15 de Dezembro de 2017
11º
max. 16º
min. 8º
notícias
iniciativas em destaque
turismo 05 de Novembro de 2014
Setúbal aponta ao turismo sustentável

O reforço do posicionamento e notoriedade de Setúbal como destino turístico foi destacado pela presidente da Câmara Municipal, Maria das Dores Meira, no dia 5, de manhã, na apresentação do “Sistema LiderA”, projeto que aponta medidas para um desenvolvimento sustentável.

“Estamos a afirmar Setúbal como a grande capital que é com a requalificação urbana da cidade e do concelho, com mais atratividade para quem nos visita e mais qualidade de vida para os residentes”, salientou a autarca no encontro com o tema “Desenvolvimento do Destino Turístico Sustentável para Setúbal”.

Na sessão, dinamizada no Cinema Charlot – Auditório Municipal, com a presença de agentes com atividades no concelho no setor do turismo, a par de responsáveis de coordenação do “Sistema LiderA”, Maria das Dores Meira enalteceu as potencialidades turísticas de Setúbal.

O “aumento gradual e sustentado da procura de Setúbal como destino turístico” é confirmado, adiantou, com dados do Instituto Nacional de Estatística, que registou, este ano, “um crescimento de 16 por cento de dormidas no concelho [de janeiro a agosto] face ao ano anterior”.

A tendência de crescimento foi, em 2013, de 11 por cento, “números que são ainda mais relevantes quando comparadas com os 4,8 por centro de aumento de dormidas a nível nacional e de 6,4 por cento na Área Metropolitana de Lisboa”, adiantou a presidente da Câmara Municipal de Setúbal.

O aumento de visitantes e turistas registado nos últimos anos, que resulta “das apostas municipais concretizadas”, frisou a autarca, tem colocado “situações frequentes de overbooking de hotéis, sistematicamente com ocupações muito perto dos 100 por cento”.

Com a verificação desta tendência de bons resultados neste setor de turismo, alertou Maria das Dores Meira, urge a “necessidade da instalação no concelho de novas unidades hoteleiras que respondam a todo o tipo de procura, dos hotéis ao turismo rural ou aos hostels”.

A edil setubalense afirmou que o Município vai continuar a trabalhar para reforçar “o posicionamento e notoriedade de Setúbal como destino turístico” ao aumentar “a perceção de valor de destino por parte de visitantes”, sobretudo pela aposta na “internacionalização e dinamização económica da estrutura empresarial local”.

Em matéria de internacionalização de Setúbal como destino turístico, destaque para o facto de a cidade integrar ativamente, com a participação em encontros e a dinamização de iniciativas, o Clube das Mais Belas Baías do Mundo, associação presidida, no triénio 2015-2018, por Maria das Dores Meira

A autarca realçou também a visão estratégica impulsionada pela autarquia sadina, materializada num conjunto de investimentos, da frente ribeirinha ao centro histórico da cidade, que otimizou as potencialidades de Setúbal, “que tem hoje, mais do que nunca, as portas abertas para os visitantes”.

A presidente da Autarquia afirmou que, no enquadramento da Área Metropolitana de Lisboa, “Setúbal é o único destino turístico com oferta tão diversificada”, no qual se engloba a oferta de turismo de natureza, da observação de aves aos recursos do Estuário do Sado e da Arrábida, mas também os vinhos e a gastronomia.

Contudo, a autarca sublinhou que, “desde a extinção da Região de Turismo de Setúbal – Costa Azul, e consequente desaparecimento do nome de Setúbal das entidades de turismo que se seguiram, a ERTLVT e agora a ERT-RL, parece haver algum desinteresse em destacar Setúbal como destino turístico”.

Para Maria das Dores Meira é “incompreensível que uma das zonas do País que mais têm para oferecer deixe de ter a autonomia que desde há muito tinha, para passar a estar sujeita a estratégias que seguramente serão corretas, mas que podem resultar numa indesejável subalternização de Setúbal”.

Em face de características próprias, produtos turísticos diferenciados, estruturas e mão-de-obra qualificadas para alimentar o setor e promover o desenvolvimento da região, “é desadequada a concentração de responsabilidades numa entidade distante dos problemas e realidades”, afirmou a presidente.

No encontro, dinamizado ao longo de toda a manhã de dai 5, foi celebrado um protocolo de colaboração entre a Câmara Municipal de Setúbal e o Instituto Superior Técnico, no âmbito do projeto “Sistema LiderA”, desenvolvido por aquela instituição do ensino superior.

O “Sistema LiderA”, em desenvolvimento desde 2000, e já com diversas aplicações nacionais e internacionais, tem sido, ao longo dos anos, alvo de atualizações. Neste nova fase, o Município de Setúbal é o primeiro a firmar um protocolo de colaboração institucional.

O encontro continuou com a análise resultante do projeto “Sistema LiderA – Abordagem à Sustentabilidade e Modos de Aplicação”, com foco na temática “Destino Turístico Sustentável Setúbal”, com intervenções de dois académicos que trabalham na investigação.

O projeto, uma ferramenta de avaliação e reconhecimento voluntário da construção sustentável, estabelece indicadores e orientações que auxiliam a procura de sustentabilidade na rede de serviços turísticos, tais como o alojamento, a restauração e os transportes, a par de outras atividades.

“Esta é uma estrutura que procura desenvolver e gerir a sustentabilidade”, afirmou Manuel Duarte Pinheiro, docente do Instituto Superior Técnico e coordenador do projeto que atua, essencialmente, no setor turístico e que procura conciliar, em harmonia, as vertentes de ambiente, economia e sociedade.

Um melhor desempenho dos serviços e a criação de valor, a par do contributo para o aumento da sustentabilidade, são objetivos do sistema de avaliação que atua ao nível da integração local, dos recursos energéticos, das cargas ambientais e das vivências socioeconómicas.

Os trabalhos da apresentação pública do “Sistema LiderA” incluíram um debate, subordinado ao tema “Desafios e Potencialidades do Destino Sustentável”, moderado por Manuel Duarte Pinheiro, no qual participou ainda Frederico Galão, igualmente do Instituto Superior Técnico.

No âmbito do “Sistema LiderA”, no dia 17, às 15h00, na Casa da Baía, é dinamizado o workshop “Desafios e requisitos para os serviços turísticos participarem no Destino Turístico Sustentável em Setúbal”, orientado para agentes com atividades turísticas em Setúbal, com inscrições a agendar em breve.

APOIOS

AMRS
Setúbal é um Mundo
Câmara Municipal de Setúbal. ©
Todos os direitos reservados

website concebido por dodesign