21 de Outubro de 2017
17º
max. 21º
min. 14º
notícias
iniciativas em destaque
teatro 26 de Junho de 2017
Teatro revela bastidores de peça

A Companhia Mascarenhas-Martins deu início, no fim de semana de 24 e 25 de junho, em Setúbal, à preparação do segundo bloco de “Um D. João Português”, projeto em que Luís Miguel Cintra revela, junto do público, as diferentes etapas de criação de uma dramatização.

Entre 24 de junho e 16 de julho, toda a equipa envolvida na criação da peça de teatro expõe-se, de diferentes formas, à observação do público, que tem assim oportunidade de assistir às diferentes fases de elaboração de uma produção cénica.

Maria João Brilhante, professora universitária e investigadora de teatro, Bruno Bravo, ator e encenador, João Carneiro, jornalista, e o próprio Luís Miguel Cintra participaram no sábado numa conversa sobre diferentes formas de levar os clássicos à cena.

A reflexão, no encontro realizado na Galeria Municipal do Banco de Portugal, foi o ponto de partida para o período de trabalhos que a Companhia Mascarenhas-Martins vai implementar na cidade de Setúbal e durante define o segundo ato da peça “Um D. João Português”, intitulado “O mar (e de rosas)”.

O projeto permite que o público assista às diferentes etapas, técnicas e criativas, de elaboração de uma peça de teatro, sempre de forma gratuita.

No dia 25, verificou-se também na Galeria Municipal do Banco de Portugal, a leitura do texto “O mar (e de rosas)”, o qual foi comentado e debatido com o público, num processo em que participou o encenador Luís Miguel Cintra.

A peça escolhida para construir o evento, dividido em quatro partes, é uma adaptação da tradução portuguesa do séc. XVIII da obra-prima da história do teatro universal “D. João”, de Molière.

A 3 de julho tem início uma residência artística de duas semanas, no cais 3 do porto de Setúbal, que inclui um ensaio aberto no dia 8, às 16h00, e duas apresentações, a 15 e 16, às 21h30.

Os interessados em participar nos diversos momentos devem inscrever-se no endereço companhiamascarenhasmartins@gmail.com.

O projeto teve um primeiro bloco de trabalho em abril, no Montijo. Depois de Setúbal, segue para Viseu, em setembro, e Guimarães, em dezembro.

No fim do trabalho com a quarta cidade, o grupo de artistas regressa a cada um dos locais para apresentar a sequência total da peça “Um D. João Português”, num espetáculo que, em Setúbal, terá lugar no Fórum Municipal Luísa Todi.

APOIOS

AMRS
Setúbal é um Mundo
Câmara Municipal de Setúbal. ©
Todos os direitos reservados

website concebido por dodesign