16 de Dezembro de 2017
12º
max. 12º
min. 5º
notícias
iniciativas em destaque
voluntariado 06 de Maio de 2013
Setúbal veste novas cores

Dos oito aos oitenta, milhares de mãos embelezaram, entre os dias 3 e 5, escolas, bairros e zonas verdes e de lazer de todo o concelho, na terceira edição do “Setúbal Mais Bonita”.

A pintura de muros e de edifícios e o arranjo de espaços verdes, com limpeza e plantação de novas árvores, foram as ações que mais se destacaram nesta edição do projeto municipal, assente na participação de voluntários.

“É um trabalho que adoro, desde que seja para melhorar as coisas”, salientou a presidente da Câmara Municipal, Maria das Dores Meira, no arranque do segundo dia, dia 4, de manhã, da terceira edição do “Setúbal Mais Bonita”, enquanto pincelava um muro junto da antiga sede da Junta de Freguesia de São Julião, na Rua Jorge de Sousa. 

Acompanhada dos vereadores Carlos Rabaçal e Maria do Carmo Branco, a presidente da Câmara Municipal frisou que o objetivo desta iniciativa é mudar “não só as paredes mas, acima de tudo, a postura das pessoas face ao património edificado”

À mesma hora em que 15 litros de tinta branca renovavam o aspeto visual do muro contíguo a um troço da muralha seiscentista, no Troino, Anunciada, dezenas de moradores, vizinhos e amigos juntaram-se, como um pouco por todo o concelho, num trabalho voluntário para embelezar a Rua 26 de Setembro. 

Vinte e quatro horas foi o tempo estimado por Carlos Silva para desenhar e pintar a figura de Bocage, “a mais irreverente em Setúbal”, numa das portas de uma habitação daquela artéria, também conhecida como “rua do feijão”. 

Fátima Balsinha, de pincel na mão, em frente do n.º 13, contou, segundo lhe dizem, porque é que a Rua 26 de Setembro é a do feijão: “Porque um barco carregado de feijão encalhou aqui, quando a rua ainda era praia.”

E entre estórias do antigamente e o dia de convívio que ali vive, Fátima Balsinha recriou o interior da mercearia “Conserveira de Setúbal”, como se de um reflexo se tratasse, dando cor e vivacidade à porta do estabelecimento comercial. 

Porta sim, porta sim, em ambiente festivo, voluntários de todas as idades não tiveram mãos a medir para pôr o Troino ainda mais bonito, já que, em março, ficou concluído um conjunto de obras de reabilitação urbana para a melhoria do espaço público deste bairro típico setubalense.

Mais elaborada foi a pintura da fachada de um edifício que há muito requeria especial atenção, visto estar junto das esplanadas de restauração da Praça Machado dos Santos, na Fonte Nova, tendo sido necessária uma intervenção especializada, com recurso a elevador.

Mas nem só de pinturas se fez esta edição do “Setúbal Mais Bonita”. Em Vanicelos, na Rua Henri Perron, um grupo de 25 voluntários, entre miúdos e graúdos, limpou o terreno e plantou novas espécies, como o alecrim e a alfazema. 

O convívio entre as várias equipas de voluntários é uma mais-valia para a realização deste projeto, que este ano começou no dia 3, dia dedicado às intervenções nas escolas do concelho, e se prolongou até ao dia 5 por todo o concelho.

Nesta edição do “Setúbal Mais Bonita” houve perto de uma centena de intervenções, muitas das quais propostas por munícipes, em ações que contaram com o patrocínio das empresas Dyrup, Carmona e Águas do Sado. A Portucel ofereceu as plantas para as escolas.

Na Alameda das Palmeiras, freguesia de São Sebastião, depois da hora de almoço, no dia 4, um grupo de moradores do bairro aguardava a restante equipa, composta por oitenta elementos, para concluir os trabalhos de embelezamento daquela zona da Bela Vista.

Exemplo do espírito de união que caracteriza o “Setúbal Mais Bonita” é a dedicação de Lucinda Costa, 81 anos, que, desde as nove da manhã, igualmente do dia 4, juntamente com vizinhos e amigos, limpou canteiros da alameda e plantou árvores.

“Não troco as minhas mãos por nada”, salientou a octogenária, orgulhosa da vitalidade que ainda lhe é permitida.

Vítor Fuzeta, também morador, é perentório: “Gosto do espaço limpo e asseado e se todos fossem assim não custava nada. Somos nós que fazemos o bairro.”

Em Vila Nogueira de Azeitão, a pintura do muro envolvente do “rossio” começou bem cedo, às sete e meia. No total, 45 voluntários estiveram distribuídos por equipas, em vários locais da freguesia de São Lourenço, em intervenções que se traduziram em cerca 400 litros de tinta.

A presidente da junta de freguesia, Celestina Neves, mencionou que projetos como o “Setúbal Mais Bonita” proporcionam novas iniciativas, como a do proprietário de uma loja de mobiliário urbano que se prontificou a reparar, após um levantamento de necessidades, abrigos de passageiros e parques infantis.

Também em São Simão, na urbanização Casas de Azeitão, deu-se início ao arranjo do circuito de manutenção e a pinturas várias.

Do outro lado do concelho, os munícipes da freguesia de Gâmbia, Pontes e Alto da Guerra foram surpreendidos pela adesão da população mais jovem nas várias ações que ali decorreram, como a pintura exterior dos balneários e o pavilhão de chinquilho do Clube Desportivo e Recreativo da Gâmbia.

Já na freguesia do Sado, muros, como o da Estrada das Morgadas, foram restituídos de cor, enquanto em Santa Maria se procedeu, nomeadamente, à pintura de um murete na Estrada dos Ciprestes.

APOIOS

AMRS
Setúbal é um Mundo
Câmara Municipal de Setúbal. ©
Todos os direitos reservados

website concebido por dodesign