24 de Outubro de 2017
15º
max. 26º
min. 11º
notícias
iniciativas em destaque
reunião 22 de Janeiro de 2014
Patrulheiros vigiam espaço público

A Câmara Municipal de Setúbal aprovou no dia 22, em reunião pública ordinária, a celebração de um protocolo para prosseguimento do projeto de vigilância de espaços públicos por patrulheiros com recurso a cidadãos reformados.

O acordo, a assinar com a União das Freguesias de Setúbal e a Associação Centro de Bem-Estar Social dos Reformados e Idosos de Setúbal, estabelece que a Autarquia atribui um apoio financeiro de 85.800 euros com vista à garantia do trabalho dos patrulheiros pelo período de 12 meses.

O protocolo destina-se à “vigilância e sensibilização de utilização de equipamentos e espaços verdes, por parte dos patrulheiros, contribuindo assim para a promoção de uma correta utilização dos mesmos”.

A deliberação camarária aponta a “experiência de gestão positiva” deste projeto, desenvolvido há quatro anos, e a “elevada frequência de utentes nos espaços em questão”, como a Avenida Luísa Todi e o Parque Urbano de Albarquel, “em especial nos dias úteis ao final da tarde e durante o fim de semana” como fatores que fundamentam a decisão.

O renovar desta colaboração é ainda necessário devido à reorganização das freguesias, uma vez que, anteriormente, os acordos envolviam a Junta de Nossa Senhora da Anunciada, entretanto extinta e integrada na União das Freguesias de Setúbal, signatária do novo protocolo.

Ao abrigo deste projeto, cabe à Câmara Municipal disponibilizar aos patrulheiros um colete sinalizador, um cartão identificativo, telemóvel de serviço e demais apoio logístico que seja necessário, bem como promover ações de formação, garantir seguro de acidentes pessoais e comparticipar com um subsídio anual, em mensalidades, correspondente ao valor simbólico de 2,60 euros por hora.

O protocolo entra em vigor no primeiro dia útil a seguir à data da assinatura e tem a validade de um ano, podendo ser renovado sucessivamente por iguais períodos. A celebração deste acordo põe termo aos dois protocolos congéneres anteriores estabelecidos com a mesma finalidade.

Pesar por Manuel Salazar

Na mesma reunião pública, a Câmara Municipal de Setúbal assinalou a importância de Manuel Salazar, falecido no dia 22 aos 69 anos, enquanto advogado e defensor de causas cívicas.

Um voto de pesar refere que Manuel Salazar foi um “ilustre advogado” de Setúbal, tendo desempenhado funções de jurista e notário privativo na Câmara Municipal.

Manuel Salazar, natural de Mirandela, teve, em Setúbal, a par da atividade profissional de advogado, uma forte ligação ao movimento associativo e a causas cívicas.

Um dos fundadores da Universidade Popular de Setúbal e dirigente do Grupo Desportivo da Fonte Nova, “esteve profundamente envolvido no Grupo de Cidadãos pela Arrábida na contestação à coincineração de resíduos industriais perigosos em instalações fabris situadas em pleno parque natural”, sublinha o texto.

A Câmara Municipal de Setúbal manifesta profundo pesar pela morte de Manuel Salazar e endereça sentidos pêsames à família enlutada.

APOIOS

AMRS
Setúbal é um Mundo
Câmara Municipal de Setúbal. ©
Todos os direitos reservados

website concebido por dodesign