22 de Outubro de 2017
11º
max. 20º
min. 10º
notícias
iniciativas em destaque
praias 06 de Junho de 2016
Lixo sai da Praia dos Coelhos

Estudantes de várias regiões do país visitaram no dia 3 o Parque Natural da Arrábida, onde participaram numa ação ambiental de limpeza da Praia dos Coelhos ao abrigo do programa Eco-Escolas.

Garrafas de vidro e de plástico, latas de conservas, sacos de plástico para lixo doméstico, embalagens de comida de animais de estimação, fraldas e toalhetes de bebé, beatas e cotonetes. Parece muito, mas são apenas alguns exemplos de lixo que alunos de escolas de várias regiões do país recolheram esta manhã no acesso à Praia dos Coelhos.

“Este é o tipo de lixo que se nota que são as pessoas que trazem para a praia.” A afirmação é de Amélia Santos, 13 anos, aluna da Escola Secundária de Vila Real de Santo António, ao mesmo tempo que apanha do chão uma garrafa de vidro e uma embalagem transparente de plástico e coloca no saco de lixo que trouxe propositadamente para a limpeza da praia.

“Se tivesse de passar uma mensagem a alguém, diria que é muito mais fácil meter uma coisa no bolso e mais tarde colocá-la no lixo. Fica até mais fácil comparar isto com aquela metáfora do sapo, que vai fervendo na panela até morrer. O planeta significa a panela, que vai aquecendo devagarinho até rebentar. O mais fácil é deitar logo tudo no lixo e evitar que a panela aqueça demasiado”, compara a aluna algarvia.

Amélia faz parte de um grupo de 28 alunos das escolas de Lisboa, Sesimbra, Arganil, Vila Nova de Gaia e Vila Real de Santo António que este ano participam na “Missão Sado”, depois de terem vencido o programa Jovens Repórteres para Ambiente, no âmbito da Campanha Litter Less, levada a cabo pelo Projeto Eco-Escolas.

“Esta foi uma forma de proporcionarmos a estes jovens uma experiência ambiental no terreno, de forma a que contribuam ativamente para a redução de resíduos nas praias, ligada ao projeto litter less. Escolhemos esta praia por ser um local isolado e de difícil acesso e que, por isso, não tem uma intervenção diária de limpeza”, explica Margarida Gomes, coordenadora do Eco-Escolas.

Já no areal da Praia dos Coelhos, e depois de em menos de uma hora recolheram da praia desperdícios suficientes para encher 13 sacos de lixo industrial, estes jovens perceberam o problema do impacte ambiental do lixo marinho.

“Esta é uma praia isolada, de difícil acesso e está um bocadinho protegida e conseguimos perceber que aqui no areal não temos lixo, mas que o caminho de acesso estava cheio de lixo”, constata Flávia Silva, da Associação Portuguesa de Lixo Marinho.

A engenheira do ambiente salienta que os resíduos recolhidos esta manhã são diferentes do lixo que muitas vezes se encontra e se percebe que é trazido pelo mar. “Hoje, aqui, percebemos perfeitamente que o lixo que aqui está depositado é trazido pelas pessoas. É mesmo culpa de quem vem para a praia e não leva o seu próprio lixo de volta.”

O programa Missão Sado, organizado pela Associação Bandeira Azul da Europa, com apoio da Câmara Municipal de Setúbal, incluiu, durante a tarde, os jovens visitaram o Parque Natural da Arrábida e fizeram a observação de golfinhos residentes no Estuário do Sado.

APOIOS

AMRS
Setúbal é um Mundo
Câmara Municipal de Setúbal. ©
Todos os direitos reservados

website concebido por dodesign