18 de Dezembro de 2017
11º
max. 12º
min. 2º
notícias
iniciativas em destaque
limpeza 04 de Junho de 2012
Tonelada de lixo sai de praias

Perto de 60 voluntários participaram no dia 2, de manhã, na ação de limpeza do areal das praias de Albarquel e da Figueirinha, que resultou na recolha de cerca de uma tonelada de resíduos.

Durante as três horas da ação “Amar Setúbal”, os voluntários, munidos de sacos de 120 litros e luvas, percorreram os acessos e estacionamento automóvel, as zonas rochosas, o areal e a linha de água.

Vidro, plástico, cartão, papel, madeira, embalagens e pontas de cigarros foram alguns resíduos recolhidos pelos voluntários. Preocupante foi a recolha de fraldas, roupa, cordas, preservativos, tampões e pensos higiénicos.

No final da iniciativa, organizada pela APAMB – Associação Portuguesa de Inspeção e Prevenção Ambiental, pelo movimento cívico MarAzul e pela Câmara Municipal de Setúbal, foram encaminhados pelos serviços da autarquia 28 sacos com cerca de uma tonelada de lixo para triagem.

Este resultado deveu-se a voluntários como Paula Botelho e o filho Luís, de 9 anos, que, pouco passava das 09h00, quando se juntaram aos irmãos Jessica, de 17, e Francisco, de 8, para recolher o lixo junto das rochas que delimitam uma das extremidades da Praia de Albarquel.

“Não está muito sujo”, salientou a jovem Jessica, assídua neste tipo de ações ambientais, enquanto dava instruções ao irmão Francisco sobre o que deveria colocar no saco.

Luís, acompanhado pela mãe, levou de casa uma ferramenta extra, uma pinça que se revelou uma preciosa ajuda para retirar o lixo, como uma fralda descartável de bebé, entre as rochas.

Além de plásticos variados e latas de cerveja e de refrigerantes, mãe e filho encontraram um saco cheio brinquedos de praia, fruto de “algum esquecimento”.

Quem também esteve a dar uma ajuda foi o vereador do Ambiente da Câmara Municipal de Setúbal, Manuel Pisco, que salientou a importância do “efeito psicológico” associado a este tipo de iniciativas.

“É uma questão de educação”, indicou, defendendo que a partir do momento em que se faz uma ação de limpeza, com a ajuda de voluntários, as pessoas “começam a ter mais cuidado”.

O autarca aproveitou para anunciar a disponibilização, nos próximos dias, de uma máquina para a limpeza da areia das praias. Embora “resolva muito no areal”, como a questão das pontas de cigarro, só os meios humanos podem intervir junto das rochas e das ervas.

Paulo Almeida, da APAMB, salientou que “estava à espera de pessoas mais velhas” a participar na ação de voluntariado, ressalvando a importância em “deseducar os maus hábitos” das faixas etárias mais altas, uma vez que as preocupações ambientais parecem estar “impregnadas” nas novas gerações.

A necessidade de reforçar a sensibilização junto dos pescadores para o problema do plástico, uma vez que muitas embalagens de sal são encontradas no areal, foi também realçada por Paulo Almeida.

Esta foi a primeira ação de limpeza que a associação ambiental APAMB levou a cabo nas praias da Figueirinha e de Albarquel. A adesão de participantes, o levantamento das necessidades ao nível logístico e a própria sensibilização junto dos frequentadores da praia foram alguns fatores que a organização teve em conta para futuras intervenções que se possam estender a áreas de floresta.

Durante todo o ano, o movimento cívico MarAzul, uma espécie de vigilante ambiental, vai fornecendo informações sobre o estado das praias.

No final do “Amar Setúbal” houve um momento de convívio no Parque Urbano de Albarquel entre todos os participantes, com animação de Jorge Nice.

APOIOS

AMRS
Setúbal é um Mundo
Câmara Municipal de Setúbal. ©
Todos os direitos reservados

website concebido por dodesign