21 de Outubro de 2017
17º
max. 21º
min. 13º
notícias
iniciativas em destaque
protocolo 09 de Março de 2017
Parceria leva saúde ao bairro

O projeto Saúde no Bairro, desenvolvido em Setúbal no âmbito do programa municipal Nosso Bairro, Nossa Cidade, foi formalizado no dia 8 através da assinatura de um protocolo entre as cinco entidades parceiras.

O trabalho em conjunto entre a Câmara Municipal de Setúbal, o Agrupamento de Centros de Saúde da Arrábida, a delegação local da Cruz Vermelha Portuguesa, a Escola Superior de Saúde do Instituto Politécnico de Setúbal e a Junta de Freguesia de S. Sebastião com os moradores dos bairros abrangidos pelo Nosso Bairro, Nossa Cidade (NBNC) deu origem ao projeto Saúde no Bairro.

Tudo começou, lembra a presidente da Câmara Municipal de Setúbal, Maria das Dores Meira, no 3.º Encontro de Moradores Nosso Bairro, Nossa Cidade, que envolve o território da Bela Vista, Alameda das Palmeiras, Forte da Bela Vista, Quinta de Santo António e Manteigadas, realizado em novembro de 2015, quando “foi destacada a necessidade de haver atendimento de proximidade e formação na área da saúde”.

Na altura, decidiu-se realizar um encontro sobre o tema da saúde, que decorreu a 21 de fevereiro de 2016, no qual os moradores apresentaram necessidades, que dizem respeito, sobretudo, ao controlo da tensão arterial e do colesterol, apoio a pessoas com dependências e higiene.

Através de um trabalho de parceria entre aquelas instituições referidas e os moradores, foi implementado um plano de ação no âmbito do qual têm vindo a ser desenvolvidas iniciativas que “já envolveram 811 participações, o que evidencia com clareza o interesse que o tema da saúde desperta e, claro, o empenho dos moradores na melhoria das suas vidas”.

Uma atividade sobre a diabetes, realizada no Dia Mundial da Saúde, a 7 de abril de 2016, atendimentos semanais em cada bairro por um profissional de saúde, uma formação de suporte básico de vida, um encontro sobre alimentação saudável, com jogos didáticos, atividades físicas e animação, a 16 de outubro, e um concurso de receitas saudáveis são ações já desenvolvidas no âmbito do projeto Saúde no Bairro.

Este trabalho realizado com a participação ativa dos moradores foi formalizado dia 8 com a assinatura de um protocolo entre a Câmara Municipal de Setúbal, o Agrupamento de Centros de Saúde da Arrábida, a delegação local da Cruz Vermelha Portuguesa, a Escola Superior de Saúde do Instituto Politécnico de Setúbal e a Junta de Freguesia de S. Sebastião.

O acordo formaliza o projeto Saúde no Bairro e a união daquelas entidades “em torno do objetivo comum de promover ações de promoção da saúde e prevenção da doença, que vão ao encontro das necessidades sentidas e expressas pelos moradores dos bairros abrangidos, envolvendo-os na definição da estratégia a seguir”, sublinha Maria das Dores Meira.

A autarca acredita que desta forma se proporciona a “autonomia e corresponsabilização” dos moradores no processo de autogestão da sua saúde, “capacitando-os simultaneamente para uma intervenção comunitária mais efetiva na promoção da saúde coletiva” através da identificação de agentes locais de saúde voluntários.

“É uma meta que, perante o empenhamento que temos visto na Bela Vista nos últimos anos, estamos convencidos que será possível alcançar.”

Para o presidente da Junta de Freguesia de São Sebastião, Nuno Costa, o projeto Saúde no Bairro demonstra a concretização de “algo que, normalmente, é muito difícil acontecer, pois nem sempre as instituições estão disponíveis para trabalhar em conjunto”.

O autarca garante que a freguesia de São Sebastião “estará sempre disponível para integrar parcerias em prol dos interesses da população”.

Também o presidente da delegação de Setúbal da Cruz Vermelha Portuguesa, Duarte Machado, e o vice-presidente da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo, Luís Pisco, frisam a importância do “verdadeiro trabalho de parceria” que tem vindo a ser desenvolvido com os moradores.

“Esta colaboração é um exemplo extraordinário do que deve ser feito. É um orgulho para nós participar”, congratula-se Luís Pisco.

Outro parceiro do projeto Saúde no Bairro é o Instituto Politécnico de Setúbal (IPS), representado pelo presidente Pedro Dominguinhos, para quem “o acesso à saúde é um sinal de democracia plena, tal como o acesso ao conhecimento”.

O responsável sublinha que “é com grande alegria” que o IPS se associa a este projeto, no “cumprimento da missão de devolver à sociedade o que dela recebe”.

O projeto Saúde no Bairro já tem ações definidas para as próximas semanas, nomeadamente no âmbito da formação.

A 14 de março, realiza-se uma ação que apela à importância de vigiar a tensão arterial e ensina a fazer a avaliação da mesma. A iniciativa decorre no espaço Nosso Bairro, Nossa Cidade, na Bela Vista, entre as 09h30 e as 16h30, com a participação de vinte moradores.

A 21 de março decorre uma ação semelhante, centrada na prevenção da diabetes, nos mesmos local e horário.

Nos dias 15, 22 e 29 de março e 5 de abril, entre as 09h30 e as 16h30, a Escola Superior de Saúde do IPS acolhe ações teóricas e práticas para cuidadores informais, e a 23 de março, 6 e 20 de abril, entre as 14h30 e as 17h30, realizam-se workshops de cozinha saudável no espaço da Cruz Vermelha Portuguesa.

Está ainda prevista a realização de uma ação de sensibilização sobre o tema da depressão, a realizar no Dia Mundial da Saúde, 7 de abril.

O projeto Saúde no Bairro integra o programa Nosso Bairro, Nossa Cidade, lançado em 2012 pela Câmara Municipal de Setúbal, que dinamiza, com o envolvimento direto dos moradores, um conjunto de ações e iniciativas de melhoria do território e de aumento da qualidade de vida das populações.

ferramentas
notícias relacionadas
mais recentes
+ lidas
APOIOS

AMRS
Setúbal é um Mundo
Câmara Municipal de Setúbal. ©
Todos os direitos reservados

website concebido por dodesign