24 de Outubro de 2017
15º
max. 26º
min. 11º
notícias
iniciativas em destaque
Debate 18 de Novembro de 2011
Projetos anunciados para S. Julião

Um conjunto de novos investimentos para S. Julião foi apresentado pelo Executivo municipal aos moradores desta freguesia, num encontro realizado dia 17 no âmbito do projeto “Ouvir a População, Construir o Futuro”.

Na segunda de duas reuniões nesta freguesia urbana, que decorreu na EB 2,3 de Bocage, vereadores da Câmara Municipal de Setúbal e o presidente da Junta de S. Julião apontaram soluções para as necessidades desta área, esclarecendo os munícipes, que participaram ativamente no encontro.

“Estamos aqui para dar conta dos resultados das visitas realizadas a esta freguesia, que proporcionaram a oportunidade de verificar no terrenos as necessidades reais da população”, sublinhou a presidente da Autarquia, Maria das Dores Meira, adiantando algumas intervenções já realizadas e futuros investimentos.

Para a Rua Ocidental do Mercado, junto do Mercado do Livramento, a Autarquia tem programado o reperfilamento total da via, assim como a criação de mais estacionamento. A obra, em fase de estudo, tem execução prevista para o primeiro semestre de 2012.

O estacionamento abusivo na Rua Trabalhadores do Mar, que dificulta a entrada e saída de crianças de um jardim de infância, também mereceu a atenção da Câmara Municipal, que já tem pronto um estudo de obra para solucionar o problema. A intervenção é realizada, previsivelmente, no biénio 2012/2013.

Relativamente à ciclovia na placa central da Avenida Luísa, o Executivo municipal informou que a Sociedade Setúbal Polis já notificou o consórcio para proceder à reparação, no âmbito da garantia da empreitada, tendo sido executado um troço experimental no lado sul. Contudo, a Câmara Municipal emitiu um parecer para a reparação integral do piso, não aceitando consertos pontuais.

Foram também anunciadas intervenções relacionadas com a reorganização do estacionamento para a Praceta dos Arcos, assim como operações de pavimentação e colocação de uma caleira de árvore, todas previstas para o biénio 2012/2013. Para esta zona, foi já feito um pedido de reforço da iluminação pública à EDP e procedeu-se ao asfaltamento de áreas com o piso danificado.

Para a Estrada das Machadas está prevista a execução de valetas de escoamento de água no segundo semestre de 2012. Já o Parque de Vanicelos vai ser reforçado com luminárias LED, no âmbito de uma candidatura ao Quadro de Referência Estratégico Nacional, intervenção a iniciar em 2012, em caso de aprovação da candidatura.

Na mesma reunião, a presidente da Câmara Municipal anunciou que para a zona da Várzea está projetada a criação de um novo parque verde. “É um grande projeto que está ainda em fase de estudo e de negociações com proprietários de terrenos. Queremos criar um novo pulmão para Setúbal mas a execução vai depender da conjuntura financeira”, explicou Maria das Dores Meira.

Já para a Avenida D. Pedro V, a Câmara Municipal tem um conjunto de grandes intervenções, que inclui a criação de espaços verdes, a instalação de um equipamento infantil e a execução de reperfilamentos de passeios e novos asfaltamentos. 

Ainda neste local, a retirada de uma paragem de autocarros motivou a preocupação dos moradores e também de funcionários da Autarquia que trabalham nos viveiros das Amoreiras. “Vamos ter uma reunião com os TST para ver se é possível solucionar a questão”, adiantou a autarca.

Sobre um edifício devoluto na Estrada de Palmela onde funcionou a Rádio Azul, Maria das Dores Meira explicou que o mesmo “é propriedade privada”, adiantando, contudo, que “está aprovado um projeto para uma nova construção habitacional no local”.

O Executivo municipal indicou, igualmente, outras intervenções já executadas, como a criação de um pequeno espaço verde na Rua de S. Tomé e Príncipe, trabalhos de asfaltamento na Estrada das Machadas, nas Amoreiras e nas ruas Cidade de Leiria e Cidade de Pau, além da Avenida D. Pedro V.

A remoção de cepos de árvores da via pública foi outra das questões que a população quis ver clarificada. O vereador do Ambiente, Manuel Pisco, explicou que a Câmara Municipal não está dotada de meios técnicos adequados para a execução destes trabalhos, adiantando que “está a decorrer um concurso para retirar cepos de árvores espalhados por todo o Concelho”.

APOIOS

AMRS
Setúbal é um Mundo
Câmara Municipal de Setúbal. ©
Todos os direitos reservados

website concebido por dodesign