos Avós e a Associação de Solidariedade Social da Freguesia de Gâmbia, Pontes e Alto da Guerra não puderam estar presentes na cerimónia.

APOIOS

AMRS
Setúbal é um Mundo
Câmara Municipal de Setúbal. ©
Todos os direitos reservados

website concebido por dodesign