12 de Dezembro de 2017
max. 13º
min. 4º
notícias
iniciativas em destaque
festival 29 de Maio de 2015
Todas as estações do ano na abertura

A quinta edição do Festival de Música de Setúbal, a decorrer até dia 31, subordinada à temática do “Clima”, abriu com o concerto “As Quatro Estações”, realizado a 28, à noite, no Fórum Municipal Luísa Todi, com a sala lotada.

No espetáculo, a Orquestra de Câmara Portuguesa dividiu o palco com jovens músicos da Academia de Música e Belas-Artes Luísa Todi e do Conservatório Regional de Setúbal, sob direção do violinista sueco Hugo Ticciati, que interpretaram “As Quatro Estações”, de Vivaldi, e “As Quatro Estações de Buenos Aires”, de Astor Piazzola, com arranjos de Altube e Desyatnikov.

Está assim dado o arranque de uma edição com uma dezena e meia de espetáculos e outros eventos em vários locais do concelho de um festival, com fins inclusivos, que junta músicos de renome nacional e internacional a projetos locais, com especial incidência nos jovens e nas diferentes culturas que compõem Setúbal.

O certame, organizado pela A7M – Associação Festival de Música de Setúbal, com o apoio da Câmara Municipal, The Helen Hamlyn Trust e Fundação Calouste Gulbenkian, prossegue no dia 29, com o Auditório José Afonso a receber, às 10h30, uma demonstração de percussão dirigida por Fernando Molina, a que se segue um desfile com centenas de jovens de escolas e de grupos comunitários de Setúbal a espalhar ritmos num percurso pela Avenida Luísa Todi até ao Fórum Municipal.

Mais tarde, às 17h00, na Casa d’Avenida, escritores e poetas da editora Douda Correria partilham a sua obra com alunos de escolas do concelho, evento integrado na exposição “Poética do Tempo”, patente entre 2 de maio e 21 de junho, que inclui a dinamização de atividades em torno das temáticas do “Clima” e do “Tempo”.

O programa do Festival de Música de Setúbal prossegue às 18h30 com o espetáculo “AIME! Do Ritual à Profanação”, no Fórum Municipal Luísa Todi, que junta em palco grupos de diferentes origens e culturas para ilustrar a relação do Homem com a Natureza ao longo dos tempos. As entradas custam 3 euros.

O evento, com direção artística de Fernando Altube e projeto de Elsa Mobilha e Filomena Vargas, conta com as participações das classes Orff e do Coro Juvenil da Academia de Música e Belas-Artes Luísa Todi, da APPACDM de Setúbal, da Associação Cabo-Verdiana de Setúbal e do Universe Gong Taças Tibetanas.

O Festival de Música de Setúbal conta ainda no dia 29 com o espetáculo multidisciplinar “Tempestade (num copo de água?)”, com sessões às 21h00 e às 22h30, no Salão Nobre dos Paços do Concelho e bilhetes a 6 euros, que junta a cantora e atriz Ana Brandão e o pianista João Paulo Esteves ao Coral Infantil de Setúbal.

A programação de dia 30 começa em Vila Fresca de Azeitão, com a Quinta da Bacalhôa a receber, às 10h30, “Música no Palácio”, concerto com as participações da Banda de Música da Sociedade Filarmónica Capricho Setubalense, dos BelaBatuke, de John Kenny, tocador de carnyx, e do quarteto de metais Pandora’s Box.

Diversos grupos de jovens do Conservatório Regional de Setúbal partilham sonoridades pelas ruas do centro histórico, da Praça de Bocage aos largos da Ribeira Velha e da Misericórdia, a partir das 11h00, no concerto itinerante “Há Música no Ar”. 

À tarde, entre as 15h00 e as 17h00, na Casa d’Avenida, a exposição “Poética do Tempo” serve de pretexto para uma conversa com Luís Pessanha, presidente da Associação Portuguesa de Meteorologia e Geofísica, e António Sampaio Correia, neurocientista e psiquiatra, a par de apontamentos poéticos.

O Coreto da Avenida Luísa Todi recebe, a partir das 17h00, um concerto com cerca de uma hora pela Banda da Sociedade Filarmónica Perpétua Azeitonense, que interpreta vários temas do seu reportório.

O novo Ensemble Juvenil de Setúbal, criado através da A7M – Associação Festival de Música de Setúbal e apoiado pela The Helen Hamlyn Trust, pela Câmara Municipal de Setúbal e, através do programa PARTIS – Práticas Artísticas para a Inclusão Social, pela Fundação Calouste Gulbenkian, com jovens músicos do concelho que interpretam vários sonoridades musicais, do jazz aos estilos clássico e moderno, passando pelo género músicas do mundo, faz a estreia na programação do Festival de Música de Setúbal com o concerto “A Tempo”, com entradas a 3 euros.

O espetáculo, agendado para o Fórum Municipal Luísa Todi, com início às 18h00, tem direção de Rui Borges. O programa musical inclui temas especialmente criados para o novo ensamble por Dan Stern, Daniel Bernardes e Luís Salgueiro, assim como uma reinterpretação das “Quatro Estações” de Antonio Vivaldi por Sara Ross.

À noite, às 21h30, a Igreja de Santa Maria da Graça recebe “A Terra Tremeu”, concerto no qual o Officium Ensemble, acompanhado do quarteto de metais Pandora’s Box e do coro do Conservatório Regional de Setúbal, apresenta um programa de música sacra com peças inspiradas em desastres naturais ou criadas no espírito da ira divina. A entrada é livre mas é necessária reserva.

O último dia do festival, 31 de maio, começa no Moinho de Maré da Mourisca, com três sessões de apontamentos musicais, às 10h00, às 11h00 e às 12h00, para um concerto em que os sons da natureza se misturam com as sonoridades dos instrumentos tradicionais, numa performance com o espaço e o tempo a correrem ao sabor da maré.

O projeto “Suite da Maré”, com entradas a 3 euros, tem conceção, composição musical e direção António Laertes e Pedro Condinho, e conta com as participações do Grupo de Música Contemporânea do Conservatório Regional de Setúbal, alunos do Externato Rumo ao Sucesso e John Kerry.

“Mudanças de Clima” dá tema a um concerto com início às 15h30, no Fórum Municipal Luísa Todi, com novas canções criadas e interpretadas por centenas de crianças de Setúbal, com base no tema da edição deste ano do festival, acompanhadas ao vivo por músicos profissionais da área do fado.

O espetáculo, com direção do maestro Nuno Batalha e coordenado por Carlos Barreto Xavier, junta em palco coros de escolas do 1.º ciclo do concelho, o Coral Infantil de Setúbal e classes da APPACDM de Setúbal para um momento de fusão musical, com a participação de vários fadistas.

Antes do espetáculo “Mudanças de Clima”, há um pré-concerto, às 15h00, na entrada do Fórum Municipal Luísa Todi, com o Ensemble de Saxofones do Conservatório Regional de Setúbal.

A quinta edição do certame culmina com “Maré Alta”, espetáculo com início às 21h00, com a participação de três músicos/compositores oriundos das cidades portuárias de Setúbal, Lisboa e Buenos Aires, que partilham um movimento musical comum.

No espetáculo, com bilhetes a 10 euros, o palco do Fórum Municipal Luísa Todi une as interpretações do trio composto por Pedro Jóia, na guitarra, João Frade, no acordeão, e Norton Daiello, no baixo elétrico, a que se juntam os jovens percussionistas do Ensemble Juvenil de Setúbal.

Os bilhetes para os vários espetáculos da quinta edição da iniciativa encontram-se à venda no Fórum Municipal Luísa Todi e www.bilheteiraonline.pt. Mais informações sobre o Festival de Música de Setúbal podem ser obtidas no sítio www.festivalmusicadesetubal.com.pt.

O Festival de Música de Setúbal tem a particularidade de apresentar um vasto conjunto de atuações protagonizadas por músicos profissionais, a que se juntam alunos da rede escolar concelhia e de estabelecimentos musicais, além de utentes de instituições de solidariedade social, que ao longo do ano ensaiam especificamente para o certame.

APOIOS

AMRS
Setúbal é um Mundo
Câmara Municipal de Setúbal. ©
Todos os direitos reservados

website concebido por dodesign