18 de Outubro de 2017
15º
max. 18º
min. 14º
notícias
iniciativas em destaque
exposição 02 de Maio de 2016
Mostra exalta glória olímpica lusa

Uma exposição inédita que realça os êxitos portugueses nos Jogos Olímpicos, patente na Galeria Municipal do 11, foi inaugurada no dia 30 em cerimónia que juntou várias gerações de atletas olímpicos, incluindo Rosa Mota.

Um busto do barão Pierre de Coubertin, que, 14 séculos depois, em 1896, retomou a antiga tradição dos Jogos Olímpicos, dá, à entrada, as boas-vindas na exposição “Jogos Olímpicos: Memórias e Vitórias de Portugal”, integrada no calendário de Setúbal Cidade Europeia do Desporto 2016.

Imagens históricas das diversas participações portuguesas no evento mundial, que, entre 1912 a 2012, resultaram na conquista de quatro medalhas de ouro, oito de prata e 11 de bronze, são alguns dos elementos que compõem a mostra, organizada pela Câmara Municipal de Setúbal em conjunto com o Comité Olímpico de Portugal.

“Tinha 12 anos quando vi a Rosa Mota ganhar o ouro olímpico na maratona de Seul, ‘atacando’ Lisa Martin a dois quilómetros da meta. O país imobilizou-se, de uma forma emocionante, com a chegada triunfal ao estádio”, relembrou o vereador com o pelouro do Desporto, Pedro Pina, na inauguração da exposição, na qual participaram mais de uma centena de pessoas.

“Jogos Olímpicos: Memórias e Vitórias de Portugal”, que, realçou o autarca, “permite reviver alguns momentos do evento mundial”, inclui, do vasto conjunto de peças do espólio do Comité Olímpico de Portugal, além das imagens, a tocha olímpica dos Jogos Olímpicos de 2012, em Londres, e a “pétala” dessa participação portuguesa.

Até 30 de maio, o público tem ainda oportunidade de admirar mascotes olímpicas, painéis com imagens do transporte das tochas olímpicas e cartazes das várias edições, esculturas representativas das modalidades desportivas e manequins com trajes das missões portuguesas, como as camisolas de Francisco Lázaro, Rosa Mota e Carlos Lopes, e as sapatilhas utilizadas por Nelson Évora para conquistar a medalha de ouro do triplo salto nos Jogos Olímpicos de Pequim de 2008.

Documentos do final do reinado de D. Manuel II, época em que foram organizados os primeiros Jogos Olímpicos Nacionais pela recém-criada Sociedade Promotora da Educação Física Nacional, com o objetivo de preparar a participação portuguesa nos Jogos Olímpicos de Estocolmo, em 1912, são outros elementos que integram a exposição.

“Espero que a força da Cidade Europeia do Desporto seja transportada convosco, pela nossa patrona, pelos nossos embaixadores, nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro”, desejou o vereador Pedro Pina aos atletas, durante a inauguração da exposição.

Rosa Mota, patrona de Setúbal Cidade Europeia do Desporto 2016 e vice-presidente do Comité Olímpico de Portugal, mostrou satisfação pela presença na cerimónia. “Vir a um espaço tão belo, com um simbolismo muito grande, e ver os momentos inesquecíveis, que arrepiaram muita gente da minha geração, é muito gratificante.”

A antiga atleta pediu para os visitantes desfrutarem “ao máximo” da exposição. “Vejam com atenção as fotos da exposição e saiam com a emoção com que eu vou sair também.”

Até porque, adiantou, as peças são apresentadas pela primeira vez em público. “Com a preocupação de divulgar o trabalho de preservação e salvaguarda da história e da memória do movimento olímpico em Portugal, reunimos um conjunto de peças do arquivo do Comité que nunca tinham sido exibidas.”

Mário Gentil Quina, ex-atleta de vela, outros dos antigos atletas olímpicos presentes na inauguração, felicitou os autores de uma exposição que permite que “desportistas que não se veem há muito tempo se reencontrem”.

A par de Rosa Mota e Mário Quina, marcou presença o chefe da missão portuguesa para os Jogos Olímpicos de 2016 do Rio de Janeiro, José Garcia, assim como Armando Aldegalega, Edi Maia e Tiago Venâncio, atletas setubalenses com participações olímpicas.

A inauguração da mostra, que incluiu uma visita conduzida pela diretora do Gabinete de Estudos e Projetos do Comité Olímpico de Portugal, Rita Nunes, contou também com os antigos atletas olímpicos Roberto Durão, António Gentil Martins, Gonçalo de Mello e Teresa Gaspar.

A exposição “Jogos Olímpicos: Memórias e Vitórias de Portugal”, de entrada livre, patente até 30 de maio, pode ser visitada de terça a sexta-feira das 11h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00 e aos sábados e domingos das 14h00 às 18h00, na Galeria Municipal do 11, no antigo Quartel do 11, onde funciona a Escola de Hotelaria e Turismo de Setúbal.

A apresentação da mostra decorre de um protocolo celebrado entre o Comité Olímpico de Portugal e a Câmara Municipal de Setúbal, que inclui a dinamização de um vasto conjunto de atividades, a par de um programa de educação olímpica, direcionado para as escolas do 1.º ciclo do ensino básico.

As celebrações do Dia Olímpico 2016, nos dias 29 e 30, resultam deste protocolo, estabelecido no âmbito de Setúbal Cidade Europeia do Desporto 2016, programa organizado pela autarquia, com um ano repleto de atividades desportivas, entre competições oficiais e provas de caráter popular, além de iniciativas que fomentam o conhecimento e a qualificação individual.

ferramentas
notícias relacionadas
mais recentes
+ lidas
APOIOS

AMRS
Setúbal é um Mundo
Câmara Municipal de Setúbal. ©
Todos os direitos reservados

website concebido por dodesign