18 de Dezembro de 2017
max. 12º
min. 1º
notícias
iniciativas em destaque
património 15 de Fevereiro de 2016
Jornadas valorizam arte sacra

O património artístico religioso é valorizado nas 2.as Jornadas Diocesanas de Arte Sacra de Setúbal, iniciativa que arrancou no dia 14, à tarde, na Casa da Baía, com o lançamento de um livro e a inauguração de uma mostra.

As 14 estações da via sacra, o percurso de Cristo com a cruz até ao calvário, inspirou a iniciativa da Comissão Diocesana de Arte Sacra de Setúbal, na qual se destaca a apresentação de um livro e a inauguração de uma exposição coletiva de artes visuais, ações intituladas “Via da Misericórdia”. 

A monografia e a exposição, que partilham o olhar e as reflexões pessoais de 14 artistas da diocese de Setúbal sobre a Via Sacra de Jesus, foram dados a conhecer na sessão de abertura das 2.as Jornadas Diocesanas de Arte Sacra de Setúbal, este ano com o tema “Misericórdia: a Arte do Amor de Deus”.

“Que melhor forma pode haver neste tempo quaresmal do que a reflexão pela arte com a palavra justaposta, criando a unidade reflexiva que só Jesus nos concede”, salientou a presidente da Câmara Municipal de Setúbal, Maria das Dores Meira, na sessão que deu início às jornadas.

Sobre a contemplação das obras “que fazem desta moderna e setubalense via sacra”, a autarca vincou que é impossível não haver emoção “perante a grandiosidade de sentimentos, perante a misericórdia transporta para as telas, que Jesus, Deus feito Homem, continua a inspirar”.

Maria das Dores Meira reforçou que no olhar e na reflexão setubalense sobre as estações da via sacra “reside todo um percurso de fé e de esperança, que alimenta e que dá alento”, manifestações que trilham o caminho da vida, “mesmo perante as mais fortes adversidades”.

A exposição “Via da Misericórdia”, patente até 27 de março na Galeria de Exposições da Casa da Baía, com 14 trabalhos de 14 artistas que refletem e interpretam cada uma das estações da via sacra, propõe uma peregrinação espiritual e estética pelo espaço como se de uma igreja se tratasse.

Uma outra pintura, situada na parede central da galeria municipal, em género de retábulo de altar, serve de referência e de eixo ao percurso e personifica uma 15.ª estação, uma via que se abre e se revela, não só com a paixão e morte de Cristo, mas, sobretudo, com a sua ressurreição.

“Jesus Cristo é o rosto da misericórdia do Pai. O mistério da fé cristã parece encontrar nestas palavras a sua síntese.” A frase do Papa Francisco, retirada da Misericordiae Vultus, bula de Proclamação do Jubileu Extraordinário da Misericórdia, acompanha a mostra, que pode ser visitada todos os dias das 09h00 às 20h00.

A sessão de abertura das 2.as Jornadas Diocesanas de Arte Sacra de Setúbal, organizadas com o apoio da Câmara Municipal, entre outras entidades, contou com a presença do bispo de Setúbal, D. José Ornelas Carvalho, que elogiou a importância da iniciativa para a valorização do património artístico.

Antes da apresentação das ações “Via da Misericórdia”, as jornadas incluíram uma cerimónia religiosa, na Sé de Setúbal, com o Jubileu dos Artistas, momento que contou com um apontamento musical, uma catequese por D. José Ornelas Carvalho e a bênção dos artistas que participam no evento.

Além das atividades de dia 14, as 2.as Jornadas Diocesanas de Arte Sacra de Setúbal, a decorrer até dia 21, proporcionam um conjunto de ações, noutros locais do distrito, que procuram interligar várias iniciativas de âmbito cultural e de expressão artística sob o tema “Misericórdia: a Arte do Amor de Deus”.

As jornadas são dinamizadas no âmbito do Dia Diocesano de Arte Sacra de Setúbal, efeméride instituída pela Diocese de Setúbal no ano passado, a 18 de fevereiro, dia do beato Angélico, padroeiro dos artistas, que convida, anualmente, os diocesanos a olhar mais atentamente para o património artístico. 

APOIOS

AMRS
Setúbal é um Mundo
Câmara Municipal de Setúbal. ©
Todos os direitos reservados

website concebido por dodesign