15 de Dezembro de 2017
max. 16º
min. 8º
notícias
iniciativas em destaque
recital 14 de Março de 2016
Poesia de Bocage ao som da guitarra

Luísa Amaro e Vítor de Sousa passaram, no dia 11, à noite, pelo Salão Nobre dos Paços do Concelho, onde interpretaram poemas de Bocage, espetáculo no âmbito das comemorações dos 250 anos do nascimento do poeta setubalense.

“Autorretrato”, “Devaneios a Oriente” e “Oh Retrato da Morte, Oh Noite Amiga” foram alguns dos poemas que a intérprete de guitarra portuguesa, Luísa Amaro, e o ator Vítor de Sousa apresentaram, num recital que durou cerca de uma hora.
 
Mais de sessenta pessoas assistiram a “Poemas e uma Guitarra”, que contou ainda com poesia de Sebastião da Gama, Eugénio de Andrade, Miguel Torga, Almada Negreiros, António Gedeão, Manuel Alegre, Pedro Homem de Melo, Rita Olivais, Carlos Queiroz, Alda Lara e Rosa Lobato Faria.
 
Discípula e companheira de Carlos Paredes, Luísa Amaro foi a primeira mulher a gravar um disco de guitarra portuguesa. Em 2014, editou o álbum “Argvs”, inspirado no imaginário grego e na Odisseia de Homero.
 
Vítor de Sousa terminou o Curso de Teatro, variante de Formação de Atores, na Escola de Teatro do Conservatório Nacional, em 1667. A  estreia como ator ocorreu em 1965. Integrou o Teatro Estúdio de Lisboa, onde foi dirigido por Luzia Maria Martins, em peças como “Thomas More”, de Robert Bolt, e “A Rabeca”, de Prista Monteiro.
 
Nos últimos anos deu-se a conhecer, sobretudo, em telenovelas, mas a atividade de Vítor de Sousa estendeu-se também à rádio.
 
ferramentas
notícias relacionadas
mais recentes
+ lidas
APOIOS

AMRS
Setúbal é um Mundo
Câmara Municipal de Setúbal. ©
Todos os direitos reservados

website concebido por dodesign