18 de Dezembro de 2017
max. 12º
min. 2º
notícias
iniciativas em destaque
Comemorações 15 de Setembro de 2011
Setúbal festeja Dia da Cidade

Pessoas, empresas e instituições que se destacam na tarefa de enriquecer a comunidade setubalense foram homenageadas, na manhã de dia 15, com medalhas honoríficas em sessão solene evocativa do Dia de Bocage e da Cidade.

“Bocage, que passou a ser, há cem anos, o pretexto para celebrar o Dia da Cidade, deixou-nos como legado alguma da mais bela poesia escrita na língua portuguesa”, referiu a presidente da Câmara Municipal, Maria das Dores Meira, na abertura da cerimónia, que decorreu no Salão Nobre dos Paços do Concelho, perante homenageados, convidados e setubalenses.

Após a homenagem das três dezenas de funcionários municipais que, “depois de uma vida dedicada à Câmara Municipal de Setúbal a fazer sempre o melhor”, se aposentaram entre setembro de 2010 e agosto de 2011, Maria das Dores Meira entregou a primeira Medalha de Prata da Cidade deste ano a Helen Hamlyn, pelo empenho e envolvimento na organização do Festival de Música de Setúbal, cuja primeira edição se realizou em maio.

“Comovida” e “honrada”, a presidente da fundação Helen Hamlyn Trust agradeceu a distinção e, dirigindo-se aos presentes, referiu: “Não esqueçam que têm uma cidade preciosa, uma joia muito especial.”

O mesmo galardão foi atribuído a Hugo O’Neill, “um cidadão notoriamente empenhado em fomentar a constante atração de apoios a projetos que revertem no desenvolvimento do concelho de Setúbal”.

O Festival de Música é um desses projetos, cujo sucesso, salientou Hugo O’Neill, não teria sido possível sem o “entusiástico apoio da presidente” da Autarquia.

O homenageado referiu que a Medalha de Prata da Cidade era dedicada à memória dos seus antepassados, que, ao longo de três séculos, “ajudaram a pôr Setúbal ao mais alto nível no mapa da Europa”.

Rui Nabeiro, presidente do Grupo Nabeiro/Delta Cafés, viu os seus feitos beneméritos, como a renovação das instalações da Casa da Baía, serem reconhecidos com a atribuição da Medalha de Prata da Cidade.

“Amor com amor se paga”, salientou o empresário, afirmando que estava ali a “recompensa dada pela Câmara de Setúbal”.

Outra Medalha de Prata da Cidade foi entregue ao Exército Português – Regimento de Engenharia 1 pela “disponibilidade mostrada” nomeadamente na concretização de várias ações no domínio da proteção civil e do planeamento de riscos no Concelho.

Ações essas que, indicou o coronel de engenharia António Pato ao receber a disntição, tiveram uma “cooperação excelente”.

A cerimónia evocativa do Dia de Bocage e da Cidade prosseguiu com a atribuição da Medalha de Honra da Cidade, na classe Atividades Culturais, a Neils Fisher, Pedro Carneiro, Rui Serodio, José Miguel da Fonseca e António Maria Eusébio, o “Calafate”.

O dinamarquês Neils Fisher foi condecorado pela autoria do projeto nacional “Hans Christian Andersen”, que começou em Setúbal, em 2005, e percorreu o País. 

Já o músico setubalense Pedro Carneiro, vencedor do Prémio Gulbenkian Arte 2011, salientou que a medalha recebida da Autarquia é um “estímulo” para a continuação do seu trabalho.

O maestro Rui Serodio, que atualmente dirige o Coro Municipal “Afina Setúbal”, disse estar “numa casa de amigos”.

Muito emocionado, José Miguel da Fonseca, pintor naif e antigo carregador de peixe, agradeceu a atribuição da Medalha de Honra da Cidade.

A título póstumo, António Maria Eusébio, também conhecido por “O Cantador de Setúbal”, foi homenageado no ano em que se assinalam cem anos sobre a sua morte. Bisnetos, trineto e tetraneto do poeta estiveram presentes na cerimónia.

Outra homenagem póstuma, na categoria Ciência e Tecnologia, foi feita ao médico Ireneu Cruz, falecido a 26 de março, que, em 2004, doou ao Município um importante acervo museológico constituído por cerca de 120 peças e aparelhos que integram a exposição “Instrumentos de Ciência Náutica”, patente na Casa do Corpo Santo.

A cerimónia de entrega de medalhas continuou com a distinção da fábrica de pasta de papel Portucel, “maior produtor nacional de ‘energia verde” e “inegável mais-valia no contexto da economia regional”, destacada na classe Comércio e Indústria.

José Onório, da administração da empresa, mencionou estar na cerimónia em representação das mais de 2300 pessoas que trabalham na Portucel.

Na mesma categoria, o impulsionador da recuperação ostreícola no Estuário do Sado e chef de cozinha Mário de Brito Pinheiro salientou que “a restauração é hoje uma das marcas mais importantes de Setúbal e que deve ser fomentada”.

A Sociedade Filarmónica Providência e o Clube Recreativo Palhavã receberam medalhas na classe Associativismo e Sindicalismo, além da SEIES – Sociedade de Estudos e Intervenção em Engenharia Social, neste caso pela promoção de vários projetos no âmbito de questões ligadas à igualdade de género, prevenção da violência doméstica e voluntariado de proximidade.

A entrega de Medalhas de Honra da Cidade terminou com o Município a prestar homenagem póstuma, na classe Paz e Liberdade, a Carmelindo Vitorino Elias, falecido em 2009, setubalense que se destacou pela “intervenção cívica, pela generosidade de trato e, ainda, pela ação”.

Uma história de vida que Maria das Dores Meira lembrou pelo “homem bom que foi, operário e autarca”.

A presidente da Câmara Municipal reafirmou a “firme intenção de manter e ampliar” os níveis de desenvolvimento local, ao destacar obras como a renovação do Mercado do Livramento e Fórum Luísa Todi, a requalificação da Praia da Saúde, as novas escolas, além dos trabalhos de arruamentos e de saneamento.

“A escolha da sardinha assada como uma das maravilhas da gastronomia, representa um reconhecimento crescente da visibilidade e importância que Setúbal está a recuperar”, afirmou, recordando o título atribuído recentemente.

O programa de comemoração do Dia de Bocage e da Cidade incluiu ainda uma autação do grupo musical Tódicos, do Agrupamento Vertical de Escolas Luísa Todi, e conta com um conjunto de iniciativas relacionadas com obras de requalificação do Concelho. Em concreto, o lançamento da primeira pedra de uma empreitada de beneficiação geral da urbanização de Vale de Cães, em Brejos de Azeitão, a inauguração dos arranjos exteriores da Praceta Interior à Avenida Avelar Brotero e a celebração do ato de consignação da empreitada de modernização do Fórum Municipal Luísa Todi.

Segue-se, às 17h00, nas antigas instalações do Banco de Portugal, a inauguração da exposição que assinala os 50 anos do Museu de Setúbal/Convento de Jesus.

Esta exposição, patente até 13 de novembro, dá a conhecer ao público as coleções do acervo e o trabalho desenvolvido em matéria de pesquisa, conservação e restauro, e as atividades dirigidas ao público.

Uma hora mais tarde, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, tem lugar a cerimónia de entrega de prémios do XIII Concurso Literário Manuel Maria Barbosa du Bocage. Esta iniciativa da LASA – Liga dos Amigos de Setúbal e Azeitão, com o apoio da Autarquia.

O Dia de Bocage e da Cidade encerra com o espetáculo “… no meio de mil dores…”, pelo Teatro Animação de Setúbal, nos Claustros do Convento de Jesus, a partir das 21h30.

APOIOS

AMRS
Setúbal é um Mundo
Câmara Municipal de Setúbal. ©
Todos os direitos reservados

website concebido por dodesign