23 de Julho de 2018
17º
max. 23º
min. 15º
notícias
iniciativas em destaque
música 20 de Março de 2017
Metropolitana apresenta clássicos

Obras dos compositores Arthur Honegger, Claude Gervaise e Francis Poulenc foram interpretadas pela Orquestra Académica Metropolitana, num concerto em que atuou com o pianista Artur Pizarro, no dia 18, no Fórum Municipal Luísa Todi, em Setúbal.

Com condução do maestro Jean-Marc Burfin, o espetáculo incluiu a interpretação de “Suite Française d’Après Claude Gervaise”, FP 80, e de Sinfonia n.º 2, H. 153, de Arthur Honegger.

O pianista Artur Pizarro, associado em março à Orquestra Académica Metropolitana, participou na apresentação do Concerto para Piano e Orquestra, FP. 146, de Francis Poulenc, e Concertino para Piano e Orquestra, H.55, de Arthur Honegger, duas obras que escapam à mais tradicional configuração do concerto virtuoso romântico.

Poulenc e Honegger, que integraram o grupo conhecido por “Les Six”, ficaram conhecidos por trazerem uma lufada de ar fresco ao panorama musical francês da primeira metade do século XX, ao proporem um estilo bem-humorado e inquietante, imprevisível e irreverente.

O programa de sábado à noite no Fórum Luísa Todi completou-se com o glamour conhecido do Concerto de Poulenc, concordante com a encomenda feita pela Orquestra Sinfónica de Boston, em 1946, e com a disposição energética do Concertino de Honegger, que permite adivinhar a azáfama civilizacional dos anos 20.

A fechar a noite, o neoclassicismo de uma suíte de Poulenc, desenvolvida a partir da música do compositor renascentista Claude Gervaise, e a Sinfonia n.º 2, de Honegger, datada de 1937, que, embora ecoe um momento conturbado da história europeia, remata com apontamentos otimistas.

outros sites

anterior

anterior

Informação Municipal
Setúbal pode ficar mais perto de si por correio, telemóvel ou por e-mail.
imagem da semana

vídeo da semana
associativismo
APOIOS

AMRS
Setúbal é um Mundo
Câmara Municipal de Setúbal. ©
Todos os direitos reservados

website concebido por dodesign