11 de Dezembro de 2017
10º
max. 16º
min. 7º
notícias
iniciativas em destaque
mercado 26 de Outubro de 2012
Projeto restaura património azulejar

O património azulejar patente no Mercado do Livramento, incluindo o painel destruído aquando da derrocada de uma parede durante as obras de beneficiação do equipamento, está a ser totalmente recuperado numa delicada operação de restauro com conclusão prevista para dezembro.

A intervenção é promovida pela Câmara Municipal de Setúbal com o apoio da Fundação Buehler-Brockhaus, entidade que financia os encargos da intervenção que está a ser executada nas instalações do Museu de Setúbal pela empresa Esgrafito Mural, apoiada por técnicos municipais.

A importância desta obra “para a cidade e para a população” foi destacada pela presidente da Autarquia, Maria das Dores Meira, no dia 26, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, na assinatura de um aditamento ao protocolo de colaboração existente entre a Câmara Municipal de Setúbal e a Fundação Buehler-Brockhaus.

“Esta operação, de grande significado para Setúbal, permite recuperar um pedaço importante da memória coletiva setubalense e do Mercado do Livramento, espaço de vivências, de comércio e de cultura”, sublinhou a autarca.

A alteração ao protocolo com a Fundação Buehler-Brockhaus surge na sequência de um pedido de comparticipação do Município para a realização de trabalhos de recuperação do painel de azulejos que existia na parede interior, no topo sul, do edifício do Mercado do Livramento.

A intervenção, comparticipada pela Fundação no montante de 58.739 euros, inclui também a execução de operações de restauro de dois painéis de azulejos instalados nas entradas norte do imóvel.

Para a realização da obra, com o pagamento a ser efetuado em três prestações no valor de 19.579,66 euros, a Fundação Buehler-Brockhaus comparticipa ainda, até ao montante de mil euros, outras despesas inerentes à colocação dos azulejos que venham a ser necessárias no decorrer da intervenção.

Maria das Dores Meira enalteceu a ajuda prestada pela Fundação na recuperação do património azulejar do Mercado do Livramento, ação com um “particular significado” para Hans-Peter Buehler e Marion Brockhaus, e no enriquecimento cultural da cidade, com a doação de outras obras de arte. “É um exemplo notável de amor pela história de Setúbal.”

O apoio prestado pela Fundação não se resume à simples recuperação do património azulejar. “É um verdadeiro desejo ver renascer os incomparáveis painéis de azulejos do Mercado do Livramento”, vincou Marion Brockhaus.

A “profunda ligação a esta forma [painéis de azulejos] de expressão artística vem de há muitos anos atrás”, explicou Marion Brockhaus, reforçando que “Setúbal é uma cidade com várias obras ricas em painéis de azulejos”.

O mesmo sentimento foi partilhado por Hans-Peter Buehler. “Ficámos apaixonados pelos magníficos painéis desde o primeiro momento, na nossa primeira visita ao Mercado do Livramento, em 2004, quando chegámos a Setúbal.”

O “aspeto imponente do painel e as tradicionais cenas de Setúbal retratadas nos azulejos” cativaram fortemente Hans-Peter Buehler, que não hesitou na decisão de “fazer reaparecer” os painéis azulejos. “É uma honra”, frisou.

O painel de azulejos neobarroco azul e branco em recuperação, com várias representações de atividades agrícolas e comerciais, bem como uma vista de Setúbal no século XX, contém aproximadamente 5700 peças, numa área total de 117 metros quadrados.

Após a execução dos trabalhos, o painel será resposto, igualmente na parede sul do interior do Mercado do Livramento, numa estrutura com 1,5 centímetros de profundidade.

Os dois painéis patentes nas entradas norte do espaço comercial, peças do século XX em estilo neobarroco, policromos, representando uma área total de 90 metros quadrados, são também alvo de trabalhos de restauro e conservação.

No seguimento desta comparticipação, a Câmara Municipal de Setúbal compromete-se a colocar em cada painel uma menção alusiva ao apoio mecenático prestado para a execução da obra. No painel do topo sul vai também constar uma homenagem aos cinco trabalhadores falecidos aquando da derrocada da parede do edifício.

O aditamento ao protocolo estabelece que, na “possibilidade de o Município poder vir a ser ressarcido de alguns danos provocados nos painéis por parte da companhia seguradora, está obrigado a restituir à Fundação a quantia atribuída àqueles danos”.

O protocolo celebrado entre a Câmara Municipal de Setúbal e a Fundação Buehler-Brockhaus, vigente deste 16 de março de 2011, já permitiu beneficiar a cidade com outras obras de arte, como as esculturas evocativas de várias profissões instaladas no Mercado do Livramento.

A fundação apoiou também financeiramente a requalificação urbanística na zona ribeirinha da cidade, na Rua da Saúde, numa área defronte da Doca dos Pescadores, e, mais recentemente, uma intervenção escultórica no âmbito da modernização do Fórum Municipal Luísa Todi.

APOIOS

AMRS
Setúbal é um Mundo
Câmara Municipal de Setúbal. ©
Todos os direitos reservados

website concebido por dodesign