23 de Outubro de 2017
17º
max. 26º
min. 10º
notícias
iniciativas em destaque
festival 28 de Maio de 2014
Onde há FUMO há música

Noiserv e Linda Martini são destaques na quinta edição do FUMO – Festival Urbano de Música e Outras Coisas, a realizar entre 15 e 28 de junho, em equipamentos culturais de Setúbal.

Cinco dias, cinco espetáculos, cinco espaços. O FUMO, organizado numa parceira da Experimentáculo Associação Cultural com a Câmara Municipal de Setúbal, está de volta com um cartaz eclético, formado por estilos diferentes, capaz de cativar vários públicos.

Entre os regressos de Noiserv e Linda Martini e a estreia em palcos setubalenses dos Black Bombaim, de Barcelos, registo para a promoção e divulgação de vários projetos musicais de Setúbal, nomeadamente de Celina da Piedade, Tio Rex e Hell Hound, a par de Ash is a Robot.

Também o conjunto espanhol Trono de Sangre é debutante em atuações na cidade. Com a banda madrilena de punk/hardcore, que apresenta o primeiro álbum, “La mitad de lo que somos, la mitad de lo que creemos”, o Festival Urbano de Música e Outras Coisas recebe um toque internacional.

Na apresentação do programa do FUMO, no dia 28, de manhã, na Casa da Cultura, o vereador da Câmara Municipal de Setúbal Pedro Pina destacou a importância do festival ao afirmar que este “é uma referência no panorama da região” e que nos últimos anos tem “atraído público de vários locais”.

O vereador da Cultura, ao enaltecer a “identidade muito própria do evento, com uma oferta musical muito diversificada e de qualidade”, sublinhou a particularidade do FUMO ao realizar um périplo por vários espaços. “Faz todo o sentido apoiar um festival com estas características.”

A programação deste ano, sem cinema, até porque “há uma oferta regular na cidade nesta área”, mantém a aposta de um festival itinerante, com concertos em vários equipamentos culturais da cidade, uma forma de “continuar a promover os locais de valor histórico e patrimonial de Setúbal”, vincou Pedro Soares, da Experimentáculo.

O festival abre no dia 15 com Nobody’s Bizness, concerto agendado para as 17h00, na Casa da Cultura, com bilhetes a 3 euros. No dia 20, no Cinema Charlot – Auditório Municipal, a música começa às 21h30 com Tio Rex & Hell Hound Banjo Duel, que antecede o concerto de Noiserv. O espetáculo custa 10 euros.

Celina da Piedade apresenta o novo álbum no dia 21, às 21h30, no Museu do Trabalho Michel Giacometti, espetáculo com o custo de 5 euros. Black Bombaim, Ash is a Robot e Trono de Sangre atuam a 27, igualmente a partir das 21h30, no antigo do Quartel do 11, com bilhetes a 10 euros.

O FUMO termina no dia 28 com Linda Martini. “Turbo Lento”, o mais recente trabalho da banda lisboeta, é apresentado às 21h30, no Fórum Municipal Luísa Todi, num concerto que marca o regresso do quarteto a Setúbal. As entradas para o espetáculo custam 10 euros.

Novidade na edição deste ano do festival é a possibilidade de compra de um passe para todos os concertos, com um custo de 25 euros. Os bilhetes, à venda em breve, podem ser reservados através do sítio oficial do evento, em www.festivalfumo.tk ou através do contacto telefónico 964 724 671.

Com um orçamento idêntico à edição de 2013, no valor global de 15 mil euros, o FUMO apresenta um cartaz que deixa a organização orgulhosa. Após cinco anos consecutivos a organizar o festival, Pedro Soares faz um balanço positivo da iniciativa, que conta com o apoio financeiro e logístico da Autarquia.

“Acreditámos sempre neste projeto. Temos tido um aumento constante de público e o feedback que recebemos, tanto das pessoas como das próprias bandas, é muito bom”, realçou Pedro Soares, ao adiantar que, por edição, em estimativa, passam pelo FUMO duas a três mil pessoas.

APOIOS

AMRS
Setúbal é um Mundo
Câmara Municipal de Setúbal. ©
Todos os direitos reservados

website concebido por dodesign