22 de Julho de 2017
16º
max. 27º
min. 15º
notícias
iniciativas em destaque
comemorações 18 de Maio de 2017
Semana valoriza mar e pescadores

As tradições marítimas de Setúbal e as gentes e a arte da pesca são homenageadas entre 27 de maio e 4 de junho na Semana do Mar e do Pescador 2017, evento com gastronomia, música, exposições, encontros e passeios.

A iniciativa, organizada pelo segundo ano consecutivo numa parceria entre a Câmara Municipal de Setúbal e a União das Freguesias de Setúbal, valoriza e dá a conhecer, a setubalenses e visitantes, a importância social, cultural e económica que o mar e a atividade piscatória têm na região.

A Semana do Mar e do Pescador 2017 é “mais um contributo para que se entenda o papel determinante do mar e dos pescadores em Setúbal”, sublinhou a vereadora das Atividades Económicas na autarquia, Carla Guerreiro, na manhã de dia 18, na apresentação do programa do certame, na Casa da Cultura.

O compromisso municipal de valorização deste setor económico, aludiu a vereadora, tem reflexo em atividades como a Semana do Mar e do Pescador 2017. “Porque o mar e os pescadores são, de facto, dois dos mais importantes fatores de definição da identidade setubalense.” 

Carla Guerreiro afirmou que é “fundamental fazer da economia do mar e do rio uma prioridade estratégica” e que, por isso, a Câmara Municipal de Setúbal tem investido nos últimos anos neste setor de atividade que constitui “um importante fator de desenvolvimento do concelho e da região”.

Neste sentido, reforçou que a autarquia sadina continua, incondicionalmente, “ao lado dos pescadores, sempre consciente das necessidades e dificuldades de uma classe profissional puramente setubalense”. Porém, advertiu, o esforço não pode partir apenas do município.

“O país tem de apostar mais na produção nacional e, naturalmente, a pesca é uma das áreas que mais sentido faz apoiar. O setor precisa de novos incentivos e de maior atenção para recuperar da operação de destruição organizada de que a frota pesqueira foi alvo nas últimas décadas”, frisou.

O Dia Nacional do Pescador, assinalado a 31 de maio, um dos momentos altos do programa comemorativo da Semana do Mar e do Pescador 2017, inicia-se às 10h30, com a deposição de flores no Memorial ao Pescador Setubalense Desaparecido, no Cemitério de Nossa Senhora da Piedade.

Neste dia, às 16h00, alunos de escolas do concelho visitam a lota, local no qual é realizada uma simulação de leilão tradicional e eletrónico de pescado. Meia hora depois, no edifício da DocaPesca, realiza-se a sessão “A Pesca e a Cidade”, de homenagem aos pescadores setubalenses.

Ainda no dia 31, às 18h30, no Parque Urbano de Albarquel, decorre o lançamento da nova imagem gráfica das conservas da Sesibal, momento que inclui uma degustação desta iguaria. 

O presidente da União das Freguesias de Setúbal, Rui Canas, acentuou que “mais importante do que as comemorações é o reconhecimento do esforço que tem vindo a ser desenvolvido tanto na melhoria das condições de trabalho da classe como na aproximação da cidade a este setor de atividade”.

Rui Canas vincou que a pesca é mais do que uma simples atividade profissional. “É um elemento da identidade setubalense, de passado, de presente e de futuro. Ser pescador é um modo de vida e isso é valorizado neste programa, mais ambicioso e abrangente comparativamente à edição anterior.”

O autarca revelou que a primeira Semana do Mar e do Pescador, realizada no ano passado, “superou todas as expectativas” e que, por isso, a “aposta é mais forte” na presente edição, a qual destaca, entre outros, a gastronomia e projetos musicais intimamente ligados à tradição marítima.

Um dos exemplos exaltados por Rui Canas é a “Mostra de Tradições Marítimas”, entre 27 de maio e 4 de junho, no Parque Urbano de Albarquel, que inclui, todos os dias, das 12h00 às 24h00, a iniciativa “Petiscos com sabor a mar” confecionados por pescadores.

No âmbito desta mostra, há ateliers destinados a alunos do 1.º ciclo sobre as artes de remar e gingar, carpintaria naval e calafetagem de embarcações, artes e redes e sobre a vida marinha do Estuário do Sado e da costa da Arrábida. Os ateliers decorrem de segunda a sexta-feira das 10h00 às 12h00 e das 14h30 às 16h30.

A “Mostra de Tradições Marítimas” inclui ainda, sempre com início às 21h00, animações musicais. Em maio, há atuações de “Os Massacotes”, a 27, Susana Martins e Carla Lança, a 28, Os Amigos do Xico da Cana, a 29, Deolinda de Jesus Quarteto, 30, e Jorge Nice, 31.

Em junho, a animação musical nas noites de tradições marítimas no Parque Urbano de Albarquel continuam com atuações das tunas académicas EsTuna e Tuna Sadina, a 1, e de Os Alcorrazes, a 2. No dia seguinte, a 3, há outro espetáculo musical, com nome a anunciar.

O programa inclui ainda, a 27 de maio e a 3 de junho, às 10h00 e às 15h00, passeios no rio Sado, na embarcação “Maravilha do Sado”, a partir da Doca dos Pescadores. As viagens são gratuitas mediante inscrição pelo telefone 265 545 390 ou pelo endereço gae@mun-setubal.pt.

Também a 27, às 17h00, é inaugurada a exposição de fotografia “Proas do Sado”, junto dos cacifos de pesca, na Avenida José Mourinho, a que se segue, meia hora depois, uma degustação comentada de hambúrguer de cavala. Mais tarde, às 19h00, há apontamentos culturais “Sado Inspira”.

A 28, o programa comemorativo inclui, às 08h00, uma missa de homenagem aos pescadores, na Igreja de São Sebastião.

Já no dia 30, pelas 11h00, é inaugurada a mostra de artes plásticas “Arte com Sabor”, patente ao público no Mercado do Livramento, que junta peças de vários artistas da cidade.

Igualmente a 30, às 14h30, no Mercado do Livramento, realiza-se a sessão de apresentação e esclarecimento sobre o Mar2020 “Fundos Comunitários para o desenvolvimento regional costeiro da Península de Setúbal”. A iniciativa é gratuita com inscrições pelo telefone 265 545 390 ou pelo endereço gae@mun-setubal.pt.

O programa comemorativo engloba ainda, de 29 de maio a 2 de junho, às 09h00 e às 11h00, a atividade “Pradarias Marinhas: um ninho no fundo do estuário”, com ações de sensibilização acompanhadas por bióloga marinha e pescadora, para alunos do 4.º ano, a bordo da embarcação “Maravilha do Sado”.

Já em junho, a 1, das 10h00 às 12h00, no Mercado do Livramento, há aulas de culinária ao vivo, numa ação que procura divulgar o pescado nacional, concretamente a cavala e o carapau. A atividade, de participação gratuita, requer inscrição pelo telefone 265 545 390 ou pelo endereço gae@mun-setubal.pt.

No dia 3, há uma tertúlia sobre “Qual o lugar da pesca profissional em Setúbal?”, com início às 17h00, no Parque Urbano de Albarquel.

O último dia das comemorações, a 4, tem atividades centradas no Parque Urbano de Albarquel. Às 10h00, há a “Corrida de Botes a Remos”, iniciativa com inscrições pelo telefone 932 913 630, a que se segue, ao meio-dia, um almoço-convívio comemorativo do Dia do Pescador com música pelo grupo Cantares do Sado.

A Semana do Mar e do Pescador 2017 conta com o apoio da ADREPES – Associação de Desenvolvimento Regional da Península de Setúbal, da Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra, da Associação da Família do Mar de São Sebastião, da Azul Bissexto, da Bivalmar, da DocaPesca, da Escola de Hotelaria e Turismo de Setúbal, da Ocean Alive, da Sesibal e da SetúbalPesca.

APOIOS

AMRS
Setúbal é um Mundo
Câmara Municipal de Setúbal. ©
Todos os direitos reservados

website concebido por dodesign