23 de Junho de 2018
17º
max. 24º
min. 15º
notícias
iniciativas em destaque
inauguração 20 de Agosto de 2013
Viso ganha novo jardim

A criação de um espaço ajardinado no Viso, inaugurado no dia 19, segue a estratégia da Câmara Municipal de instalação de zonas verdes em bairros do concelho, com a requalificação de áreas devolutas.

O jardim, com 1600 metros quadrados, localizado entre a Praceta Vergílio Ferreira e a Rua João de Castro Osório, implantado pela Autarquia com o apoio da Junta de Freguesia da Anunciada, inclui espécies com poucos custos de manutenção e baixo impacte ambiental.

Na cerimónia de inauguração, a presidente da Câmara Municipal de Setúbal, Maria das Dores Meira, salientou a sustentabilidade do espaço. A lógica, referiu, é a que tem sido utilizada nos vários espaços verdes criados pela Autarquia, “no respeito pelos recursos escassos”, como a água, a vegetação e o solo.

As espécies que integram o espaço ajardinado foram escolhidas em virtude do clima, solo, inclinação do terreno e o baixo consumo de água, possuindo, em mais de metade da área coberta, arbustos da flora portuguesa – rosmaninhos e loníceras, entre outras – plantados sobre manta anti-infestante para minimizar as operações de manutenção, com sistemas de rega automática, por aspersores e gota a gota.

A restante área está coberta de prado florido de associação de espécies herbáceas rústicas e que no futuro assumirá uma imagem “mais natural”, “na fronteira entre os espaços tratados pela intervenção humana e as zonas residuais de vegetação ruderal”, destacou Maria das Dores Meira.

O jardim, com 2177 plantas, das quais 15 são árvores, terá, no futuro, adiantou a autarca, equipamentos de diversão para crianças e bancos para uso, em particular, da população mais idosa.

“É apenas um pequeno jardim, dirão uns. Mas é um pequeno jardim de grande importância para as pessoas que aqui vivem, para as crianças que já nele podem brincar, para os idosos que aqui podem gozar melhor o seu descanso”, frisou.

Maria das Dores Meira apontou que a requalificação desta área resulta numa valorização do próprio parque habitacional da zona e constitui um motivo de orgulho para os moradores, que “agora podem convidar familiares e amigos e ir à janela ou a varanda e mostrar o jardim”.

A autarca frisou que a dimensão deste espaço, dotado igualmente de estacionamento, contrasta com as grandes obras, como o passeio ribeirinho da Praia da Saúde, o Mercado do Livramento, a zona nascente do Troino, o Largo da Palmeira, a Casa da Cultura, a modernização do Fórum Luísa Todi ou a recuperação do Convento de Jesus, “pelo seu tamanho, mas não pela sua importância para quem ali vive”.

A construção do jardim incluiu a desmatação e limpeza de terrenos, a plantação de espécies arbóreas e a criação de zonas relvadas, trabalho realizado por administração direta pela Câmara Municipal, com o apoio da Junta de Freguesia da Anunciada, num investimento de 26.410 euros.

O projeto contemplou ainda, além de um reordenamento do estacionamento, a beneficiação de mobiliário urbano, nomeadamente através da lavagem de grafittis, remoção de antigos armários de gás, colocação de corrimões centrais em escadarias e pintura de um posto de transformação da EDP.

Na cerimónia de inauguração marcaram ainda presença os vereadores da Câmara Municipal André Martins e Carla Guerreiro, bem como os presidentes das juntas de freguesia da Anunciada, José Manuel Silva, e de S. Sebastião, Nuno Costa.

José Manuel Silva enalteceu a parceria estabelecida entre a Junta de Freguesia da Anunciada e a Câmara Municipal, seguida no âmbito da política de descentralização de competências da Autarquia, ao permitir transformar um antigo matagal num caminho agradável para quem se desloca para a Baixa e para quem vive nas imediações.

“Este investimento resulta da relação de trabalho que há entre a Câmara e as juntas de freguesia. É um esforço de todos em que o que mais conta é a vontade de fazer obra em prol da cidade e das populações”, indicou José Manuel Silva.

À margem da inauguração, Maria Dores Meira adiantou aos jornalistas que o projeto de criação do Parque Urbano da Várzea, a futura maior área verde da cidade, já se encontra concluído.

A obra, da ordem dos dois milhões de euros, para a qual a Câmara Municipal vai tentar avocar verbas de uma candidatura a fundos europeus, “vai começar já em 2014, com os trabalhos de terraplenagem”, referiu.

O novo espaço verde inclui, além de diversos equipamentos de uso público, três bacias de retenção de cheias e uma estação de tratamento de águas de forma a possibilitar que a Ribeira do Livramento possa correr livremente, como um rio.

“Queremos uma Setúbal verde e temos feito investimentos nesse sentido. Quando aqui chegámos havia muito poucas áreas verdes e só o Bonfim se apresentava bem tratado. Nestes últimos anos tudo mudou”, salientou Maria das Dores Meira.

outros sites

anterior

anterior

Informação Municipal
Setúbal pode ficar mais perto de si por correio, telemóvel ou por e-mail.
imagem da semana

vídeo da semana
associativismo
APOIOS

AMRS
Setúbal é um Mundo
Câmara Municipal de Setúbal. ©
Todos os direitos reservados

website concebido por dodesign