22 de Julho de 2018
18º
max. 28º
min. 18º
notícias
iniciativas em destaque
educação 07 de Abril de 2014
Setúbal educa para a cidadania

A aposta na formação de uma cidadania mais ativa, aliada a uma constante modernização do concelho, foi destacada pela presidente da Câmara Municipal de Setúbal, no dia 7, de manhã, no encontro nacional da Rede Portuguesa das Cidades Educadoras.

“Orgulhamo-nos de ser uma cidade educadora, que investe no desenvolvimento de uma cidadania mais forte, ativa e participada”, salientou Maria das Dores Meira, na sessão de abertura do encontro, a decorrer no auditório da Escola de Hotelaria e Turismo de Setúbal.

Aliada à formação de uma melhor cidadania, frisou a autarca, está uma profunda transformação do concelho, materializada, nos últimos anos, na execução de um conjunto de grandes investimentos nas mais variadas áreas de intervenção, da educação ao desporto, da cultura à inclusão, passando pela reabilitação urbana.

A “ampliação, modernização e apetrechamento” do parque escolar do concelho foi uma das apostas municipais destacadas pela presidente no encontro, uma iniciativa de âmbito nacional que, adiantou, concretiza um “importante espaço de debate, de reflexão e de partilha para fazer mais e melhores cidades”.

Maria das Dores Meira, ao destacar a aposta da gestão camarária “no espírito de um município participado”, partilhou com os representantes de outras autarquias que integram a Rede Portuguesa das Cidades Educadoras o sucesso de dois projetos de cidadania que se encontram em desenvolvimento.

Com o programa “Nosso Bairro, Nossa Cidade”, os moradores da Bela Vista “têm trabalhado na resolução dos próprios problemas, sobretudo na reabilitação nos seus bairros”, frisou a autarca, para, de seguida, relatar o êxito do “Setúbal Mais Bonita”, uma iniciativa que envolve os cidadãos em ações de beneficiação no concelho.

Este é o primeiro encontro em Setúbal da Rede Portuguesa das Cidades Educadoras, núcleo da Associação Internacional das Cidades Educadoras e que integra cerca de meia centena de municípios. “Espero que este seja um dia de trabalho produtivo e de descoberta da nossa cidade”, vincou Maria das Dores Meira.

Na abertura do encontro, antecedida do visionamento de um apontamento audiovisual sobre Setúbal, o vereador com o pelouro da Educação da Câmara Municipal, Pedro Pina, vincou que o Executivo “entende Setúbal como uma cidade educadora e um espaço de emancipação” nas variadas formas de construção de uma sociedade dinâmica.

O autarca lançou a comunicação que se seguiu à sessão de abertura, dinamizada por Pedro Maia, docente e investigador com vários trabalhos dedicados à formação da cidadania e desenvolvimento educativo.

Na conferência, intitulada “5 notas para uma cidade educadora”, Pedro Maia afirmou que a educação é um “empreendimento trabalhoso” passível de ser “moldado e trabalhado a vários níveis”, com enfoque, em primeiro lugar, na formação individual, e, posteriormente, a nível coletivo.

O encontro, que contou com um apontamento de leituras encenadas de “A Estante”, pelo TAS – Teatro Animação de Setúbal, momento que decorreu na Galeria Municipal do 11, prosseguiu com a reunião de trabalho dos membros da Rede Portuguesa das Cidades Educadoras.

Depois de um almoço na Escola de Hotelaria e Turismo de Setúbal, o encontro nacional promove, às 14h30, um conjunto de visitas culturais ao Museu de Trabalho Michel Giacometti e à Galeria Municipal do Banco de Portugal abertas aos participantes.

O concelho de Setúbal integra, desde setembro de 2012, a Associação Internacional das Cidades Educadoras, plataforma de trabalho e de partilha de conhecimento, com mais de quatro centenas de representantes dos cinco continentes.

O conceito de cidade educadora é comum a todos os associados da AICE, membros que têm acesso a duas ferramentas de trabalho, uma delas a Carta das Cidades Educadoras, documento orientador e compromisso formal adotado por todos na adesão.

O Banco Internacional de Documentos das Cidades Educadoras é a outra ferramenta de trabalho disponível, funcionando como uma base de dados. Esta integra informações sobre os programas de atuação geral no âmbito das políticas educadoras desenvolvidas e projetos educadores dos vários municípios membro da associação.

O movimento das cidades educadoras teve início em 1990 no “I Congresso Internacional de Cidades Educadoras”, em Barcelona, Espanha. Em 1994, formalizou-se como Associação Internacional das Cidades Educadoras, criada oficialmente na terceira edição do congresso, em Bolonha, Itália.

outros sites

anterior

anterior

Informação Municipal
Setúbal pode ficar mais perto de si por correio, telemóvel ou por e-mail.
imagem da semana

vídeo da semana
associativismo
APOIOS

AMRS
Setúbal é um Mundo
Câmara Municipal de Setúbal. ©
Todos os direitos reservados

website concebido por dodesign