16 de Dezembro de 2017
max. 12º
min. 4º
notícias
iniciativas em destaque
voluntariado 28 de Maio de 2012
Setúbal arregaça as mangas

As ruas do concelho de Setúbal encheram-se de voluntários nos dias 26 e 27, ponto alto do projeto de participação cidadã municipal “Setúbal Mais Bonita” em que munícipes e empresas contribuíram para a requalificação de espaços públicos.

“Esperamos ultrapassar a meta do ano passado”, sublinhou a presidente da Autarquia, Maria das Dores Meira, no sábado de manhã, estimando que o número de participantes alcançado em 2011 seja suplantado na edição de 2012.

Embora a organização da campanha esteja agora em fase de balanço, tudo aponta que a barreira dos sete mil participantes na “Setúbal Mais Bonita” tenha realmente sido quebrada. Na sexta-feira estiveram envolvidas cerca de seis mil pessoas da comunidade educativa na requalificação de estabelecimentos de ensino e no dia 26, só de manhã, haviam sido distribuídos 1200 lanches por cada voluntário participante.

De entre as cerca de 200 ações de requalificação e embelezamento de espaços públicos que constituem o projeto, a presidente da Câmara Municipal deu uma palavra especial para as da Baixa da cidade e as da Bela Vista.

“São os pontos altos da campanha. Na requalificação do Centro Histórico temos lá duas associações, uma formal, a SEIES, outra informal, a “Festrroino”. Na Bela Vista são os moradores. É um trabalho imenso e muito bonito de envolvimento das pessoas para tornar aquelas zonas de Setúbal locais melhores para se estar e viver”, frisou.

Além do contributo das várias empresas e instituições que apoiam a “Setúbal Mais Bonita” como mecenas, Maria das Dores Meira destacou igualmente o patrocínio da Dyrup, empresa que contribuiu com 17 mil litros de tinta, uma parte oferecida e outra vendida a preço de custo.

A autarca anunciou ainda que o apoio da marca se estende a duas ações em particular. “A Dyrup vai requalificar uma lancha doada à Autarquia e que irá servir de local de animação na Praia da Saúde e irá pintar o edifício do Banco de Portugal”, um dos patrimónios emblemáticos da Avenida Luísa Todi, adiantou a presidente do Município.

O porta-voz da Dyrup, Nuno Ferreira Pires, destacou a originalidade do “Setúbal Mais Bonita”. “Desafio a encontrar no País uma ação que leve para a rua sete mil voluntários que sintam a cidade como sua e que a queiram reabilitar em conjunto com a câmara municipal.”

O responsável da empresa considera que o projeto é “um exemplo” para o resto do País e que, por isso, devia ser replicado noutros concelhos.

Embora intervenções pontuais da “Setúbal Mais Bonita” decorram durante alguns meses, o fim de semana de 26 e 27 de maio foi o ponto alto do projeto, com populares a trabalharem em ações de pintura, reparação e limpeza, em muros, mobiliário urbano, jardins e fachadas de edifícios.

No Bairro de Troino, Avenida dos Combatentes, Ana Leiria e a filha pintaram na parede de um edifício um poema de uma autora local.

“Interessa-me participar nas iniciativas que se realizam no meu bairro. É amor à camisola. A vizinhança também gosta da ideia e há muita gente a arregaçar as mangas”, sublinhou a artesã setubalense.

Na frente ribeirinha, defronte da Praia da Saúde, Pedro Vercesi e Pedro Pereira deram início no dia 26 à pintura de um mural com aproximadamente 140 metros quadrados de área.

O graffiti, uma criação dos dois artistas após desafio lançado pela Câmara Municipal, “deve levar 15 dias a ficar concluído”, adiantou Pedro Vercesi, admirador confesso do espírito inerente à “Setúbal Mais Bonita”.

O graffiter acrescentou que contará com a ajuda de mais artistas. A pintura do mural, inspirado na Serra da Arrábida e no mar, vai ter o auxílio de vários amigos. “Tudo funciona de boca a boca. Quem puder aparecer, aparece e é bem-vindo.”

Nem só de pinturas se faz a “Setúbal Mais Bonita”. No Jardim da Algodeia e em determinadas zonas de Monte Belo Norte, voluntários e técnicos da Câmara Municipal fizeram desmatação, arranjaram, limparam e plantaram espécies autóctones em zonas verdes.

Sérgio Gaspar, responsável pelas equipas de jardinagem da Autarquia, sublinhou o envolvimento da população em locais como a Algodeia. “A adesão foi tal, com tantos pais e filhos a participar, que se tornou necessário providenciar mais árvores para serem plantadas no jardim”, frisou.

Envolvimento também constatado pelo vereador André Martins, que observou “grandes movimentações de pessoas um pouco por todo o Concelho”, acrescentando que, “numa altura tão especial da nossa história como esta que o País atravessa, é ainda mais importante as pessoas acreditarem nestas ações”.

André Martins interveio no Largo da Ribeira Velha, onde, acompanhado dos vereadores Pisco Lopes e Carla Guerreiro, entre outros voluntários, contribuiu para a pintura do túnel centenário e do pequeno muro que circunda a base da árvore com a maior copa do Concelho, em pleno Centro Histórico de Setúbal.

O frenesim do voluntariado sentiu-se em todo o Concelho e ao longo de todo o dia. Enquanto o voluntário André Antunes foi um dos que lixaram e envernizaram bancos públicos no Largo da Misericórdia, no coração da cidade, na zona bucólica da freguesia do Sado uma centena de elementos do Agrupamento de Escuteiros 1359 pintou muros, retiros de autocarros e parques infantis.

Para o chefe do agrupamento, Carlos Sardo, o projeto promovido pela Câmara Municipal tem o grande mérito “de ser um trabalho desenvolvido em prol da comunidade”.

Já o lobito João Pedro, no dia do sétimo aniversário, mal parou para festejar a data enquanto não terminou o embelezamento do muro do parque infantil localizado na Quinta do Meio.

Mesmo tendo a campanha dedicado a sexta-feira, dia 25, aos estabelecimentos de ensino, foram várias as escolas onde se realizaram pinturas durante o fim de semana seguinte.

No Jardim de Infância de Setúbal a azáfama a meio da tarde de dia 26 era grande e, entre técnicos de educação, crianças e encarregados de educação, ninguém parava para descansar.

Rita Pereira Rosado, mãe de uma das crianças que frequentam o jardim de infância, trocou o dia de trabalho que lhe estava atribuído para dia 26 de maneira a poder participar na pintura do estabelecimento de ensino.

“O espaço onde os nossos filhos crescem merece este esforço”, frisou, acrescentando que “o resultado final está a ser muito gratificante”.

Anabela Gonçalves, diretora do Agrupamento Vertical de Escolas Barbosa du Bocage, sublinhou que nas pinturas e cortes de ramos de árvores do Jardim de Infância de Setúbal participaram todas as crianças e encarregados de educação, “100 por cento da comunidade desta escola, portanto”.

Tudo porque, explica Rita Rosado, “na segunda-feira os pais vêm com outra vontade com as crianças para o jardim de infância”, o mesmo sentimento de satisfação que a organização pretende para a população ao acordar todos os outros dias do ano em Setúbal.

APOIOS

AMRS
Setúbal é um Mundo
Câmara Municipal de Setúbal. ©
Todos os direitos reservados

website concebido por dodesign