13 de Dezembro de 2017
10º
max. 12º
min. 4º
notícias
iniciativas em destaque
exposição 03 de Março de 2017
Pintura feminina com traços sadinos

A homenagem às pintoras de Setúbal no mês em que se assinala o Dia Internacional da Mulher é o objetivo da exposição “Pintura no Feminino”, inaugurada dia 3, na Biblioteca Pública Municipal.

A iniciativa, organizada pela Uniseti – Universidade Sénior de Setúbal, em parceria com a Câmara Municipal, nasceu de uma conversa entre o historiador Quaresma Rosa e o vereador da Cultura, Pedro Pina, durante um encontro que decorreu há cerca de um ano, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, de homenagem ao pintor Luciano Santos.

“Março é o mês de nascimento de diversos pintores setubalenses e comentei que seria interessante celebrar o mês do pintor em Setúbal. O senhor vereador perguntou: ‘E porque não o mês da pintora?.’ Hoje, concretizamos este desafio recíproco”, explicou, perante uma sala cheia, no auditório da Biblioteca Pública Municipal, o historiador Quaresma Rosa, da direção da Uniseti.

Pedro Pina lembrou também o momento em que lançou o desafio a Quaresma Rosa com o objetivo de dar espaço às mulheres criadoras e artistas de Setúbal. “Na altura, não sabia bem o caminho que aquela conversa iria tomar, mas hoje deparo-me com uma exposição extraordinária e marcante. Estamos todos de parabéns.”

A mostra é composta por mais de duas dezenas de quadros de coleções privadas, da autoria de pintoras que residem ou já residiram em Setúbal, nomeadamente Catarina Viegas Reininho, Dília Fraguito Samarth, Helena Maria, Laurinda Silvério, Paula Tavares, Paulina Pimentel Vasconcelos, Lurdes Pólvora da Cruz, Laurinda Garradas, Lenny-Nartan e Olívia Fletcher, estas últimas três já falecidas.

“É com muita honra que homenageamos todas estas pintoras para celebrarmos o Dia Internacional da Mulher”, sublinhou o presidente da direção da Uniseti, Arlindo Mota.

Dília Fraguito, Helena Maria, Laurinda Silvério, Paula Tavares, Paulina Pimentel Vasconcelos e Pólvora da Cruz marcaram presença na inauguração, sendo que Catarina Viegas, a mais nova das pintoras com trabalhos expostos na biblioteca, não pôde estar presente por motivos profissionais.

As artistas fizeram uma visita guiada pelas suas pinturas e explicaram as inspirações, influências e técnicas utilizadas.

Paula Tavares tem expostos quatro trabalhos de colagens, “relacionados com estruturas arquitetónicas e de natureza”, com base em fotografias que tira previamente.

Quanto a Paulina Pimentel Vasconcelos, professora reformada, tem em exposição trabalhos de aguarelas inspirados em paisagens setubalenses e açorianas, onde tem algumas raízes familiares. 

Dília Fraguito Samarth apresenta dois quadros inspirados em massacres e atentados aos direitos humanos, enquanto Helena Maria inspirou-se no património arquitetónico para pintar janelas de edifícios em Setúbal e noutros locais.

Já Laurinda Silvério fez interpretações dos arrozais de Alcácer do Sal, em óleos sobre papel, e Lurdes Pólvora da Cruz apresenta transparências e veladuras, em tela e acrílico, técnicas que a fascinam por darem “oportunidade para sonhar e liberdade de interpretações”.

No âmbito desta exposição realiza-se no dia 17, pelas 15h00, no auditório da biblioteca, uma palestra conduzida por Anita Vilar, intitulada “De musas e modelos a artistas”.

“Pintura no Feminino” pode ser visitada até 31 de março, na Biblioteca Pública Municipal de Setúbal, de segunda a sexta-feira das 09h00 às 19h00 e aos sábados das 14h00 às 19h00.

APOIOS

AMRS
Setúbal é um Mundo
Câmara Municipal de Setúbal. ©
Todos os direitos reservados

website concebido por dodesign