11 de Dezembro de 2017
10º
max. 16º
min. 7º
notícias
iniciativas em destaque
homenagem 14 de Dezembro de 2016
Setúbal homenageia Manuel Sérgio

Manuel Sérgio, personalidade marcante do desporto nacional e internacional, foi no dia 13 à tarde homenageado em Setúbal, num encontro da Cidade Europeia do Desporto 2016 que incluiu uma conferência do professor e filósofo sobre motricidade humana.

A assistir à iniciativa, moderada por Luís Lourenço e realizada no Salão Nobre dos Paços do Concelho, estiveram familiares, amigos, antigos alunos e admiradores de Manuel Sérgio, figura que, entre outros feitos nos mais variados quadrantes sociais, contribuiu para uma revolução científica no campo desportivo ao ter apresentado um corte epistemológico na área da educação física, apresentando o então revolucionário conceito, e ciência, da motricidade humana.

“Quando digo que não existe Educação Física é porque o profissional de educação física tem uma área de intervenção muito maior. Ele não educa apenas o corpo. Ele educa pessoas”, frisou Manuel Sérgio durante a conferência intitulada “Motricidade Humana e Desporto”.

No encontro, Manuel Sérgio recuperou histórias de vida, a larga maioria relacionada com o mundo do futebol, com o qual conviveu durante vários anos, em boa parte devido à longa carreira profissional ligada ao C.F. “Os Belenenses”.

“Quando o Mourinho jogava no ‘Belém’, lá para o meio campo, sim, ele era daqueles do pontapé para a frente, perguntei ao então moço o que o queria fazer da vida. Foi em 1982. Disse que queria ser treinador. Olhei para ele, até com algum carinho, pois ele era corajoso em campo, condição essencial para se ser um bom líder, e disse-lhe que o futebol era muito mais do que isso. Era tudo sobre o ser humano, pois exige-lhe o uso de todas as características, quer físicas, quer intelectuais”, recordou Manuel Sérgio.

Num registo permanentemente bem-humorado, o professor catedrático reforçou algumas noções basilares da ciência da motricidade humana. “A prática vem à cabeça, em primeiro lugar. Teoriza-se para praticar melhor. Ao mesmo tempo que se trabalha uma tática, tem de ser conhecer e trabalhar a pessoa, o atleta, para melhor executar as tarefas definidas pela tática.”

Segundo Manuel Sérgio, o desporto integra a motricidade humana. “O desporto é uma ciência humana. Se o atleta é um homem, temos de o treinar como um todo. Não apenas os calcanhares.”

Durante a moderação do encontro, Luís Lourenço sublinhou que “serão poucas” todas as homenagens a Manuel Sérgio. “A vida deste homem não tem sido fácil. Ele veio dizer a uma cultura instalada, a professores doutorados, que talvez não soubessem tanto de algumas coisas quanto julgavam.”

Luís Lourenço elogiou o profissional e o homem, frisando que Manuel Sérgio “criou uma ciência”, tendo em conta que “aos 22 anos tinha a quarta classe e trabalhava no Arsenal do Alfeite”.

Na homenagem prestada a Manuel Sérgio, o vereador do Desporto da Câmara Municipal, Pedro Pina, salientou que o “programa de Setúbal Cidade Europeia do Desporto não poderia terminar sem a presença do professor”.

Setúbal Cidade Europeia do Desporto 2016 está a entrar na reta final e o autarca sublinhou que foi um dos objetivos do programa “mudar o paradigma de como o desporto é olhado nesta cidade”.

Objetivo “conseguido, com a garantia de que ainda há muito trabalho pela frente”, afirmou Pedro Pina, acrescentando que estas mudanças de paradigmas requerem “também mestres para surtirem efeito e Manuel Sérgio é um dos maiores mestres da área do desporto”.

Motivo que levou a Câmara Municipal “a querer encerrar o ciclo de debates e de reflexão da Cidade Europeia do Desporto com figura tão ilustre”.

A homenagem incluiu a entrega de uma placa de distinção a Manuel Sérgio.

ferramentas
notícias relacionadas
mais recentes
+ lidas
APOIOS

AMRS
Setúbal é um Mundo
Câmara Municipal de Setúbal. ©
Todos os direitos reservados

website concebido por dodesign