16 de Dezembro de 2017
max. 12º
min. 5º
notícias
iniciativas em destaque
bocage 07 de Setembro de 2015
Programa celebra 250 anos de Bocage

Os 250 anos do nascimento de Bocage são assinalados em Setúbal com um programa comemorativo que, ao longo de um ano, até setembro de 2016, promove a realização de vários eventos culturais.

“Para cumprirmos este dever de manter o poeta nas nossas memórias baseámo-nos numa simples ideia: Bocage é da cidade e de quem a habita”, sublinhou a presidente da Câmara Municipal de Setúbal na apresentação oficial do programa, realizada no dia 7, na Casa Bocage.

Com o programa arquitetado pela Autarquia e uma Comissão Científica, Maria das Dores Meira espera que “a cidade, os setubalenses e todos os que fazem de Setúbal a sua terra se apropriem do poeta, que o sintam como seu”.

As Comemorações dos 250 Anos do Nascimento de Bocage, que incluem, por exemplo, concertos, exposições, apresentações de obras literárias e peças de teatro, procuram também, acrescentou, “internacionalizar mais Elmano Sadino”, além de “trazer Bocage para o século XXI”.

A autarca sublinhou que o vasto programa comemorativo, responsável “por um ano de intenso espírito bocagiano”, apresenta como notas dominantes a opção pelo espaço público e a diversidade de linguagens estéticas e artísticas, pensadas para diferentes públicos, sem esquecer a aproximação da comunidade educativa ao legado literário e à biografia do poeta.

“Queremos que as escolas, coletividades e movimento associativo participem ativamente nestas comemorações”, frisou Maria das Dores Meira.

O vereador da Cultura, Pedro Pina, acrescentou, em jeito de brincadeira, que “as comemorações dos 250 anos do nascimento vão acabar por ter 250 iniciativas”, a julgar, rematou, pela adesão já demonstrada pela comunidade educativa, pois “só neste grupo, para o qual estão pensadas dezenas de atividades, está uma ínfima parte de todo o programa comemorativo”.

Embora o programa já tenha apresentado duas iniciativas no início deste mês, a abertura oficial está prevista para o 15 de Setembro, Dia de Bocage e da Cidade, data que inclui várias outras atividades, com um concerto inaugural, às 21h30, no Fórum Municipal ,liísa Todi, a cargo da Orquestra do Norte, conduzida pelo maestro José Ferreira Lobo e com a participação dos solistas Cristiana Oliveira, Liliana de Sousa e Rui Silva.

O investigador Daniel Pires, presidente da direção do Centro de Estudos Bocageanos e membro da comissão científica das comemorações, adiantou que o programa está a ultrapassar largamente o território do concelho do Setúbal.

“Há 25 instituições de todo o País que já aderiram a estas comemorações”, salientou, realçando os contributos de entidades como a Biblioteca Nacional, que, por exemplo, vai editar a obra de Bocage em braile, a Torre do Tombo, o Instituto Camões e o Centro de Estudos Judiciários, que descerrará uma lápide em honra do poeta.

Daniel Pires adiantou igualmente que há vários contactos com instituições, em particular universidades, para a realização de eventos em países como Itália, França, Inglaterra e Brasil, sendo quase certa a organização de colóquios e conferências sobre Bocage nalguns deles.

Em relação à programação completa das comemorações, Maria das Dores Meira, “não desprezando nenhuma das outras iniciativas”, destacou ainda a mostra documental “Nos 250 Anos de Manuel Maria Barbosa du Bocage”, a apresentar no Arquivo Nacional Torre do Tombo, em Lisboa, e o lançamento do livro “Bocage – A Imagem e o Verbo”, de Daniel Pires, um dos mais proeminentes investigadores do poeta.

A autarca salientou igualmente as Tertúlias Poéticas, nas quais se lerão escritos de Bocage, a exposição “Da Inquietude à Transgressão: eis Bocage…”, comissariada por Daniel Pires e a apresentar na Biblioteca Nacional, em Lisboa, e a Noite Bocagiana, que promove apontamentos culturais na Baixa da cidade, com os comerciantes também a participar, decorando as montras mediante o tema das comemorações.

Maria das Dores Meira realçou, ainda, o Concurso de Artes Plásticas Bocage, para dinamizar o meio artístico local e nacional em torno da figura e obra do poeta.

Caso sejam apresentadas obras de reconhecida qualidade no decurso do concurso, a presidente da Câmara Municipal revelou que a Autarquia pondera a possibilidade de as transformar posteriormente em arte urbana.

Outros eventos da programação sublinhados pela autarca foram a exposição “Bocage Malcriado”, com pinturas e desenhos de Manuel João Vieira, o 1.º Congresso Internacional Bocage e, já no último dia das comemorações, a inauguração da nova exposição permanente da Casa Bocage.

Maria das Dores Meira afirmou que, uma vez que o programa não está fechado, é complexo apresentar um orçamento total para o mesmo, mas acrescentou que, só da parte da Autarquia, é esperado um investimento de cerca de 200 mil euros, sendo que esse valor não inclui os contributos de mecenas e outras instituições parceiras do projeto.

ferramentas
notícias relacionadas
mais recentes
+ lidas
APOIOS

AMRS
Setúbal é um Mundo
Câmara Municipal de Setúbal. ©
Todos os direitos reservados

website concebido por dodesign