15 de Dezembro de 2017
14º
max. 16º
min. 8º
notícias
iniciativas em destaque
turismo 25 de Agosto de 2014
Passeio à descoberta de encantos

A beleza da Arrábida, os sabores vínicos da região e a atividade azulejar são tesouros da região partilhados no circuito “Setúbal Open Bus Tour”, passeio turístico em autocarro a decorrer todos os sábados, até 27 de setembro.

De Setúbal a Azeitão, entre o urbano e o rural, a viagem turística de perto de quatro horas proporciona momentos únicos de contemplação. Se a atividade vitivinícola e o fabrico artesanal do azulejo impressionam, as maravilhas naturais da região com o verde da Arrábida e o azul do Sado deslumbram.

A descoberta dos encantos da região começa bem cedo, a partir da Avenida Luísa Todi. Os primeiros passageiros entram no autocarro com vista panorâmica na zona defronte do Esperança Centro Hotel às 09h00 e, 15 minutos depois, um novo grupo sobe na paragem da Casa da Baía.

Segue-se Azeitão. Antes, tempo para uma breve passagem pelo centro da cidade para conhecer algum património, como a Galeria Municipal do Banco de Portugal, o renovado Quartel de Infantaria 11 e o Convento de Jesus, atualmente em reabilitação numa iniciativa camarária.

O caminho para a primeira visita do passeio turístico promovido pela empresa TakingUThere, com as parcerias da Câmara Municipal de Setúbal e da transportadora TST, oferece um primeiro contacto com a paisagem rural da região, com destaque para quintas dedicadas à atividade vitivinícola.

Uma das vinhas da empresa José Maria da Fonseca é uma das primeiras a saltar à vista, com uma ampla produção já à espera da próxima que se aproxima a passos largos. Um pouco mais à frente, surge a Quinta de Alcube, uma exploração mais pequena, mas igualmente relevante para este setor na região.

A chegada ao Alto das Necessidades motiva um breve interregno. A vista sobre o vale, num cenário que inclui pequenas explorações agrícolas, antigos moinhos e uma capela, centra as atenções dos turistas, que aproveitam o momento para a captura de um instantâneo.

A viagem prossegue até Vila Nogueira de Azeitão, a primeira paragem planeada do passeio. Na Praça da República, ou “Rossio” como é conhecida, descobre-se o Palácio dos Duques de Aveiro, um edifício imponente do Renascimento Clássico, que proporciona a primeira resenha histórica da manhã.

Poucos minutos a pé separam o “Rossio” das Caves José Maria da Fonseca, um dos locais escolhidos para uma visita mais demorada. Pelo meio, surge a Fonte dos Pasmados, com origem em 1787, com elementos decorativos esculpidos em mármore e na qual consta o escudo real de D. Maria I.

O entusiasmo aumenta com a chegada às Caves José Maria da Fonseca. Um pequeno compasso de espera na sala de visitas, que também é loja, e de seguida para a sala-museu, para saber um pouco dos quase dois séculos de história da família e da sua atividade na região.

Antes da passagem aos jardins e às adegas dos Teares Novos, onde estagia, entre outros, o vinho Periquita, e dos Teares Velhos, onde repousam os mais antigos moscatéis de Setúbal, passagem pela experiência “Torna Viagem”, um dos mais emblemáticos da empresa.

A despedida das Caves José Maria da Fonseca é feita com um brinde, numa prova de um vinho branco/tinto e um moscatel. Antes do regresso ao autocarro para a próxima visita, há a possibilidade de adquirir produtos disponíveis na loja ou de provar as tortas de Azeitão disponíveis no comércio local.

A fábrica Azulejos de Azeitão é o destino que se segue. No coração de Vila Fresca, há uma empresa que perpetua uma arte que continua a ser muito procurada nos tempos atuais. O método artesanal mantém vivas técnicas de outros tempos, muito apreciadas, sobretudo, por clientes internacionais.

Naquela oficina, cerca de uma dezena de artesãos trabalha na produção da azulejaria tradicional. São utilizadas as técnicas da Majólica, de Aresta e de Corda Seca para produzir os azulejos e os processos de pintura dos séculos XV ao XIX para reproduzir desenhos de vários recantos do mundo.

A preparação e moldagem do barro, o recorte das peças e as formas de reprodução e pintura de desenhos demonstram a dificuldade da profissão, dureza recompensada com os resultados finais expostos numa galeria/loja com azulejos para todos os gostos, incluindo alguns mais raros, só para mostra, com cerca de 500 anos.

O regresso a Setúbal é feito pelo Parque Natural da Arrábida. A perder de vista, o imenso verde da Arrábida só tem rival no extenso areal das praias banhado pelo oceano e rio Sado, pela deslumbrante baía de Setúbal, considerada uma das mais belas do mundo.

O “Setúbal Open Bus Tour”, projeto reativado este verão com um renovado figurino e parcerias, funciona como “um complemento ao variado leque de ofertas turísticas disponíveis na região”, salientou a técnica municipal da área do turismo, Ana Gomes.

A natureza, os vinhos e o património cultural “são eixos estratégicos da promoção turística dinamizada pela Câmara Municipal de Setúbal destacados neste passeio” com visitas às Caves José Maria da Fonseca, à fábrica Azulejos de Azeitão e à Arrábida, reforçou Ana Gomes.

A técnica municipal adiantou, igualmente, que o “Setúbal Open Bus Tour”, com capacidade para um total de 42 passeiros por viagem, “tem tido, até ao momento, uma procura muito satisfatória”, tendo registado, na viagem inaugural, a 16 de agosto, uma lotação praticamente esgotada.

O passeio turístico em autocarro com vista panorâmica junta-se a uma panóplia de iniciativas que a Câmara Municipal dinamiza regularmente, ao longo do ano, nomeadamente com festivais gastronómicos, eventos vínicos, passeios de barco ao pôr do sol e uma feira de observação de aves, no âmbito do turismo de natureza.

“Pelas características do território, do património e da própria identidade, Setúbal tem potencial para promover, durante todo o ano, vários pacotes turísticos e para diversos públicos”, destacou a técnica municipal, ao adiantar que o objetivo é “quebrar a sazonalidade” do turismo na região.

O “Setúbal Open Bus Tour”, com um percurso de 41 quilómetros, foi iniciado a 16 de agosto, A iniciativa, a decorrer todos os sábados até 27 de setembro, tem partida às 09h00 no Esperança Centro Hotel e paragem de seguida junto da Casa da Baía para recolha de mais passageiros, às 09h15.

A viagem turística tem um custo de 20 euros para adultos e 10 para crianças e jovens dos 2 aos 16 anos. Os bilhetes devem ser adquiridos antecipadamente no Esperança Centro Hotel ou reservados na Casa da Baía, local onde é possível obter informações adicionais (telefone: 265 545 010).

APOIOS

AMRS
Setúbal é um Mundo
Câmara Municipal de Setúbal. ©
Todos os direitos reservados

website concebido por dodesign