15 de Dezembro de 2017
16º
max. 16º
min. 8º
notícias
iniciativas em destaque
simulacro 25 de Maio de 2015
Setlog testa resposta a sismo

Um sismo de elevada magnitude foi o cenário que levou duas centenas de pessoas a Azeitão para participar, entre os dias 23 e 24, num exercício de avaliação da resposta a uma catástrofe do género e a preparar a população.

A edição deste ano do Setlog, exercício do Serviço Municipal de Proteção Civil e Bombeiros, teve como ponto de partida a ocorrência de um sismo de magnitude 6,4 na escala de Richter, com epicentro na falha da Ribeira de Coina.

O simulacro, no âmbito do Plano Especial de Emergência para o Risco Sísmico, criou um cenário fictício que provocou 16 mortos, 750 feridos e 3500 desalojados, além de provocar danos em aproximadamente de 200 edifícios.

No dia 23 de manhã, as duas dezenas de voluntários que participaram como desalojados concentraram-se no Azeitão Bacalhôa Parque, em Vila Nogueira, agrupadas por escoteiros, segundo critérios de agregado familiar e relações de amizades, de forma a facilitar as atribuições dos locais no campo onde passariam a viver.

Antes de seguirem, e porque o Setlog Azeitão 2015 teve como um dos objetivos a formação da população relativamente aos procedimentos a adotar em caso de catástrofe natural, foram dinamizadas várias sessões de esclarecimento e simulações de sismos. Nomeadamente sobre como proceder perante um tsunami ou como criar kits de emergências para ter em casa.

Finda esta ação, os grupos seguiram em direção à Escola Básica de Vila Fresca de Azeitão, identificada como zona de registo, triagem e cadastro fotográfico. Neste local houve uma primeira avaliação do estado de saúde dos cidadãos e foram realizadas sessões formativas relativamente aos condicionalismos e às regras nos campos de desalojados.

O estaleiro desativado da empresa Ramos e Varela foi o ponto de passagem seguinte, com os seis grupos de voluntários participantes no exercício a assistirem à demonstração do resgate de três vítimas numa estrutura colapsada. A operação juntou a equipa de busca e resgate urbano da Companhia de Bombeiros Sapadores de Setúbal e o Grupo de Intervenção de Proteção e Socorro da GNR. Na ação, as equipas utilizaram dois contentores logísticos com material de última geração.

A última paragem antes da chegada ao recinto onde foi montado o campo de deslocados foi o aquartelamento dos Bombeiros Voluntários de Setúbal instalado em Azeitão, no Choilo. Além de recuperarem forças, os participantes receberam mais duas ações de formação, uma pelos bombeiros, sobre a utilização de extintores e a outra, a cargo da Delegação de Setúbal da Cruz Vermelha Portuguesa, relativa a Suporte Básico de Vida.

Ao final do dia, os desalojados chegaram ao recinto onde habitualmente se realiza o mercado mensal de Azeitão, local com capacidade para criar, de raiz, em caso de necessidade, um campo com capacidade para 1800 pessoas, com todos os elementos básicos necessários para assegurar a sobrevivência da população durante o período de crise de uma catástrofe natural.

Os participantes que pernoitaram no local, em tendas montadas para o efeito para simular um campo de desalojados, tiveram direito a senhas de refeição e ainda a uma pequena sessão de esclarecimentos sobre as regras a cumprir nesse tipo de espaço. Ao final da noite, os agregados familiares foram distribuídos pelas diversas tendas.

O Setlog Azeitão 2015 constituiu uma oportunidade para as forças de proteção e socorro treinarem e refletirem sobre os procedimentos adotados. Este teste à capacidade de reação das diversas entidades contou, pela primeira vez, com a participação dos serviços de proteção civil de Palmela e de Sesimbra.
 

APOIOS

AMRS
Setúbal é um Mundo
Câmara Municipal de Setúbal. ©
Todos os direitos reservados

website concebido por dodesign