20 de Outubro de 2017
18º
max. 21º
min. 17º
notícias
iniciativas em destaque
Comemorações 16 de Setembro de 2011
Obras no Fórum entram na reta final

A consignação da obra de modernização do Fórum Municipal Luísa Todi, realizada no dia 15 durante as comemorações do Dia da Cidade, marca o arranque da fase final da intervenção, com conclusão prevista para o primeiro trimestre de 2012.

No lançamento oficial da última fase da operação de requalificação da principal sala de espetáculos do Concelho, a presidente da Câmara Municipal de Setúbal, Maria das Dores Meira, destacou a importância desta obra estruturante para o Concelho. “Vamos ter um Fórum Luísa Todi renovado e ampliado, para que Setúbal volte a estar no roteiro dos grandes espetáculos que percorrem o País.”

A “Ampliação e Modernização do Fórum Municipal Luísa Todi”, projeto do ReSet – Programa de Regeneração Urbana do Centro Histórico de Setúbal, foi atribuído à empresa Alexandre Barbosa Borges (ABB), S.A. pelo valor de 4 milhões, 279 mil e 461,71 euros, que dispõe de um prazo máximo de execução de sete meses.

“Este foi um processo complexo e mais moroso do que a Câmara Municipal alguma vez desejou”, em virtude das complicações técnicas ao nível de obra que não estavam previstas, que também vieram encarecer as intervenções, esclareceu Maria das Dores Meira.

“Ainda que o atraso que a obra sofreu seja significativo, reconhecemo-lo sem qualquer hesitação, julgo que valeu a pena esperar para em 2012 termos um Fórum renovado e ampliado para melhor acolher tudo o que de bom se faz neste concelho”, reforçou a autarca, salientado, ainda, a redução de custos conseguida nesta fase de obra.

“O valor final da adjudicação fica bastante abaixo dos cinco milhões e 830 mil euros previstos no caderno de encargos, o que representa, desde logo, uma importante economia de recursos para a Autarquia”, vincou a autarca.

A presidente da Câmara Municipal sublinhou, ainda, que a transferência deste processo da Liga dos Amigos do Fórum Municipal de Setúbal para a Câmara Municipal de Setúbal, “que candidatou a obra a fundos comunitários no âmbito do ReSet, permitiu aumentar”, substancialmente, a comparticipação do QREN no custo final da operação.

“Até ao fim de 2011 as despesas do Luisa Todi apresentadas à entidade gestora dos fundos comunitários serão comparticipadas a 65 por cento, o que significa que o valor da comparticipação final dependerá, muito, da velocidade com que a obra avance nesta primeira fase”, esclareceu a autarca, referindo que “da capacidade da ABB vai depender, certamente, a maior ou menor comparticipação comunitária nesta ação fundamental para Setúbal”.

O conjunto de intervenções programadas para o Fórum Municipal Luísa Todi, que dota este equipamento cultural das mais modernas condições de conforto para os espetadores e para a realização de iniciativas culturais, contemplam a ampliação da caixa de palco e do corpo de camarins e a criação de uma sala polivalente a construir por cima.

A remodelação integral do palco e o seu apetrechamento fazem também parte desta empreitada, que inclui a criação de um fosso de orquestra, o qual permitirá ao edifício acolher a realização de uma maior diversidade de espetáculos.

Na empreitada está ainda prevista a dotação do edifício com acessibilidades para pessoas com mobilidade reduzida, assim como a instalação da necessária compartimentação cortafogo e de acesso de meios de combate a sinistros.

Novos equipamentos de climatização, uma nova régie de som e luz e de cabines de tradução, o que será conseguido pela redução da tribuna, e um pequeno espaço destinado a crianças onde os pais podem deixar as crianças enquanto assistem a um espetáculo são outras ações programadas.

“A primeira mudança que os utentes da sala mais vão sentir será, porém, a mudança da entrada principal do edifício para o alçado poente, onde ficará situada a nova bilheteira e se instalará um elevador que garantirá o acesso do público ao balcão”, explicou Maria das Dores Meira.

No alçado nascente nascem duas escadas exteriores independentes para saída de emergência da sala polivalente e para acesso a zonas técnicas. Será também por este lado que se fará o acesso à nova sala polivalente por via de um elevador, onde existe também um pequeno espaço de restauração, que inclui uma grande janela virada a sul, que permite aproveitar a magnífica vista sobre o estuário do Sado e a península de Troia.

Outras obras

Antes da consignação das obras no Fórum Municipal Luísa Todi, a Câmara Municipal procedeu, ao final da manhã, ao lançamento da primeira pedra da segunda fase de uma intervenção urbanística a realizar em Vale de Cães, em Brejos de Azeitão, freguesia de S. Lourenço. 

“Trata-se de uma obra estruturante de requalificação, um investimento avultado [691 mil e 372,08 euros] que demonstra a importância desta intervenção na resolução de vários problemas que há largos anos afetavam esta área habitacional”, sublinhou Maria das Dores Meira. 

A empreitada, com um prazo previsto de execução de 18 meses, contempla a pavimentação de diversos arruamentos, a criação de lugares de estacionamento e intervenções ao nível de infraestruturas de água e saneamento.

“Depois desta obra de grande complexidade e relevância pouco fica a fazer nesta freguesia relativamente a este tipo de intervenções. É o princípio do fim dos grandes problemas que afetam estas populações”, ressaltou a presidente da Câmara Municipal de Setúbal.

O Dia de Bocage e da Cidade fica também marcado pela inauguração de uma obra que contemplou diversos arranjos exteriores na Praceta Interior à Avenida Avelar Brotero, na freguesia de Santa Maria da Graça.

“De um espaço descaracterizado fizemos um novo espaço de lazer para usufruto das populações”, referiu Maria das Dores Meira, lançando um repto aos munícipes. “É importante que ajudem a cuidar e preservar este espaço que é de todos.”

As intervenções neste local, uma empreitada no valor superior a 70 mil euros, incluíram a construção de novas acessibilidades, a definição de espaços verdes, pintura de muros, a criação de alguns locais de estacionamento e a pré-instalação do sistema de iluminação da rede pública, que, posteriormente, será finalizado pela EDP.

Neste local, por administração direta, ou seja, com recurso a meios técnicos e humanos da Autarquia, foram ainda instalados diversos impedimentos urbanos, nomeadamente pilaretes.

APOIOS

AMRS
Setúbal é um Mundo
Câmara Municipal de Setúbal. ©
Todos os direitos reservados

website concebido por dodesign