20 de Outubro de 2017
18º
max. 21º
min. 18º
notícias
iniciativas em destaque
proteção 09 de Outubro de 2015
SETEX treina busca e resgate

Um exercício de busca e resgate em estruturas colapsadas, com equipas e peritos internacionais, realiza-se nos dias 20, 21 e 22, em Setúbal, num treino prático e teórico que testa procedimentos e técnicas operacionais em situações de emergência.

O treino, promovido pela Companhia de Bombeiros Sapadores de Setúbal em parceria com diversas entidades, é dinamizado no âmbito de uma candidatura ao Programa de Troca de Peritos de Proteção Civil, da União Europeia, para partilha de conhecimentos, técnicas, modelos organizativos e capacidades de funcionamento.

O EU SETEX – USAR 2015 “está integrado na política de proteção civil adotada pelo Executivo municipal, vertida na diretiva do Sistema Municipal de Proteção Civil de Setúbal”, afirmou o vereador Carlos Rabaçal, no dia 9, à tarde, na apresentação do exercício a dinamizar ao longo de três dias.

O exercício inclui intervenções em contexto simulado de uma situação de sismo com colapso de edificado e resgate de vítimas soterradas, com os intervenientes a participar em ações de estabilização de estruturas, busca com e sem aparelhos eletrónicos, desobstrução e demolição, e estabilização e extração de pessoas.

Para o vereador com o pelouro da Proteção Civil e Bombeiros na Autarquia, este é um treino que dá “continuidade ao processo iniciado, com recurso à troca de conhecimentos, técnicas, práticas modelos organizativos, conhecimento das capacidades e lacunas de intervenção”.

No treino, com atividades práticas a realizar nas instalações camarárias de Poçoilos e nas antigas instalações da Metalimex, no Vale da Rosa, participam 13 operacionais da equipa de busca e resgate da Companhia de Bombeiros Sapadores de Setúbal, assim como 25 militares do Grupo de Intervenção de Proteção e Socorro da GNR.

“O exercício vem na senda cooperação profícua entre os Sapadores de Setúbal e a GNR, com resultados muitos positivos para servir os cidadãos e para capacitar os operacionais”, realçou Luís Fera, capitão do Grupo de Intervenção de Proteção e Socorro da GNR.

Além de representantes do Grupo de Resgate Espeleológico e de Montanha – Unidade Canina de Salvamento da Região Autónoma de Castela e Leão, a Associação Nacional dos Alistados das Formações Sanitárias também participa no evento com três dezenas de elementos.

Em Setúbal marcam igualmente presença 42 elementos da Unidade Militar de Emergência do Ministério de Defesa do Reino de Espanha, que integra o restrito leque de equipas certificadas pelas Nações Unidas ao abrigo das normas INSARAG – International Search and Rescue Advisory Group.

Carlos Rabaçal sublinhou a importância da participação da formação espanhola no exercício, uma vez que Setúbal lidera a intenção de constituir a primeira equipa conjunta nacional na área do salvamento e resgate certificada por aquele organismo de defesa internacional.

“É um exercício de grande complexidade técnica e que abre a porta para colmatar uma lacuna no País, com uma equipa de intervenção INSARAG. É uma ambição impulsionada por Setúbal para a constituição de uma força que fica ao serviço do País”, indicou Carlos Rabaçal.  

O comandante da Companhia de Bombeiros Sapadores de Setúbal, Paulo Lamego, reforçou que, “apesar de Portugal estar muito bem capacitado em termos operacionais na área da busca e resgate, o caminho para a certificação internacional é longo e oneroso.”

Já José Fernandes, da Associação Nacional dos Alistados das Formações Sanitárias, destacou a importância das equipas com certificação INSARAG. “Estas equipas especiais conjuntas são as primeiras a ser destacadas e as primeiras a intervir em situações de catástrofe.”

Além da vertente prática, o EU SETEX – USAR 2015 inclui, no primeiro dia, um conjunto de sessões teórico-formativas, no auditório da Escola Superior de Ciências Empresariais do Instituto Politécnico de Setúbal, conduzidas por peritos internacionais que participam no exercício.

Nestas formações teóricas marcam presença peritos do Pompiers de l'Urgence Internationale, de França, da Southwest Fire & Rescue Service, da Finlândia, do Civil Protection Inspectorate General HUSZAR Hungarian, da Hungria, e do Hellenic Fire Service, da Grécia.

O exercício é uma das ações do Plano Estratégico do Dispositivo Municipal de Proteção Civil e Bombeiros de Setúbal, no âmbito do compromisso assumido aquando da adesão do Município, como parceiro oficial, à Campanha Mundial para a Redução de Desastres “Construir Cidades Resilientes: A minha cidade prepara-se!”.

A Autarquia comprometeu-se, entre outras atividades, à constituição, preparação e treino regular de equipas locais para integração de equipas nacionais que constituam módulos de emergência do Mecanismo Comunitário de Proteção Civil da União Europeia, quando solicitado pela Autoridade Nacional de Proteção Civil.

Esta ação é também impulsionada pela aquisição, ao abrigo da candidatura comunitária “Resiliência Setúbal +”, de três contentores logísticos, dos quais um totalmente equipado para intervenção em estruturas colapsadas, apoiado pelos restantes, para intervenção em cenários de catástrofe.

APOIOS

AMRS
Setúbal é um Mundo
Câmara Municipal de Setúbal. ©
Todos os direitos reservados

website concebido por dodesign