23 de Agosto de 2017
20º
max. 31º
min. 16º
História
iniciativas em destaque
início > Concelho > História > Personalidades > Calafate (1819-1911)
Calafate (1819-1911)

António Maria Eusébio, “o Calafate”, nome pelo qual era conhecido devido à profissão que tinha, poeta analfabeto e apelidado também de “o cantador de Setúbal”, somente aos 84 anos de idade publica os seus versos em folhetos.

O "Cantador de Setúbal" nasceu em 15 de dezembro de 1819, na Freguesia de S. Sebastião e morreu em 22 de novembro de 1911.

Apenas em 1904, já com 84 anos de idade, começou a pôr em versos, publicados em folhetos, a forma como via e vivia Setúbal, ganhando com isso a subsistência.

A publicação de folhetos com esses versos foi ideia de um amigo, o general Henrique das Neves, que juntou 50 pessoas dispostas a dar cem réis por exemplar, pagando, assim, o custo da impressão na Tipografia Mascarenhas, revertendo o produto da venda dos restantes a favor do poeta, já incapaz de exercer a profissão.

Na primeira edição do folheto dava-se a seguinte explicação: “Ao amigo do autor afigurou-se-lhe que, publicando em edição especial estas Recordações, não somente contribuiria para afirmar mais uma vez o engenho do Cantador de Setúbal, auxiliando-o conjuntamente com a receita que daqui lhe possa advir, mas também se lhe afigurou que enriqueceria a nossa literatura popular com uma obra de singular valor no seu género literário.”

Em 1901, e por iniciativa também de Henrique das Neves, são impressos 600 exemplares de “Versos do Cantador de Setúbal”, com prefácio de Guerra Junqueiro.

António Eusébio passou a maior parte dos dias a trabalhar de sol a sol no calafeto de barcos na margem do Sado.

Os 82 anos de idade do “cantador de Setúbal” foram festejados, por iniciativa, uma vez mais, de Henrique das Neves e também dos escritores Ana Castro Osório e Paulino de Oliveira, com um sarau no Teatro D. Amélia, onde hoje é o Fórum Municipal Luísa Todi.

O último dos sete folhetos com poemas de Calafate foram publicados em 1910.

Busto de Calafate

O busto dedicado à memória do poeta António Maria Eusébio, mais conhecido por “Calafate”, ou o “Cantador de Setúbal”, encontra-se no Parque do Bonfim.

A estátua foi inaugurada em 29 de dezembro de 1968, por iniciativa do Rotary Club de Setúbal.

O monumento, da autoria do escultor Castro Lobo, é de bronze e mármore branco.

Fontes: www.lasa.pt; Versos do Cantador de Setúbal, Vol.I, António Maria Eusébio (O Calafate), setembro 1985

APOIOS

AMRS
Setúbal é um Mundo
Câmara Municipal de Setúbal. ©
Todos os direitos reservados

website concebido por dodesign