21 de Outubro de 2017
17º
max. 21º
min. 13º
notícias
iniciativas em destaque
proteção 03 de Março de 2014
Protocolo para formação na segurança

Os Bombeiros Voluntários de Setúbal e a Associação para o Desenvolvimento do Conhecimento e Inovação assinaram no dia 3, em Lisboa, um protocolo de cooperação para a realização de ações no âmbito do futuro Centro Internacional de Gestão da Emergência.

O acordo, de natureza científica e tecnológica, tem como finalidade principal o desenvolvimento de iniciativas que potenciem as capacidades do Centro Internacional de Gestão da Emergência (CIGE), projeto da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Setúbal (AHBVS) orientado para a formação, em matéria de segurança, de profissionais da proteção civil e de quadros de empresas e instituições públicas.

O protocolo foi assinado esta manhã, nas instalações do Instituto Politécnico de Lisboa, entre o presidente da AHBVS, José Luís Bucho, o presidente e um vogal do conselho de administração da Associação para o Desenvolvimento e Inovação, respetivamente Jorge Sales Gomes e Gonçalo Abreu.

O Centro de Estudos de Engenharia Mecânica (CEEM) colabora, neste acordo com a Associação para o Desenvolvimento do Conhecimento e Inovação, conhecida como POLITEC&ID, integrada no Instituto Politécnico de Lisboa.

A POLITEC&ID/CEEM disponibiliza-se a realizar ações conjuntas com os Bombeiros Voluntários de Setúbal no âmbito de várias vertentes, nomeadamente na colaboração da criação e dinamização de um centro documental.

Ambas as entidades vão proporcionar a criação de estágios e de ações de formação e desenvolver ensaios laboratoriais, com a execução dos respetivos procedimentos.

O protocolo, com a duração de um ano, renovado automaticamente no fim desse período, visa igualmente a elaboração de estudos de desenvolvimento e investigação, a realização de protótipos e a cooperação científica e técnica entre as duas associações.

A presidente da Câmara Municipal de Setúbal, Maria das Dores Meira, sublinhou na cerimónia da assinatura do protocolo que o Centro Internacional de Gestão de Emergência, em fase de projeto, será “uma mais-valia para a Autarquia enquanto detentora de um corpo de bombeiros profissional com elevadas necessidades de formação permanente”.

Para a autarca, o CIGE contribuirá para a qualidade formativa dos bombeiros sapadores de Setúbal que são formadores na Escola Nacional de Bombeiros.

Maria das Dores Meira enalteceu o potencial do projeto, que, sublinhou, pode ainda estender-se “a outras valências, como é o caso da formação de tripulações de navios ou de trabalhadores de empresas que queiram dar aos seus funcionários mais e melhores capacidades nesta importante área” da proteção civil.

Na ótica da presidente da Câmara Municipal, “a conjugação de vários saberes e a interligação de várias instituições neste projeto é de crucial importância para o seu sucesso”, até porque, adiantou, este “é ainda um enorme campo por explorar no País”.

O Centro Internacional de Gestão de Emergência encontra-se na fase de anteprojeto e, uma vez em funcionamento, será uma infraestrutura inovadora em Portugal, orientada para a formação na área da proteção civil.

O CIGE é da responsabilidade da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Setúbal, numa parceria com a Câmara Municipal e a Sapec Parques Industriais. Funcionará na zona industrial da Mitrena, numa área de 2,5 hectares.

O presidente da AHBVS, José Luís Bucho, destacou que o CIGE “será único em Portugal pela quantidade de simuladores que albergará”.

Os Bombeiros Voluntários de Setúbal estão a preparar a celebração de mais protocolos com outras entidades de diferentes quadrantes e papéis sociais.

Na cerimónia de assinatura do protocolo de cooperação de dia 3 estiveram também presentes representantes do Instituto Politécnico de Setúbal, das empresas Sapec e Secil e os comandantes dos corpos de bombeiros sapadores e voluntários de Setúbal.

APOIOS

AMRS
Setúbal é um Mundo
Câmara Municipal de Setúbal. ©
Todos os direitos reservados

website concebido por dodesign