16 de Dezembro de 2017
max. 12º
min. 5º
notícias
iniciativas em destaque
protocolo 24 de Maio de 2017
Parceria enriquece cultura

A ligação entre a Câmara Municipal de Setúbal e o Instituto Politécnico de Setúbal sai estreitada graças a um protocolo de colaboração, assinado no dia 24, de concretização de um programa de enriquecimento cultural da população.

O acordo, estabelecido em sessão que decorreu na Casa da Cultura, destina-se ao desenvolvimento do Projeto Gralha, de promoção de um ciclo de debates públicos de questões de natureza sociocultural, nas mais variadas vertentes, através de uma reflexão aberta sobre temáticas de interesse para a comunidade académica, extensível ao público em geral.

“Hoje formalizamos uma parceira para a realização de uma iniciativa comum que tem o objetivo, a curto, mas também a médio prazo, de enriquecer cultural, social e cientificamente os alunos e professores do IPS e todos os setubalenses, aproximando ainda mais o IPS do concelho e Setúbal do seu Politécnico”, reforçou a presidente da Câmara Municipal de Setúbal, Maria das Dores Meira, após a assinatura do documento.

O acordo estabelecido traz vantagens para o Instituto Politécnico de Setúbal, de acordo com o presidente da instituição de ensino, Pedro Dominguinhos. “É crucial para nós e um desafio para ambos, na medida em que temos de encontrar outros projetos que tragam mais estudantes para o centro da cidade.”

O Projeto Gralha consiste num programa de encontros de formato variável, que integra sessões de reflexão e debate sobre temáticas de natureza cultural, de participação gratuita e abertas a toda a população.

O encontro desta manhã na Casa da Cultura serviu igualmente de mote para o início do ciclo de oito encontros, designado de “O Resto, O Sobrante…”, que decorrem em 2017 e 2018, quatro em cada ano.

Cada reflexão promove o debate de um tema específico e conta com participação de personalidades de reconhecido mérito da área respetiva.

A primeira conferência está prevista para dia 7 de junho, no auditório da Biblioteca Pública Municipal de Setúbal, às 17h30. Sob o tema “O Resto, O Sobrante… da Humanidade”, o painel conta com a presença do sociólogo Paulo Pedroso, do economista Rogério Roque Amaro e de Rui Marques, coordenador da Plataforma de Apoio aos Refugiados. A conversa é moderada por Manuel Augusto Araújo, da Câmara Municipal de Setúbal.

O ciclo prossegue a 20 de setembro, com a temática artística em debate no encontro “O Resto, O Sobrante… da Arte – as aparas do processo criativo”, a realizar no Bairro da Bela Vista.

O último encontro de 2017, dia 15 de dezembro, no Cinema Charlot – Auditório Municipal, é dedicado à economia, com “O Resto, O Sobrante… do Orçamento”.

Em 2018 estão programados mais quatro encontros, em torno das ciências e filosofia, da temática das palavras e do jornalismo, do ambiente e do papel das cidades atuais. 

Todas as atividades são desenvolvidas em estreita colaboração entre a Câmara Municipal e o Instituto Politécnico de Setúbal, sendo que a autarquia contribui, igualmente, com um apoio financeiro para pagamento de despesas associadas à organização dos encontros, cujo valor ascende a 3600 euros.

O protocolo assinado pode ser renovado, tendo em conta a avaliação a ser feita pelas duas entidades no final da série de encontros do Projeto Gralha, em setembro de 2018.

No seguimento da cerimónia de assinatura do protocolo, foi inaugurada, ao final da manhã, no átrio da Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Setúbal, uma exposição de fotografia da autoria de José Bandeira, que fica patente até 24 de junho. 

APOIOS

AMRS
Setúbal é um Mundo
Câmara Municipal de Setúbal. ©
Todos os direitos reservados

website concebido por dodesign